Bona de Berry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bona de Berry
Senhora de Faucigny e Carlat
Condessa consorte de Armagnac
Condessa consorte de Saboia
Reinado 1 de março de 13831 de novembro de 1391
 
Cônjuge Amadeu VII de Saboia
Bernardo VII, Conde de Armagnac
Casa Valois
Saboia
Armagnacs
Nascimento 1362/1365
Morte 30 de dezembro de 1435 (70 anos) ou (73 anos)
  Carlat, Auvérnia, França
Enterro Convento dos Cordeliers, Rodez, França
Pai João de Berry
Mãe Joana de Armagnac

Bona de Berry (em francês: Bonne; 1362/1365Carlat, 30 de dezembro de 1435) foi suo jure senhora de Faucigny e senhora de Carlat. Foi condessa consorte de Saboia como esposa de Amadeu VII de Saboia, e depois condessa de Armagnac ao se casar com Bernardo VII, Conde de Armagnac.

Família[editar | editar código-fonte]

O pai de Bona era João de Berry, filho do rei João II de França e de Bona de Luxemburgo, e sua mãe era Joana de Armagnac, filha do conde João I de Armagnac e de sua segunda esposa, Beatriz de Clermont.

Bona foi a primeira filha e terceira criança de cinco filhos. Seus irmão eram: Carlos, conde de Montpensier; Luís; Maria, duquesa da Auvérnia e João II de Berry, conde de Montpensier.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primeiro casamento[editar | editar código-fonte]

Bona ficou noiva do conde em Valence, em 7 de maio de 1372, e casou-se com Amadeu no Hôtel Saint-Pol, em Paris, em 18 de janeiro de 1377. Ele era filho de Amadeu VI de Saboia e de Bona de Bourbon.

Porém, ela apenas chegou em Saboia em 1381, alguns anos depois do casamento.

Cópia de um vitral com os brasões de Bona e Amadeu, no Castelo de Chillon, na Suíça. O original está no Museu Histórico de Lausana.

Após a morte de Amadeu em 1391, seguiu-se uma disputa para decidir quem seria a regente, Bona, mãe de Amadeu VIII, ou sua avó, Bona de Bourbon, favorecida pelo filho falecido. Em 4 de maio de 1393, sua sogra, lhe cedeu o título de Senhora de Faucigny, em Chambéry. Finalmente, o conflito foi resolvido por um acordo assinado em 8 de maio de 1393.

Segundo casamento[editar | editar código-fonte]

Bona se casou com o conde Bernardo VII de Armagnac em contrato datado de 2 de dezembro de 1393, no Castelo de Mehun-sur-Yèvre. Seus pais eram João II, conde de Armagnac e Joana de Périgord.

Em Bourges, em novembro de 1410, Bona se tornou Senhora de Carlat por ter seu pai lhe cedido o título. Em 1427, ela renunciou ao Senhorio de Faucigny em benefício do filho, Amadeu.

Bona morreu em 30 de dezembro de 1435 aos 70 ou 73 anos de idade, e foi enterrada no Convento dos Cordeliers, em Rodez.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Com Amadeu, teve três filhos:

Com Bernardo, teve sete filhos:

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bona de Berry