Claudete Troiano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Claudete Troiano
Claudete em 2005.
Nome completo Claudete Troiano de Moraes Manso
Nascimento 29 de outubro de 1953 (67 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileira
Filho(s) 1
Ocupação Apresentadora
Período de atividade 1960–presente
Principais trabalhos Santa Receita
Mulheres
Note e Anote
Prêmios Troféu SuperCap de Ouro - Melhor Apresentadora de Televisão [1]
Religião católica
Página oficial
Página oficial

Claudete Troiano de Moraes Manso (São Paulo, 29 de outubro de 1953)[2] é uma apresentadora e ex-atriz brasileira.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1960, aos sete anos, Claudete estava na plateia de um programa da TV Excelsior quando foi convidada por uma produtora para realizar um teste, onde foi aprovada e começou a apresentar o infantil Carrossel.[2][3] Em 1964 foi contratada pela Band para apresentar o programa infantil Garota Bandeirantes, onde ficou por quatro anos.[4] Em 1969 estreou como atriz na telenovela O Bolha, interpretando a adolescente rebelde Judith.[4] Entre 1969 e 1974, ainda na Band, apresentou o Tic Tac voltado ao público adolescente, que mesclava números musicais e reportagens sobre o universo jovem.[4] Em 1974 interpretou Elza na telenovela Ídolo de Pano, na Rede Tupi, sendo sua última atuação na dramaturgia.[4]

Logo após ingressou na faculdade de jornalismo e passou a dedicar-se à rádio, passando pela Rádio Bandeirantes, Rádio Globo, Rádio Capital e Rádio Mulher, onde foi pioneira ao ser a primeira mulher a narrar partidas de futebol.[4] Em 1980, já formada, retornou à televisão para apresentar o vespertino Mulheres na TV Gazeta ao lado de Ione Borges, onde permaneceram juntas por 16 anos seguidos e passaram a ser conhecidas como "as parceirinhas" pelo sucesso da dupla.[2] Em 1996 a parceria foi desfeita quando Claudete foi transferida para as manhãs da emissora para comandar o Pra Você ao mesmo estilo.[2] Em 1998 assinou com a Rede Manchete para apresentar o Mulher de Hoje, na qual ficou apenas um ano, uma vez que a crise financeira que a emissora passava a levou a extinção, fazendo com que Claudete retornasse à TV Gazeta no mesmo programa de antes.[2]

Em 2000 assumiu o Note e Anote na RecordTV substituindo Cátia Fonseca, no qual ficou até 2005, quando o programa saiu do ar para dar lugar ao Hoje em Dia.[5] No mesmo ano transferiu-se para a Band e estrelou o Pra Valer até 2007, quando a emissora encerrou seu contrato após a prisão de sua filha.[6] Em 2008 assinou com o SBT para apresentar o Olha Você, uma revista eletrônica inspirada nos moldes do Hoje em Dia, ao lado de Ellen Jabour, Alexandre Bacci e Francesco Tarallo, o qual saiu do ar em 20 de março de 2009.[7] Em 2009, após nove anos, retorna à TV Gazeta para comandar o Manhã Gazeta, retomando a parceria com Ione Borges.[8] Em 17 de março de 2012 a apresentadora é notificada que a emissora rescindiu seu contrato após a grade sofrer uma reformulação.[9] Em 2014, após dois anos fora do ar, estreia no comando do Santa Receita na TV Aparecida, programa que inicialmente era apenas voltado à culinária, mas que ao longo dos anos passou a abordar outras temáticas do universo feminino, como prestação de serviço, saúde da mulher e carreira, onde ficou até julho de 2020,quando foi afastada pela emissora.[10][11]

Em 28 de junho de 2019 ganhou um segundo programa na emissora, o Programa Claudete Troiano, voltado à entrevistas e musicais.[12]

Em 18 de setembro de 2020, foi anunciada como nova contratada da RedeTV!. Seu programa na emissora terá patrocínio exclusivo da Ultrafarma, do empresário Sidney Oliveira.[13][14][15]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Prisão da filha e demissão[editar | editar código-fonte]

Em 25 de março de 2007 sua filha, Marcela Troiano, foi presa ao ser acusada de tráfico de drogas durante uma blitz, na qual foram encontrados entorpecentes no ônibus contratado por ela para comemorar seu aniversário com amigos.[16] Quatro dias após a prisão ela foi liberada.[17] Apesar de Claudete explicar que tudo não passou de um engano, a Band decidiu encerrar seu contrato um mês e meio depois.[18]

Briga com João Kléber[editar | editar código-fonte]

Em 2003 se envolveu em uma briga pública com o apresentador João Kléber, a quem Claudete acusava de ser conivente com supostas armações em seu programa à época, o Canal Aberto, que disputava audiência com o Note e Anote, quando o mesmo era exibido à tarde.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Função Emissora
1960–63 Carrossel Apresentadora
1964–68 Garota Bandeirantes
1969 O Bolha Judith
1969–73 Tic Tac Apresentadora
1970 Gazetinha
1974 Ídolo de Pano Elza
1978 Ronnie Von Especial Repórter
1980–96 Mulheres Apresentadora Gazeta
1996–97 Pra Você
1998–99 Mulher de Hoje Rede Manchete
1999 Pra Você Gazeta
1999–00 Mulheres
2000–05 Note e Anote Rede Record
2005–07 Pra Valer Band
2008–09 Olha Você SBT
2009–12 Manhã Gazeta Gazeta
2014–20 Santa Receita TV Aparecida
2019–20 Programa Claudete Troiano
2020–presente Vou Te Contar RedeTV!

Internet[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo Plataforma
2020-presente Claudete Troiano Apresentadora YouTube

Referências

  1. Claudete Troiano recebe o prêmio “Super Cap de Ouro” como melhor apresentadora de TV em 2003., Prêmio recebido pela apresentadora.
  2. a b c d e f «Vida - Claudete Troiano - Famosos - Contigo!». Grupo Abril. Caras. Consultado em 9 de outubro de 2012 
  3. «Biografia - Claudete Troiano». claudetetroiano.com.br. Consultado em 9 de outubro de 2012 
  4. a b c d e «CLAUDETE TROIANO». Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da TV Brasileira. Consultado em 9 de outubro de 2012 
  5. Pereira, Alberto (20 de junho de 2007). «Novela da Globo exibe vídeo igual ao de Cicarelli; veja fotos». Agência Estado. Folha.com. Consultado em 9 de outubro de 2012 
  6. Lettiere, Giovani (25 de maio de 2007). «Claudete Troiano é demitida da Band». Organizações Globo. O Globo. Consultado em 9 de outubro de 2012 
  7. «Apresentadora Claudete Troiano assina com o SBT». Tudo Agora. 23 de junho de 2008. Consultado em 9 de outubro de 2012 
  8. Maksymczuk, Fabio (13 de abril de 2012). «Opinião: Claudete Troiano é demitida da TV Gazeta». Portal Imprensa. Consultado em 9 de outubro de 2012 
  9. Ricco, Flávio; Carlos, José (17 de março de 2012). «Gazeta não renova com Claudete». UOL. Consultado em 9 de outubro de 2012 
  10. Entrevista com Claudete Troiano, Claudete Troiano fala sobre o programa Santa Receita.
  11. TV, Notícias da (1 de julho de 2020). «Claudete Troiano perde programa que criou para a TV Aparecida há seis anos». Notícias da TV. Consultado em 4 de julho de 2020 
  12. TV Aparecida inaugura o Switcher HD Arquivado em 26 de janeiro de 2016, no Wayback Machine., Programa Santa Receita, de Claudete Troiano, passa a ser transmitido em HD.
  13. «Rede TV! atualiza sua lista negra». UOL TV e Famosos. Consultado em 18 de setembro de 2020 
  14. PERLINE, GABRIEL (12 de setembro de 2020). «Patrocinador milionário faz RedeTV! superar mágoa de Claudete Troiano após 20 anos». Notícias da TV. Consultado em 18 de setembro de 2020 
  15. REDAÇÃO (18 de setembro de 2020). «Claudete Troiano quebra jejum de 20 anos e é contratada pela RedeTV!». Notícias da TV. Consultado em 18 de setembro de 2020 
  16. «FILHA DE CLAUDETE TROIANO É PRESA POR TRÁFICO DE DROGAS». Agência Estado. G1. 26 de março de 2007. Consultado em 9 de outubro de 2012 
  17. «Justiça de SP concede liberdade provisória a filha de apresentadora». Agência Estado. Folha.com. 29 de março de 2007. Consultado em 9 de outubro de 2012 
  18. «Fora da TV, Claudete Troiano chora ao participar de programa na Record». Terra. Ofuxico. 9 de outubro de 2012. Consultado em 9 de outubro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.