Bronisław Geremek

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bronisław Geremek
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Bronisław Geremek

Bronisław Geremek (originalmente Benjamin Lewertow) GOL (Varsóvia, 6 de março de 1932Lubień, perto de Nowy Tomyśl, 13 de julho de 2008) foi um historiador e político liberal da Polônia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi um opositor ao comunismo e o principal "arquitecto" da transição democrática na Polónia, e membro do Solidarność, o movimento sindical que liderou, na década de 1980, a oposição ao regime comunista pela via pacífica.

Foi conselheiro de Lech Wałęsa. Geremek foi detido durante uma vaga de repressão que conduziu à cadeia os principais dirigentes da dissidência, aí permanecendo durante dois anos e meio.

Era historiador especializado na época medieval, e foi chefe da diplomacia do seu país entre 1997 e 2000, tendo acompanhado o processo de adesão à NATO. Depois da entrada da Polónia na União Europeia, em 2004, foi eleito para o Parlamento Europeu nas listas de um partido reformador surgido a partir do Solidarność.

A 6 de Dezembro de 1994 foi feito Grande-Oficial da Ordem da Liberdade de Portugal.[1]

Faleceu vítima de um acidente de automóvel, ao se dirigir da Polônia para Bruxelas, quando o veículo que conduzia desviou-se para a pista oposta por uma razão ainda não explicada e entrou em colisão com um veículo que vinha da direção oposta.[2]

Está sepultado no Cemitério de Powązki em Varsóvia.

Referências

  1. «Cidadãos Estrangeiros Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Bronisław Geremek". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 15 de abril de 2015 
  2. Morre Geremek, polonês ligado a sindicato Solidariedade
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.