Canal Aberto (programa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Canal Aberto
Informação geral
Formato Programa de auditório
Duração 65 min (18h00 às 19h05)
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Apresentador(es) João Kléber
Elenco Thiago Gardinali
Exibição
Emissora de televisão original RedeTV!
Transmissão original 28 de maio de 200119 de março de 2004

Canal Aberto foi um programa vespertino exibido pela RedeTV! com apresentação de João Kléber.

Estreou em 28 de maio de 2001, e ficou no ar até 19 de março de 2004 quando foi sucedido mais tarde em 19 de abril de 2004 pelo Tarde Quente também apresentado por João Kléber.

História[editar | editar código-fonte]

O programa exibia brigas familiares, testes de paternidades e matérias policiais. Seu concorrente direto no horário era o Hora da Verdade da Band. Em 2003, o programa teve mudança de conteúdo, passando a exibir apenas pegadinhas. Em 2004, o Canal Aberto foi trocado pelo Tarde Quente também com apresentação de João Kléber, mas com um conteúdo mais variado.

O Canal Aberto e o Hora da Verdade eram constantemente criticados pela imprensa[1].

Polêmica[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2002, o Canal Aberto levou ao ar uma história de um pai que apanha do filho ao vivo em seu programa. Dias depois, a apresentadora Claudete Troiano - a qual na época comandava na Rede Record o Note e Anote - denunciou a inveracidade da história. No dia seguinte à denúncia, o apresentador do Canal defendeu-se mostrando a sua versão: alegou que a Rede Record havia lhe feito uma proposta milionária para levar o seu programa às tardes da emissora da Barra Funda, e que a mesma buscou vingança tentando denegrir a sua imagem devido à sua decisão de permanecer na RedeTV!.

Referências

  1. Baixaria e ViolênciaObservatório da Imprensa. (Novembro, 2001).