César Bandeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
César Bandeira
Deputado federal pelo  Maranhão
Período 15 de março de 1991
até 1 de fevereiro de 2007
Dados pessoais
Nascimento 2 de maio de 1946 (71 anos)
Vitorino Freire, MA
Partido ARENA (1965–1980)
PDS (1980–1985)
PFL (1985–2007)
PR (2007–2010)
PROS (2013–presente)
Profissão Empresário

Carlos César Branco Bandeira (Vitorino Freire, 2 de maio de 1946), mais conhecido como César Bandeira, é um político e empresário brasileiro.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

César Bandeira concluiu os estudos colegiais e na universidade, formando-se engenheiro civil, antes de lançar carreira política, iniciamente na cidade de Vitorino Freire.

É proprietário da Rádio e TV Água Branca, com repetidoras mistas de TVs no interior do Maranhão, retransmitindo a programação da Rede Bandeirantes. Durante os anos 90, tornou-se líder governista da então governadora Roseana Sarney e o sucessor José Reinaldo Tavares, de 1995 até 2004, quando o governador rompeu com a Família Sarney. Se reelegeu deputado federal e estadual por diversas vezes.

Em 2006, teve seu nome envolvido na compra e venda irregular das ambulâncias, tornando o caso conhecido como Escândalo dos Sanguessugas.[2] O deputado federal reeleito em 2002, sempre negou as acusações.[3]

Decidiu candidatar-se a reeleição, mas perdeu naquele ano, encerrando o mandato em 1º de fevereiro de 2007. Não se candidatou mais em eleições recentes, decidindo em atuar nos negócios familiares em Vitorino Freire.

Referências

  1. «Dados do Deputado». Câmara dos Deputados. Consultado em 27 de fevereiro de 2010 
  2. «César Bandeira nega estar envolvido no escândalo da CPI das ambulâncias». 28 de julho de 2006. Consultado em 27 de fevereiro de 2010 
  3. «Conheça a acusação contra César Bandeira e sua defesa». 17 de outubro de 2006. Consultado em 27 de fevereiro de 2010