Ultrafarma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ultrafarma
Razão social Ultrafarma Saúde EIRELI
farmácia
Slogan Tá no coração da gente!
Fundação 2000
Fundador(es) Sidney Oliveira
Sede São Paulo, São Paulo
Proprietário(s) Sidney Oliveira
Empregados 1500 (2018)
Clientes 51.000 (por dia)
Faturamento Aumento R$ 800 milhões (2018)
Website oficial https://www.ultrafarma.com.br/

Ultrafarma é uma rede de farmácias brasileira fundada em 2000 pelo empresário paranaense Sidney Oliveira.[1]

A rede conta com quatro unidades físicas da Ultrafarma,[2] localizadas na Avenida Jabaquara, região da Saúde, em São Paulo. Além da tradicional Ultrafarma, a empresa é dona das Óticas Ultrafarma[3], da rede de franquias de farmácias Ultrafarma Popular[4] e da farmácia de manipulação Ultrafórmulas.[5]

Além do atendimento nas lojas, os pedidos são realizados via internet, telefonemas e até mesmo por cartas, onde os produtos também são entregues em domicílio.[6] A empresa tem em sua política de negociação, o apreço por preços mais baixos que as farmácias físicas não oferecem, que é a receita do seu sucesso e faturamento.[7][8]

Em 2019, 70% do faturamento da Ultrafarma vinha das suas vendas online, os outros 30% vinham do televendas, lojas físicas e seus revendedores.[9]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 1998, o empresário paranaense Sidney Oliveira fundou a rede de farmácias Drogavida em São Paulo, com aproximadamente 23 lojas espalhadas na capital. Diante do crescimento das outras grandes redes de farmácia, a Drogavida não conseguiu fazer frente a concorrência e pouco tempo depois, o empresário decidiu se desfazer do negócio.[10]

Em 1999, o Ministério da Saúde implantou efetivamente os medicamentos genéricos no Brasil com a lei nº 9.789 de 10 de fevereiro de 1999. O objetivo era garantir que medicamentos variados e de amplo uso pudessem ser disponibilizados no mercado por um custo mais baixo, permitindo que diversos laboratórios farmacêuticos fabricassem o mesmo medicamento, contendo o mesmo princípio ativo e mesma dosagem, permitindo assim uma competitividade maior de preços no mercado.[11][12]

Tendo um bom pressentimento do mercado ainda em 1999, Sidney viajou a países como o México, Canadá, Inglaterra e Índia, onde o mercado de medicamentos genéricos já era maior e desenvolvido nesta época. Após retornar, baseado em suas experiências anteriores com outras farmácias, decidiu que montaria uma nova rede, desta vez especializada em genéricos, este projeto viria a ser a Ultrafarma.[6][10][13]

História[editar | editar código-fonte]

Fachada da loja principal da Ultrafarma em São Paulo

A Ultrafarma surgiu em 2000, um ano após o surgimento oficial dos medicamentos genéricos no Brasil.[1] Foi criada diante da oportunidade que a popularização dos medicamentos genéricos trouxe, tendo sua primeira loja aberta na Avenida Jabaquara, no bairro da Saúde, em São Paulo.[1][7][8]

Nos anos 2000, começou a investir pesado em marketing comprando horários durante a madrugada em emissoras de TV como a Bandeirantes, RedeTV!, Gazeta e patrocinando programas como A Praça é Nossa do SBT e outros produzidos pela produtora parceira Pernas Video Produções, como o Programa do Jacaré, Ultraforró e o Programa Nerivan Silva.[1][14][15]

Em 2012, chegou a cogitar a abertura da primeira loja da rede fora da cidade de São Paulo, alugando um ponto comercial na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, no Rio de Janeiro, porém a loja nunca foi inaugurada e o projeto foi abandonado. Devido a sua filosofia de manter atendimento customizado e fidelização de clientes, a Ultrafarma sempre manteve apenas suas quatro lojas físicas próprias em São Paulo, uma delas funcionando 24 horas por dia, 365 dias por ano.[13]

Os planos de expansão vieram depois de 2012, quando após uma tentativa de fusão com a rede Pague Menos não ter dado certo,[16][17] a empresa passou a investir em sua própria expansão e em seus outros negócios como na fabricante de cosméticos RAHDA, nas linhas de suplementos e vitaminas Sidney Oliveira, em patrocínios e propaganda, no e-commerce ultrafarma.com.br e mais recentemente, na rede de farmácias UItrafarma Popular.

Desde 2015, a empresa é patrocinadora oficial da Seleção Brasileira de Futebol, quando assinou um contrato de 30 anos com a CBF, pagando R$ 5 milhões por ano.[18][19]

A Ultrafarma inovou o mercado farmacêutico com o seu modelo de farmácia nunca antes utilizado, e pelos preços baixos que possui. Em poucos anos, a empresa cresceu absurdamente, chegando a faturar R$ 800 milhões por ano[13][20] e responsável pela venda de 100 milhões de unidades de medicamentos, sendo assim, líder no mercado de vendas.[10]

Outros negócios[editar | editar código-fonte]

A Ultrafarma também investiu em seu próprio canal de televisão via satélite que transmitia 24hrs de programação por dia, intitulado TV Ultrafarma.[21][22] O canal foi um ótimo instrumento de divulgação para a empresa, foi criado em 2015 e durou até 2017, transmitia além de infomerciais próprios e os programas patrocinados em parceria com a produtora Pernas, alguns programas da Rede Evangelizar e missas transmitidas ao vivo da Catedral da Sé, no centro de São Paulo.

Algumas marcas próprias como a RAHDA (cosméticos) e Sidney Oliveira (vitaminas e suplementos alimentares) são vendidas pelas lojas da Ultrafarma e por revendedoras e consultoras independentes em um sistema similar ao utilizado por outras empresas de cosméticos como a Avon, Hinode e Natura.[23][24] Ambas as marcas possuem produtos licenciados variados com o nome do jogador de futebol Neymar Jr.,[25] da Turma do Pakaraka, além do próprio Sidney Oliveira, dono da empresa.[1] O empresário e apresentador Marcelo de Carvalho, dono da RedeTV! foi um dos garotos propaganda da RAHDA em uma das campanhas publicitárias da marca, que também chegou a patrocinar o seu programa, Mega Senha.[26]

Recentemente, a Ultrafarma tem investido numa rede de franquias de farmácias chamada Ultrafarma Popular, a qual donos de farmácias de bairro ou independentes, podem licenciar a marca Ultrafarma Popular e utilizar em seus estabelecimentos, podendo comprar seus produtos diretamente da matriz da Ultrafarma. O empresário Sidney Oliveira disse em uma entrevista em março de 2020 que a rede pretendia inaugurar mais 75 lojas.[27]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em 2007, a Fazenda Pública Estadual na 2ª Vara do Foro de Santa Isabel instaurou um processo e acusação de sonegação fiscal contra Sidney Oliveira e a Ultrafarma, que possui seu centro de distribuição na cidade.[10]

Em entrevistas concedidas em 2014, Sidney Oliveira teria dito que “A Abrafarma (Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias) tinha um lobby junto às multinacionais da indústria farmacêutica e às grandes farmácias para que os genéricos não dessem certo” e que por este motivo, com a fundação da Ultrafarma e o foco nos consumidores de classe C e D, os grandes varejistas e laboratórios farmacêuticos o viram como uma ameaça.[13]

Em janeiro de 2019, a 2ª Vara Fiscal Federal de São Paulo acusou o empresário de não ter pago cerca de R$ 3 milhões referentes a impostos federais devidos por algumas empresas que pertenceriam a ele anteriormente a fundação da Ultrafarma.[28]

Em abril de 2019, a Ultrafarma interrompeu a operação do televendas e do SAC sem dar explicações, pegando muitos consumidores de surpresa e demitindo cerca de 300 funcionários.[9][29]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e InfoMoney, Equipe. «Espírito Empreendedor: como Sidney Oliveira transformou uma pequena farmácia em uma grande rede». www.infomoney.com.br. Consultado em 24 de maio de 2019 
  2. Italo, Coluna. «Coluna Italo | Ultrafarma inaugura novas lojas em São Paulo e Umuarama!». www.colunaitalo.com.br. Consultado em 24 de maio de 2019 
  3. da Farmácia, Guia. «Sidney Oliveira investe nas Óticas Ultrafarma». guiadafarmacia.com.br. Consultado em 11 de setembro de 2020 
  4. Campo, São Bernardo do (12 de agosto de 2020). «Ultrafarma inaugura primeira unidade em São Bernardo». SÃOBERNARDO.INFO. Consultado em 11 de setembro de 2020 
  5. mundodastribos. «Ultrafarma manipulação - SP». MundodasTribos - Todas as tribos em um único lugar. (em inglês). Consultado em 11 de setembro de 2020 
  6. a b Santos, Silvana Silva. «De menino pobre a empresário vitorioso – Conheça Sidney Oliveira | Vana Silva – Treinamento e Motivação». Consultado em 24 de maio de 2019 
  7. a b «Os concorrentes odeiam este homem». EXAME. 18 de fevereiro de 2011. Consultado em 24 de maio de 2019 
  8. a b «Espírito Empreendedor: como Sidney Oliveira transformou uma pequena farmácia em uma grande rede». InfoMoney. Consultado em 11 de setembro de 2020 
  9. a b Padrão, Consumidor Moderno-Grupo (8 de abril de 2019). «Ultrafarma interrompe SAC e fecha canais de venda - Defesa do Consumidor». Consumidor Moderno. Consultado em 15 de setembro de 2020 
  10. a b c d «A fórmula do milionário das farmácias». ISTOÉ DINHEIRO. 4 de abril de 2014. Consultado em 24 de maio de 2019 
  11. «Genéricos - Anvisa». portal.anvisa.gov.br. Consultado em 15 de setembro de 2020 
  12. Gracieira, Joao (25 de maio de 2020). «As Vantagens e Desvantagens Dos Medicamentos Genéricos». Interessantissimo. Consultado em 15 de setembro de 2020 
  13. a b c d «Sidney Oliveira, da Ultrafarma, em dose única para a revista PODER – Glamurama». Sidney Oliveira, da Ultrafarma, em dose única para a revista PODER – Glamurama. 19 de dezembro de 2014. Consultado em 24 de maio de 2019 
  14. «Início». www.produtoradaweb.com.br. Consultado em 11 de setembro de 2020 
  15. «Jornal Saúde Ultrafarma 012». Issuu (em inglês). Consultado em 11 de setembro de 2020 
  16. «Divórcio ameaça fusão de farmácias - Economia». Estadão. Consultado em 15 de setembro de 2020 
  17. «Ultrafarma e Pague Menos em processo de fusão». Consultado em 15 de setembro de 2020 
  18. «A nova patrocinadora da seleção brasileira». Circolare. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  19. «ULTRAFARMA é o novo patrocinador da SELEÇÃO BRASILEIRA». Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  20. «Espírito Empreendedor: como Sidney Oliveira transformou uma pequena farmácia em uma grande rede». InfoMoney. Consultado em 11 de setembro de 2020 
  21. «Ultrafarma conta sua história em novos comerciais». propmark. Consultado em 24 de maio de 2019 
  22. «ULTRAFARMA é o novo patrocinador da SELEÇÃO BRASILEIRA». Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 24 de maio de 2019 
  23. Knupp, Clau (23 de junho de 2016). «Testando: Suplementos Vitamínicos Sidney Oliveira da Ultrafarma». Clau Knupp Blog. Consultado em 11 de setembro de 2020 
  24. «CONSULTOR RAHDA ULTRAFARMA – SAIBA COMO CADASTRAR». Manda Dica. 12 de dezembro de 2016. Consultado em 11 de setembro de 2020 
  25. OFuxico. «Neymar Jr. fecha contrato com empresa farmacêutica». www.ofuxico.com.br. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  26. Toniati, Eugênio (5 de março de 2015). «Marcelo de Carvalho protagoniza novos comerciais da RAHDA». Grandes nomes da propaganda. Consultado em 11 de setembro de 2020 
  27. «Ultrafarma notifica judicialmente rede de farmácias concorrente». VEJA. Consultado em 11 de setembro de 2020 
  28. Redação, Da (25 de janeiro de 2019). «Empresário Sidney Oliveira é acusado de sonegar impostos federais». O Atual. Consultado em 15 de setembro de 2020 
  29. «Ultrafarma encerra televendas, canal para revendedores e SAC». Guia da Farmácia. Guia da Farmácia. Consultado em 15 de setembro de 2020