Avoador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Biscoito de polvilho)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Biscoito de polvilho
Biscoitos de polvilho em formato de argola.
País Brasil
Receitas: Biscoito de polvilho   Multimédia: Biscoito de polvilho

Avoador, conhecido pelo termo genérico como biscoito de polvilho, como também biscoito de vento, peta, ou biscoito voador, é um tipo de "biscoito" típico da culinária brasileira.[1][2] É encontrado principalmente na culinária de Minas Gerais, Bahia e do Rio de Janeiro. Pode ser encontrado ainda em São Paulo,[3] na região Centro-Oeste do Brasil, e no Paraná. Em algumas regiões do Paraná é amplamente consumido e encontrado nos estabelecimentos comerciais. Na Bahia, ele ganha destaque como petisco nas festas juninas e como acompanhamento no café da manhã.[4][5][6]

A marca mais conhecida deste alimento é Biscoito Globo. Esta marca de biscoito é exclusiva da cidade do Rio de Janeiro, mas é conhecida em todo território brasileiro pois eles sempre são vendidos em pontos turísticos da cidade.[3] Na Bahia, a cidade de Vitória da Conquista é uma das maiores produtoras do biscoito.[7]

Origens[editar | editar código-fonte]

As exatas origens dessa receita são desconhecidas. Sabe-se, no entanto, que o prato é antigo. Segundo o historiador potiguar Luís da Câmara Cascudo, no século XVIII o biscoito já era servido a senhores de fazenda em Minas Gerais, sendo preparado pelas próprias cozinheiras das fazendas.[1][8] Tem como ingredientes básicos água, leite, óleo e polvilho azedo, mas pode apresentar sabores variados (de frutas como maracujá ou abacaxi).[8] O petisco ganhou visibilidade internacional durante as Olimpíadas de 2016 quando um jornalista do The New York Times fez uma crítica negativa à culinária do Rio de Janeiro, dizendo que o biscoito não tem sabor.[9][10]

O biscoito apareceu na novela Caras & Bocas e teve grande destaque no enredo.[11]

Referências

  1. a b Chef de Cozinha Cris Leite (22 de Outubro de 2010). «Biscoito de Polvilho». Blog da Chef Cris Leite. Consultado em 14 de Junho de 2012 
  2. Ibahia. «Famosos e variados, biscoitos de Vitória da Conquista têm importância cultural e econômica». Consultado em 29 de maio de 2020 
  3. a b «Ícone do Rio, biscoito Globo começa a ser vendido em mercados de SP». 24 de fevereiro de 2015. Consultado em 18 de agosto de 2016 
  4. «Campos Gerais têm natureza, tropeirismo e cultura europeia». Agência de Notícias do Paraná. 31 de agosto de 2019. Consultado em 7 de janeiro de 2020 
  5. «Turismo Gastronômico na região Campos Gerais do Paraná». Secretaria do Esporte e do Turismo. Consultado em 7 de janeiro de 2020 
  6. Yumi Kuwano. «Produtos típicos do interior baiano ganham valor agregado e conquistam mercado». Consultado em 29 de maio de 2020 
  7. Rede Bahia. «Aprenda a receita do biscoito avoador, tradição no sudoeste». Consultado em 29 de maio de 2020 
  8. a b André Bernardo (Fevereiro de 2012). «Biscoito de polvilho - Conheça mais sobre o petisco mais praiano do Brasil». Revista Superinteressante, Editora Abril. Consultado em 14 de Junho de 2012 
  9. David Segal. «Rio's Carnival for the Senses Ends at the Food Line». Consultado em 29 de maio de 2020 
  10. Mosaico baiano. «Biscoito de polvilho é uma iguaria típica de Vitória da Conquista». Consultado em 29 de maio de 2020 
  11. «Bianca faz sucesso com biscoitos em Caras e Bocas (Márcia Simões) | Noveleiros». www.clicrbs.com.br. Consultado em 18 de agosto de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.