Auctoritas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Representação de uma sessão do Senado Romano: Cícero ataca Catilina, de um afresco do século XIX

Auctoritas é uma palavra latina que é a origem do inglês "autoridade". Enquanto historicamente seu uso na literatura inglesa se restringia a discussões da história política de Roma, o início da filosofia fenomenológica no século XX expandiu o uso da palavra.[1]

Na Roma antiga, auctoritas se referia ao nível geral de prestígio que uma pessoa tinha na sociedade romana e, como consequência, sua influência e capacidade de reunir apoio em torno de sua vontade. No entanto, a Auctoritas não era meramente política; tinha um conteúdo numinoso e simbolizava o misterioso "poder de comando" das heróicas figuras romanas.

As mulheres nobres também podiam alcançar um grau de auctoritas. Por exemplo, as esposas, irmãs e mães dos Júlio-Claudianos tiveram imensa influência na sociedade, nas massas e no aparato político. Sua auctoritas era exercida menos abertamente do que suas contrapartes masculinas devido às normas da sociedade romana, mas ainda assim eram poderosas.[2][3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «What does auctoritas mean?». www.definitions.net. Consultado em 6 de março de 2022 
  2. CÍCERO, Marco Túlio, De Legibus.
  3. William Smith, A Dictionary of Greek and Roman Antiquities. (1875, 1890 editions)