Brasão do estado de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Brasão do Estado de São Paulo
Brasão do Estado de São Paulo
Detalhes
Adoção 1932
Timbre Uma estrela de prata
Escudo Escudo português vermelho e uma espada com o punho voltado para baixo sobre o cruzamento de um ramo de louro, à direita e um ramo de carvalho, à esquerda. A lâmina separa as letras "SP", tudo em prata.
Suportes Dois ramos de cafeeiro frutificados, de sua cor, cujas hastes se cruzam abaixo.
Lema "PRO BRASILIA FIANT EXIMIA" (latim para "Pelo Brasil, faça-se o melhor") gravado em prata sobre faixa de esmalte.
Portal A Wikipédia possui o
Portal de São Paulo

O brasão do estado de São Paulo é o emblema heráldico e um dos símbolos oficiais do estado brasileiro de São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

Foi instituído por ocasião da Revolução Constitucionalista de 1932, pelo Decreto nº 5.656, assinado pelo governador Pedro Manuel de Toledo, em agosto do mesmo ano.[1][2]

Criado pelo pintor José Wasth Rodrigues, foi símbolo da campanha "Ouro para o Bem de São Paulo".[2]

Utilizado até o Estado Novo, em 1937, foi substituído por outros símbolos nacionais. Reconquista sua função simbólica original com a redemocratização e a nova Constituição de 1946.

A versão escultórica oficial foi feita pelo escultor Luís Morrone e está no acervo do Palácio dos Bandeirantes.

Descrição heráldica[editar | editar código-fonte]

A descrição heráldica, dada pela lei nº 145/1948, é a seguinte:[3]

Artigo 3º. O Brasão do Estado de São Paulo é o instituído pelo decreto n.O 5.656, de 29 de agosto de 1932, o qual assim se descreve heraldicamente: em escudo português de goles uma espada com o punho brocante sobre o cruzamento de um ramo de louro à destra e um de carvalho à sinistra, passados em aspa na ponta, e acostada em chefe das letras S.P., tudo de prata; timbre: uma estrela de prata; suportes: dois ramos de cafeeiro frutificados, de sua cor, passados em aspa na ponta; divisa: em listei de goles, brocante sobre o cruzamento dos suportes, "PRO BRASILIA FIANT EXIMIA", de prata (anexo 3).

Artigo 4º. A feitura do Brasão obedecerá às regras usuais heráldicas de acordo com a descrição do artigo anterior.

Artigo 5º - Quando reproduzido monocromicamente, como sucede comumente nos papéis oficiais das repartições públicas, o Brasão terá os seus esmaltes (metais e cores) indicados segundo as respectivas convenções heráldicas universalmente adotadas (anexo 4).

As cores utilizadas do brasão não possuem suas tonalidades definidas em leis. No entanto, o manual de identidade visual do governo do estado de São Paulo e da Assembleia Legislativa do estado especificam as seguintes cores para feitura do brasão:[4][5]

Cores
  Cor sRGB Hexadecimal CMYK Pantone
vermelho 220/40/40 DC2828 9/98/100/0 485 C
verde 11/146/31 0B921F 86/18/100/4 347 C
amarelo 247/197/32 F7C520 3/22/100/0 123 C
preto 35/31/32 231F20 0/0/0/100 Process Black C
prata 128/129/129 808181 35/28/29/30 444 C

O manual de identidade do Estado de São Paulo também oferece a versão do brasão em traço, onde os elementos heráldicos são preservados em forma simplificada. Além da versão em tela, é possível utilizar em situações oficiais na forma em negativo.

Significação[editar | editar código-fonte]

O decreto 5.656 de 1932 assim descreve a significação do brasão:[1]

  • escudo português: como convém a descendentes de portuguezes e de acordo com o uso já consagrado no Brasil. O vermelho, esmalte representativo da altivez, da audácia e da glória, perpetua o valor do povo paulista, que jamais trepidou em afrontar as asperezas da luta e a derramar o seu sangue pelo Brasil e pela liberdade. A prata, metal simbólico da lealdade e da nobreza, alude tambem ao tope branco usado tradicionalmente pelos partidários da Constituição, desde os tempos coloniais, e adotado como distintivo dos soldados constitucionalistas no atual movimento revolucionário. Diz bem do carácter ordeiro da nossa gente, que somente quer viver sob o regimen da lei e das garantias juridicas, pelo qual ainda agora se bate.
  • iniciais S P: significam que o próprio nome de São Paulo evoca melhor o seu valor e as suas glorias do que quaisquer símbolos ou emblemas.
  • espada romana, usada pelo apostolo São Paulo, evoca o padroeiro do Estado. Lembra ainda o gesto de Amador Bueno, a epopeia das Bandeiras, Pedro I proclamando a Independencia na colina do Ipiranga e, finalmente a espada que, na hora atual, foi "desembainhada em continência á Lei."
  • ramos de louro e carvalho: consagram o valor militar de São Paulo, que desde os tempos coloniais tem sabido enobrecer as tradições de bravura do povo brasileiro, e o seu valor civico, sempre á frente das grandes iniciativas tendentes a criar para o Brasil uma situação proeminente no concerto dos povos cultos.
  • estrela de prata (timbre): indica que São Paulo é uma das unidades da Federação Brasileira, simbolizadas por 21 estrelas nas armas federais.
  • divisa: "PRO BRASILIA FIANT EXIMIA" "PELO BRASIL FAÇAM-SE GRANDES COUSAS" afirma o profundo sentimento de brasilidade do Povo Paulista. Lembra o esforço de que sempre se mostraram capazes os filhos deste Estado quando a Nação exigiu deles o maximo de sacrificios, como ainda agora está acontecendo.
  • ramos de café: indicam a base da fortuna publica do Estado e a tradição de riqueza que São Paulo soube criar, através de árduos trabalhos.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • FREITAS, Affonso A. de. Dicionário Histórico, Topográfico, Etnográfico ilustrado do Município de São Paulo. São Paulo: Graphica Paulista editora, 1930

Referências

  1. a b SÃO PAULO. Decreto nº 5.656, de 29 de agosto de 1932.
  2. a b Clóvis Ribeiro (1933), Brazões e Bandeiras do Brasil, São Paulo: São Paulo Editora, OCLC 1297560, Wikidata Q105417680 
  3. SÃO PAULO. Lei nº 145 de 3 de setembro de 1948.
  4. SÃO PAULO. Manual de Identidade Visual, Governo de São Paulo - 2019, atualização de 29 de agosto de 2019, p. 101. Acessado em: 19 fev. 2021.
  5. SÃO PAULO. Manual de aplicação da Logomarca da Assembleia Legislativa de São Paulo. Acessado em: 19 fev. 2021.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre heráldica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Brasões das unidades federativas do Brasil
Brasão do Acre.svg
AC
Brasão de armas do Estado de Alagoas.png
AL
Brasão do Amapá.svg
AP
Brasão do Amazonas.svg
AM
Brasão do estado da Bahia.svg
BA
Brasão do Ceará.svg
CE
Brasão do Distrito Federal (Brasil).svg
DF
Brasão do Espírito Santo.svg
ES
Brasão de Goiás.svg
GO
Brasão do Maranhão.svg
MA
Brasão de Minas Gerais.svg
MG
Brasão de Mato Grosso do Sul.svg
MS
Brasão de Mato Grosso.png
MT
Brasão do Pará.svg
PA
Brasão da Paraíba.svg
PB
Brasão do Estado de Pernambuco.svg
PE
Brasão do Piauí.svg
PI
Brasão do Paraná.svg
PR
Brasão do estado do Rio de Janeiro.svg
RJ
Brasão do Rio Grande do Norte.svg
RN
Brasão de Rondônia.svg
RO
Brasão de Roraima.svg
RR
Brasão do Rio Grande do Sul.svg
RS
Brasão de Santa Catarina.svg
SC
Brasão de Sergipe.svg
SE
Brasão do estado de São Paulo.svg
SP
Brasão do Tocantins.svg
TO