Cacá Bizzocchi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Cacá Bizzocchi Volleyball (indoor) pictogram.svg
Informações pessoais
Nome completo Carlos Eduardo Bizzocchi
Apelido Cacá
Modalidade Voleibol
Nascimento 30 de julho de 1962 (60 anos)
São Paulo,  São Paulo
Nacionalidade  Brasil
Nível Profissional
Medalhas
Torneio de Courmayeur
Ouro Courmayeur 2004 Auxiliar Técnico
Grand Prix de Voleibol
Ouro Reggio di Calabria 2004 Auxiliar Técnico
Campeonato Sul-americano
Ouro Bogotá 2003 Auxiliar Técnico
Copa do Mundo de Voleibol
Prata Japão 2003 Auxiliar Técnico
Liga Mundial de Voleibol
Ouro São Paulo 1993 Assistente Técnico
Jogos Olímpicos
Ouro Barcelona 1992 Assistente Técnico
Campeonato Mundial de Voleibol Feminino Sub-20
Prata Brno 1991 Auxiliar Técnico
Campeonato Sul-Americano de Clubes de Voleibol Feminino
Ouro Lima 1996 Sollo/Tietê

Carlos Eduardo Bizzocchi (São Paulo, 30 de julho de 1962) é um ex-voleibolista indoor e treinador de voleibol brasileiro. Na função de treinador, foi medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano de Clubes de 1996 no Peru e atuando como Auxiliar Técnico foi medalha de prata no Campeonato Mundial de 1991 pela seleção brasileira feminina juvenil. Foi também campeão Sul-Americano pela seleção adulta no feminino em 2003 e neste mesmo ano prata na Copa do Mundo. Ainda no feminino foi um semifinalista dos Olimpíada de Atenas de 2004 e neste mesmo ano conquistou o ouro do Grand Prix e do Torneio de Courmayeur[1]. Integrou a Comissão Técnica da Seleção Brasileira Masculina, que ganhou a medalha de ouro na Olimpíada de Barcelona de 1992[2] e no ano seguinte ouro inédito da Liga Mundial de 1993[3].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cacá após abandonar precocemente carreira de voleibolista, iniciou aos 19 anos de idade i sua trajetória como treinador de voleibol, após quatro anos na função de técnico jogou por três anos como atleta. Inexperiente como técnico, faltava-lhe de conhecimento teórico para lidar diante das situações adversas, tendo que aprendera a força, mais tarde formou-se em Educação Física pela Universidade de São Paulo, com Especialização em Voleibol, entre cursos afins ele estudou: aprendizagem motora, fisiologia do exercício, biomecânica, psicologia desportiva, teoria do treino desportivo e cultura geral[3].

Comandou o Sollo/Tietê, sua primeira equipe na categoria sênior disputou a primeira edição da Superliga Brasileira A 1994-95, terminando na quinta colocação , e na temporada 1995-96 obteve o bronze na Superliga correspondente a referida temporada[4][5].Ainda com este clube conquistou o ouro no Campeonato Sul-Americano de Clubes de 1996 , este realizado em Lima-Peru, mesmo com o título o patrocinador anuncia fim da parceria, ainda disputando a Superliga da temporada 1995-96.Teve passagens pelo Palmeiras/Guarulhos, onde obteve o título mais difícil devido as circunstâncias, ocorridas nos Jogos Abertos do Interior de 2001 e também foi vice-campeão dos Jogos Regionais no mesmo ano, além de decidir o título do Campeonato Paulista de 2001[6][7].

Foi treinador do BCN/Osasco na temporada 1996-97 disputando a final do Campeonato Paulista, ocasião que conquistou o ouro de tal competição[8] e o bronze na Superliga Brasileira A 1996-07[9].Passou pelo Banespa em 1997 auxiliado por Mauro Grasso[10], Clube Monte Líbano, Juventus, Colgate/São Caetano, e pelo BAC/Preve/Jopema disputou a Divisão Especial do Campeonato Paulista em 2000[11].

Cacá foi Auxiliar Técnico do técnico Zé Roberto Guimarães em 1991 na seleção brasileira na categoria juvenil na modalidade feminina, oportunidade que disputou o Campeonato Mundial de Brno e terminou com a medalha de prata[1]. No ano seguinte foi Assistente Técnico do mesmo técnico desta vez na seleção principal masculina, no grande marco do voleibol brasileiro: a conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona. Também desempenhou tal função na conquista da primeira medalha de ouro da seleção principal masculina na edição da Liga Mundial de 1993[3].

Em 2003 volta a ser o Auxiliar Técnico de Zé Roberto Guimarães, desta vez na seleção principal feminina, pela qual conquistou a medalha de prata na Copa do Mundo do Japão, o ouro no Campeonato Sul-Americano de Bogotá no mesmo ano. Permaneceu nesta função no ano de 2004 também, onde conquistou dois títulos importantes: o ouro no Torneio de Courmayeur e ouro no Grand Prix, ambos na Itália; neste mesmo ano foi semifinalista nos Jogos Olímpicos de Atenas, encerrando na quarta colocação[1].

Desde 2004 coordenou juntamente com ex-voleibolista Maurício Lima um projeto de formação de atletas em Curitiba, PR, chamado de Projeto Voleibol Positivo, já recebeu propostas para atuar no exterior, por exemplo: nos Estados Unidos e na Europa, mas não deram certo[3].

Formado em Jornalismo, foi também Professor da disciplina de Voleibol dos cursos de graduação e de especialização da Escola de Educação Física e Desporto da Universidade de São Paulo, trabalha como comentarista no BandSports, colaborador desportivo da Photo&Grafia, além de atuar como Freelancer em jornalismo desportivo. Também escreveu os livros: “O voleibol de alto nível – da iniciação à competição” e “Manual de sobrevivência no voleibol profissional”[3].

Na temporada 2010-11, Cacá recebe o convite de Maurício Lima e é contratado como técnico da equipe masculina do Medley/Campinas[2],sob seu comando a equipe conquistou em 2010 o ouro nos Jogos Regionais, o vice-campeonato na Copa São Paulo e nos Jogos Abertos do Interior e na Superliga Brasileira A 2010-11 avançou aos playoffs e encerrou na oitava posição[12][13] foi semifinalista do Campeonato Paulista de 2010[14] terminando na quarta posição[15].

Na temporada 2011-12 conquistou a prata nos Jogos Abertos do Interior, chegou a final do Campeonato Paulista de 2011, encerrando neste com o vice-campeonato[16] e novamente se classificou para as quartas de final da Superliga Brasileira A, encerrando desta vez em sexto lugar[13][15].

Títulos e Resultados[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Seleção Brasileira- Técnicos-Escolher-José Roberto Lages Guimarães». Consultado em 13 de abril de 2014 
  2. a b Medley Campinas. «Medley/Campinas - Elenco temporada 2011/2012 -COMISSÃO TÉCNICA- Carlos Eduardo Bizzocchi (CACÁ)» (PDF). Consultado em 10 de abril de 2014 
  3. a b c d e «Entrevista Sovolei a...CARLOS BIZZOCHI» (entrevista). Sovolei. 22 de setembro de 2009. Consultado em 10 de abril de 2014 
  4. a b c «SUPERLIGA 08/09: Histórico da Superliga». CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. 27 de outubro de 2008. Consultado em 10 de abril de 2014 
  5. a b «Superliga Brasileira de Voleibol Feminino de 1995-96». Melhor do Vôlei. 3 de novembro de 2007. Consultado em 10 de abril de 2014 
  6. a b c d «Equipe enfrenta o atual campeão, Banespa, na primeira partida da final- Após oito anos, Palmeiras volta hoje a decidir Paulista». Folha de S.Paulo Esporte- Mariana Lajolo. 17 de novembro de 2001. Consultado em 10 de abril de 2014 
  7. a b «Artigo Campeonato Paulista de Voleibol Masculino- Resultados-2001». Wikipédia. Consultado em 10 de abril de 2014 
  8. a b «Osasco consegue vaga com vitória em casa». Folha de S.Paulo Esporte. 21 de outubro de 1996. Consultado em 10 de abril de 2014 
  9. a b «Associação Desportiva Classista Finasa (Finasa/Osasco)». encontrasp. Consultado em 10 de abril de 2014 
  10. «Paulista decide título ofuscado de 98». Folha de S.Paulo Esporte. 14 de novembro de 1998. Consultado em 10 de abril de 2014 
  11. «Pinheiros tenta liderança no campeonato paulista». Portal Terra Esportes. 15 de setembro de 2000. Consultado em 10 de abril de 2014 
  12. a b «Superliga Masculina 2010/2011- Playoffs». CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. Consultado em 10 de abril de 2014 
  13. a b c d e f g h i «Cacá Bizzocchi não é mais o técnico do Medley/Campinas». Ahe Brasil. 28 de março de 2012. Consultado em 10 de abril de 2014 
  14. a b «Medley/Campinas é superada pelo Sesi-SP na segunda partida semifinal do Paulista de Vôlei». FPV- Federação Paulista de Volleyball. 3 de novembro de 2010. Consultado em 10 de abril de 2014 
  15. a b c d «Artigo Brasil Vôlei Clube». Wikipédia. Consultado em 10 de abril de 2014 
  16. a b «Medley/Campinas fica com o vice-campeonato Paulista de Vôlei». FPV- Federação Paulista de Volleyball. 4 de dezembro de 2011. Consultado em 10 de abril de 2014