Borislav Mihaylov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Borislav Mihaylov
Борислав Михайлов
Borislav Mihaylov Борислав Михайлов
Informações pessoais
Nome completo Borislav Biserov Mihaylov
Data de nasc. 12 de fevereiro de 1963 (56 anos)
Local de nasc. Sófia, Bulgária
Altura 1,86 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Goleiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1981–1989
1989–1991
1992–1994
1994–1995
1995–1997
1997–1998
1998
Levski Sófia
Belenenses
Mulhouse
Botev Plovdiv
Reading
Slavia Sófia
FC Zürich
180 (0)
29 (0)
65 (0)
20 (0)
24 (0)
14 (0)
1 (0)
Seleção nacional
1983–1998 Flag of Bulgaria.svg Bulgária 102 (0)

Borislav Biserov Mihaylov - em búlgaro, Борислав Бисеров Михайлов (Sófia, 12 de fevereiro de 1963[1]) é um ex-futebolista búlgaro que atuava como goleiro. É o atual presidente da Federação Búlgara de Futebol.

É mais conhecido como Mikhailov no Ocidente. A romanização mais de acordo com o búlgaro de seu sobrenome é, entretanto, Mihaylov.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Revelado pelo Levski Sófia em 1981, Mihaylov também jogou por Belenenses, Mulhouse, Botev Plovdiv, Reading e Slavia Sófia, onde se destacou por sua agilidade e reflexos. Aposentou-se em 1998, depois de uma única partida pelo FC Zürich.

Seleção Búlgara[editar | editar código-fonte]

Tendo feito sua estreia pela Seleção Búlgara de Futebol em maio de 1983, num amistoso contra a Seleção Cubana, Mihaylov foi titular nos 4 jogos de sua equipe na Copa de 1986[2].

Após não conseguir levar a Bulgária às Eurocopas de 1988 e 1992 e também para a Copa de 1990, o goleiro foi um dos destaques da Seleção na Copa de 1994, realizada nos Estados Unidos, parando apenas na semifinal contra a Itália. Na disputa pelo terceiro lugar, Mihaylov não repetiu as boas atuações e terminou levando 4 gols da Suécia. Revoltado com seu desempenho, foi substituído pelo reserva Plamen Nikolov no intervalo. Quando a Bulgária, que até então nunca vencera um jogo de Copa, chegou às quartas-de-final, fez uma promessa inusitada: se a equipe vencesse a competição, jogaria sua peruca para os torcedores.

Mesmo assim, sua titularidade foi mantida na Eurocopa de 1996, quando a Bulgária manteve praticamente boa parte do elenco que jogou a Copa dos Estados Unidos e foi eliminada na fase de grupos. Não foi convocado para nenhum jogo em 1997, voltando em maio de 1998 para disputar sua 102ª e última partida pela Bulgária (um amistoso contra a Argélia, vencido pelos balcânicos por 2 a 0).

Na Copa da França, perdeu a titularidade para Zdravko Zdravkov, seu reserva na Eurocopa de 1996, que não evitou a eliminação do envelhecido time búlgaro na primeira fase.

Presidente da Federação Búlgara[editar | editar código-fonte]

Entre 2001 e 2005, o ex-goleiro foi vice-presidente da Federação Búlgara de Futebol, quando substituiu Ivan Slavkov na presidência da entidade, onde permanece até hoje.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Seu pai, Biser Mihaylov, também foi goleiro e jogou toda a carreira no Levski Sófia (1961 a 1975). Ele também é pai de Nikolay, que também atua como goleiro e chegou a integrar o elenco do Liverpool entre 2007 e 2010, não tendo atuado nenhuma vez pelos Reds, além de ser convocado para a Seleção Búlgara desde 2006. Elinor, sua filha mais nova, é tenista.

Referências

  1. Borislav Mikhailov, Fifa.com
  2. «Elenco na Copa de 1986». Consultado em 16 de fevereiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]