Aníbal Diniz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Aníbal Diniz
Senador pelo Acre
Período 21 de dezembro de 2010
até 1º de fevereiro de 2015
Dados pessoais
Nascimento 13 de dezembro de 1962 (57 anos)
Campo Mourão, PR
Cônjuge Elisângela Pontes
Partido PT (1985–presente)[1]
Profissão Jornalista

Aníbal Diniz (Campo Mourão, 13 de dezembro de 1962) é um historiador, jornalista e político brasileiro. Atualmente, é integrante do Conselho Diretor da Anatel.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em 13 de dezembro de 1962, na cidade de Campo Mourão, Paraná, é o sétimo de dez filhos do casal de agricultores João Maria Diniz e Querubina de Lourdes Rocha Diniz. Chegou ao Acre em dezembro de 1977, às vésperas de completar 15 anos.

Depois de um ano e meio trabalhando com os pais na zona rural de Rio Branco, transferiu-se para o seminário em Sena Madureira, onde conviveu com os padres Heitor Turrini e Paolino Baldassarri, ícones da defesa da justiça social e dos direitos de índios, seringueiros e população pobre das periferias das cidades. Transferiu-se para Rio Branco em 1981, quando saiu do seminário e iniciou sua militância no PT.

Casado com a socióloga Elisângela Pontes e pai de Janaína Diniz (advogada) e Ana Beatriz Diniz, Aníbal Diniz é graduado em História pela Universidade Federal do Acre (UFAC) e atua no jornalismo acreano desde 1984. Atuou nos jornais O Rio Branco, A Gazeta e Página 20, na Rádio Difusora Acreana, TV Aldeia e TV Gazeta.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Filiou-se ao diretório do Partido dos Trabalhadores (PT) no Acre em fevereiro de 1985.[1] Foi Assessor de Comunicação da Prefeitura de Rio Branco durante a administração do prefeito Jorge Viana entre 1993 a 1996 e Secretário de Estado de Comunicação de 1999 a 2006 nos dois governos de Jorge Viana, e de 2007 a 2010 no governo Binho Marques.

Nas eleições de 2006 foi indicado 1º suplente do senador Tião Viana para o mandato de fevereiro de 2007 a janeiro de 2015.

Com a eleição do senador Tião Viana a governador do Acre em 3 de outubro de 2010, Aníbal Diniz assumiu a cadeira no Senado em 21 de dezembro de 2010.[3]

Em outubro de 2015, Aníbal Diniz foi nomeado para o Conselho Diretor da Anatel no lugar da vaga do ex-conselheiro Jarbas Valente.[2] Em dezembro de 2017, Aníbal foi nomeado para o cargo de vice-presidente da Anatel.[4]

Referências

  1. a b «Relação de filiados». Tribunal Superior Eleitoral 
  2. a b «Aníbal Diniz é nomeado conselheiro da Anatel até 2019». TeleSíntese. 2 de outubro de 2015 
  3. «Aníbal Diniz toma posse como senador da República». Notícias do Acre. 21 de dezembro de 2010 
  4. «Aníbal Diniz é nomeado vice-presidente da Anatel». TeleSíntese. 18 de dezembro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.