Barack Obama, Sr.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura o 44º Presidente dos Estados Unidos, veja Barack Obama.
Barack Obama, Sr.
Nome completo Barack Hussein Obama
Nascimento 18 de junho de 1936
Rachuonyo, Nyang’oma Kogelo, Quênia britânico
Morte 24 de novembro de 1982 (46 anos)
Nairobi, República do Quênia
Nacionalidade queniano
Cônjuge Kezia Aoko (1954–?)
Ann Dunham (c. 1961; div. 1964)
Ruth Baker (c. 1964; div. 1973)
Filho(a)(s) 8, incluindo Malik, Auma e Barack
Ocupação Economista
Religião Universidade do Havaí em Manoa (BA)
Universidade Harvard (MA)

Barack Hussein Obama (Alego, 18 de junho de 1936Nairobi, 24 de novembro de 1982) foi um economista queniano e pai do 44° presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Obama nasceu nos arredores do Lago Victoria, em Alego, Quênia. Ele era o filho de Onyango Hussein Obama (c. 1895-1979, morto em Alego)[1] com sua segunda esposa, Akumu Habiba.[2] Os membros de sua família, cristãos ou muçulmanos, faziam parte da etnia Luo, porém Obama era ateu.[3] Ele foi criado em Nyang’oma Kogelo, e casou-se com dezoito anos em uma cerimônia tribal com Kezia Obama, com quem teve quatro filhos.

Educação[editar | editar código-fonte]

De 1950 até 1953, Obama estudou na escola de Maseno, um colégio cristão. Sua professora descreveu Obama como muito forte, estável, confiável e amigável.[4]

Com 23 anos, Obama cursou a Universidade do Havaí, morando com Kezia e seus filhos. Ele já havia passado pelo Islã e tornou-se um ateu ao chegar aos Estados Unidos.[3] A filha de Obama, Auma, certa vez comentou que seu pai "nunca foi um muçulmano, embora tenha nascido em uma família muçulmana e com um nome muçulmano."

Em 21 de Fevereiro de 1961, Obama casou-se com a estudante Ann Dunham em Maui, no Havaí. Seu filho, Barack Obama II, nasceu em 4 de Agosto de 1961. Dunham deixou a escola para cuidar de seu bebê. Mais tarde Obama se graduou na Universidade do Havaí em Junho de 1962, constantemente viajando para Cambridge, Massachusetts , onde começou a estudar na Universidade de Harvard.[5] Depois do verão, seu filho Barack Obama II parou de visitar seus amigos em Mercer Island, Washington, e foi morar no subúrbio de Seattle.[5][6][7]

Em Harvard, Obama conheceu uma professora americana chamada Ruth Nidesand. Ela o acompanhou quando ele retornou ao Quênia após ter recebido um grau de mestrado (M.A) em economia de Harvard em 1965.[8] Mais tarde, Nidesand tornou-se sua terceira esposa e teve 2 filhos com ele antes de se divorciarem.[9]

Retorno ao Quênia[editar | editar código-fonte]

Retornando ao Quênia, Obama trabalhou em uma companhia de óleo e serviu como economista como Ministro de Transportes, depois tornou-se sénior em economia no Ministério de Finanças.[10] Em 1965 Obama escreveu uma nota intitulada de "Problemas enfrentados pelo socialismo", publicado no East Africa Journal.[11] O presidente eleito Barack Obama II falou do conflito de seu pai com o presidente queniano Jomo Kenyatta.

Obama teve uma vida baseada em pobreza, da qual ele nunca se recuperou. Seu amigo, o jornalista queniano Philip Ochieng, descreveu Obama para um jornal como um homem com problemas de alcoolismo e com sintomas de depressão.[12] Obama perdeu ambas as pernas em um acidente de carro. Ele morreu em 1982 em uma batida de automóvel, com 46 anos de idade, em Nairobi.[12]

Obama está enterrado em Alego, no Quênia.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Otieno jarieko. By Barack H Obama; Kenya. Education Dept. Adult Literacy Section.; Kampala : East African Literature Bureau, 1959-
  • Western-Educated Elites in Kenya, 1900-1963: The African American Factor por Jim C. Harper

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ancestry of Barack Obama
  2. Kimberly Powell (2008). «Ancestry of Barack Obama». About.com. Consultado em 26 de setembro de 2008 
  3. a b Obama, Barack. «My Spiritual Journey». TIME. Consultado em 26 de setembro de 2008 
  4. Oywa, John (4 de novembro de 2008). «Tracing Obama Snr's steps as a student at Maseno School». The Standard. Consultado em 8 de novembro de 2008 
  5. a b Maraniss, David (22 de agosto de 2008). «Though Obama Had to Leave to Find Himself, It Is Hawaii That Made His Rise Possible». The Washington Post. Consultado em 27 de outubro de 2008 
  6. Martin, Jonathan. Obama's mother known here as "uncommon", Seattle Times (2008-04-08).
  7. Montgomery, Rick. "Barack Obama’s mother more than just a Kansas girl", The Lawrence Journal-World (2008-06-01).
  8. Harvard University (1986). Harvard University 350th Anniversary Alumni Directory. vol. I seventeenth edition ed. Cambridge, MA: President and Fellows of Harvard College. p. 904. OCLC 17963336 
  9. Ochieng, Philip (1 de novembro de 2004). «From Home Squared to the US Senate». The East African. Consultado em 26 de setembro de 2008 
  10. Scott Fornek (9 de setembro de 2007). «Barack Obama Sr.: Wrestling with . . . a Ghost». The Chicago Sun Times. Consultado em 26 de setembro de 2008 
  11. Obama, Barak H. (1965). «Problems Facing Our Socialism» (.PDF). East Africa Journal: 26-33. Consultado em 26 de setembro de 2008 
  12. a b Michael Dobbs (30 de março de 2008). «Obama Overstated Kennedy's Role in Helping His Father». The Washington Post. Consultado em 26 de setembro de 2008