Wikipédia:Autismo altamente-funcional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Autismo de alta funcionalidade, AAF ou HFA (em inglês), é um termo informal aplicado a pessoas autistas que são consideradas como tendo "alto grau de funcionamento" em relação a outras pessoas autistas, por uma ou mais métricas (frequentemente QI maior que 70).[1] Não há consenso quanto à definição. Também conhecido por Autismo de alto desempenho, o AAF não é reconhecido como um diagnóstico distinto pelo DSM-IV-TR ou pela CID-10.

A quantidade de sobreposição entre AAF e Síndrome de Asperger é contestada. Alguns pesquisadores argumentam que as duas entidades de diagnóstico são distinta, outros argumentam que eles são indistinguíveis.[2]

Caracterização[editar código-fonte]

O autismo de alto funcionamento é descrito com características muito semelhantes às da síndrome de Asperger. A característica definidora mais amplamente reconhecida pelos psicólogos é um atraso significativo no desenvolvimento das primeiras habilidades de fala e linguagem, antes dos 3 anos de idade.[1] Os critérios de diagnóstico da síndrome de Asperger excluem um atraso geral da linguagem.[3]

Outras diferenças nas características entre pessoas com autismo altamente-funcional e aquelas com síndrome de Asperger incluem o seguinte:[1][4][5][6]

  • Pessoas com AAF têm uma habilidade de raciocínio verbal mais baixa
  • Melhores habilidades visuais/espaciais (QI de alto desempenho) do que pessoas com síndrome de Asperger
  • Menos desvio de locomoção do que pessoas com síndrome de Asperger
  • Pessoas com AAF frequentemente têm problemas para viver de forma independente
  • Curiosidade e interesse por muitas coisas diferentes, em contraste com pessoas com síndrome de Asperger
  • Pessoas com síndrome de Asperger são melhores em empatizarem com o outro
  • A escala entre homens e mulheres de 4:1 para AAF é muito menor do que a síndrome de Asperger

Indivíduos com distúrbios do espectro autista, incluindo autismo de alta-funcionalidade, correm o risco de desenvolver sintomas de ansiedade. Embora a ansiedade seja um dos sintomas de saúde mental mais comuns, crianças e adolescentes com AAF correm um risco ainda maior de desenvolver sintomas.[7]

Ver também[editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Carpenter, Laura Arnstein; Soorya, Latha; Halpern, Danielle (2009). «Asperger's Syndrome and High-Functioning Autism». Pediatric Annals. 38 (1). pp. 30–5. doi:10.3928/00904481-20090101-01 
  2. «Asperger: Discussão». Universo Autista 
  3. Asperger's DisorderDiagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders Fourth edition Text Revision (DSM-IV-TR) American Psychiatric Association (2000)
  4. T. Attwood, Is There a Difference Between Asperger's Syndrome and High Functioning Autism?
  5. Rinehart, NJ; Bradshaw, JL; Brereton, AV; Tonge, BJ (2002). «Lateralization in individuals with high-functioning autism and Asperger's disorder: A frontostriatal model». Journal of autism and developmental disorders. 32 (4). pp. 321–331. PMID 12199137. doi:10.1023/A:1016387020095 
  6. Mazefsky, Carla A.; Oswald, Donald P. (2006). «Emotion Perception in Asperger's Syndrome and High-functioning Autism: The Importance of Diagnostic Criteria and Cue Intensity». Journal of Autism and Developmental Disorders. 37 (6). pp. 1086–95. PMID 17180461. doi:10.1007/s10803-006-0251-6 
  7. Reaven, Judy (2011). «The treatment of anxiety symptoms in youth with high-functioning autism spectrum disorders: Developmental considerations for parents». Brain Research. 1380. pp. 255–63. PMID 20875799. doi:10.1016/j.brainres.2010.09.075