Banco Ribeiro Junqueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Banco Ribeiro Junqueira S.A.
Sociedade de economia mista
Gênero Financeiro
Fundador(es) José Monteiro Ribeiro Junqueira, Custódio Monteiro Ribeiro Junqueira, Francisco de Andrade Botelho
Sede Brasil Leopoldina, MG
Área(s) servida(s) Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo
Antecessora(s) Casa Bancária Ribeiro Junqueira Irmãos & Botelho
Sucessora(s) Banco Comércio e Indústria de Minas Gerais S.A.

O Banco Ribeiro Junqueira foi uma instituição financeira brasileira fundada pelos irmãos Custódio e José Monteiro Ribeiro Junqueira e seu cunhado Francisco de Andrade Botelho[1].

Foi fundado em 6 de abril de 1912[2] com o nome de Casa Bancária Ribeiro Junqueira Irmãos e Botelho. O nome Banco Ribeiro Junqueira S.A. foi adotado em 1938. A instituição era voltada, principalmente, para o financiamento da cafeicultura e da rizicultura[3].

A instituição chegou a possuir 30 agências situadas em municípios dos estados de Minas Gerais, do Espírito Santo (como Mimoso do Sul[4] e Muqui[5]), do Rio de Janeiro (como Itaperuna[6] e Petrópolis[7]) e também na cidade do Rio de Janeiro, então capital federal[3]. Em 1962, ocupou o 60° lugar entre os 87 bancos do país com maior volume de depósito[8]. No final da década de 1960, foi incorporado ao Banco Comércio e Indústria de Minas Gerais[9].

Sua sede funcionava em um edifício ainda hoje existente na praça General Osório em Leopoldina, na Zona da Mata Mineira[10].

Referências

  1. «Banco Ribeiro Junqueira». Ponto de Informação Histórica - Leopoldina. Consultado em 31 de março de 2014 
  2. «Memória Leopoldinense». Jornal Leopoldinense. Consultado em 31 de março de 2014 
  3. a b Fernando Nogueira da Costa. «Bancos em Minas Gerais: 1889-1964» (PDF). Consultado em 2 de abril de 2014 
  4. Mariza Pires Mofati. «Década de 50: Viagem do tempo nos comércios». Mimoso in Foco. Consultado em 31 de março de 2014 
  5. FERNANDA ZANDONADI (21 de agosto de 2013). «Histórias que fazem a nossa história». Gazeta Online. Consultado em 31 de março de 2014 
  6. «Bancos». Itaperuna Online. Consultado em 31 de março de 2014 
  7. Oazinguito Ferreira da Silveira Filho (25 de fevereiro de 2009). «De Banco de Petrópolis a Banco do Brasil». Instituto Histórico de Petrópolis. Consultado em 31 de março de 2014 
  8. Revista Bancária Brasileira (30 de agosto de 1962). «Bancos Bilionários» (PDF). Câmara Municipal de São Paulo. Consultado em 2 de abril de 2014 
  9. Gualtar Coelho e Correio da Manhã (2 de fevereiro de 1970). «Bancos realizaram 88 incorporações em 6 anos». Fundação Biblioteca Nacional. Consultado em 2 de abril de 2014 
  10. Roberto Capri. «Banco Ribeiro Junqueira e Praça General Osório, Leopoldina, MG». Cantoni - Estudos de História de Leopoldina, MG. Consultado em 31 de março de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre um banco ou instituição financeira é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.