Santa Isabel (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Santa Isabel
"Paraíso da Grande São Paulo"
Santa Isabel vista de seu mirante

Santa Isabel vista de seu mirante
Bandeira de Santa Isabel
Brasão de Santa Isabel
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 10 de julho
Fundação 5 de janeiro de 1812 (207 anos)
Emancipação 10 de julho de 1832 (187 anos)
Gentílico isabelense
Lema Fides omnia vincit
"A fé vence tudo"
CEP 07500-000
Prefeito(a) Fábia da Silva Porto (Republicanos)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Santa Isabel
Localização de Santa Isabel em São Paulo
Santa Isabel está localizado em: Brasil
Santa Isabel
Localização de Santa Isabel no Brasil
23° 18' 57" S 46° 13' 15" O23° 18' 57" S 46° 13' 15" O
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária

São Paulo IBGE/2017 [1]

Região imediata

São Paulo IBGE/2017

Região metropolitana São Paulo
Municípios limítrofes Nazaré Paulista, Igaratá, Jacareí, Guararema, Mogi das Cruzes, Arujá e Guarulhos
Distância até a capital 57 km[2]
Características geográficas
Área 363,3 km² [3]
População 54 926 (Censo 2 015) hab. Censo IBGE 2015
Densidade 151,18 hab./km²
Altitude 655 [4] m
Clima subtropical Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,738 alto PNUD/2010[5]
PIB R$ 1 513 627 mil IBGE/2019[6]
PIB per capita R$ 22 238,98 IBGE/2019[6]«IBGE» 
Página oficial
Prefeitura santaisabel.sp.gov.br/pmsiportal
Câmara camarasantaisabel.sp.gov.br

Santa Isabel é um município brasileiro do estado de São Paulo, localizado na Região Metropolitana de São Paulo e Alto Tietê.

História[editar | editar código-fonte]

Santa Isabel deve o seu nome em homenagem a Santa Isabel de Aragão, Rainha de Portugal, e a sua origem é no ano de 1770 quando ocorre a sua formação ligada indiretamente à conquista do ouro.

Como era um dos primeiros municípios a compor o Vale do Paraíba no sentido São Paulo - Rio de Janeiro, recebeu toda a influência e costumes da região, pois inicialmente surgiu como lar de vale paraibanos que partiam anteriormente da região em busca de Ouro Preto e Congonhas do Campo, em Minas Gerais, onde se destacava a produção de ouro. Ao retornarem após o esgotamento das minas, esse pessoal espalhou-se pelo Vale de acordo com sua conveniência, estabelecendo na região a cultura do café, que na época do império era a principal fonte de recursos.

O caminho entre a capital imperial Rio de Janeiro e a importante província de São Paulo teve seu movimento aumentado com o passar do tempo e o governo imperial notou que seria importante construir povoações ao longo dessa rota para facilitar acesso a recursos como mantimentos, pouso e troca de animais das caravanas em trânsito, surgindo assim Pindamonhangaba, Guaratinguetá, Taubaté e Jacareí.

Próximo à cidade de Jacareí havia uma fazenda denominada Morro Grande, cuja área era muito grande. Nessa fazenda havia um pequeno número de índios e escravos que formavam um povoado. Esse pequeno povoado vivia tranquilamente, e pouco a pouco teve sua irrisória população aumentada, algumas famílias iam se estabelecendo por ali, atraídas pelo Comércio em desenvolvimento e pela abertura de estrada que servia com opção para os que iam até o Vale.

Depois de aproximadamente um século, a população do povoado cresceu tendo na pecuária e na agricultura a sua principal fonte de renda. Nesse interim, o Morro Grande desmembrou-se em muitas outras fazendas e foi elevado a categoria de freguesia (Paróquia de Santa Isabel) por meio do Bispo de São Paulo, Frei Manoel Joaquim Gonçalves de Andrade, a 5 de janeiro de 1812. O seu primeiro vigário foi o padre José Veloso do Carmo.

Em 25 de junho de 1812 teve sua transformação para "Vila Santa Isabel". Em 1832, foi criado o município de Santa Isabel, desmembrado do território de Mogi das Cruzes por Decreto Lei da Regência do Império em nome do Imperador Dom Pedro II, datado de 1 de julho de 1832.

Depois, em 13 de novembro de 1832, novo Decreto baixado pelo então Ministro do Império, Nicolas de Campo Vergueiro, determinou que aquele decreto fosse remetido à câmara municipal de Mogi das Cruzes, para que se determinasse pelo Juiz de Paz do distrito que se procedesse a eleição de vereadores para o novo município. Esta eleição ocorreu no dia 8 de junho de 1833 sendo que os eleitos foram empossados em 3 de julho de 1833, na sede de Vila Santa Isabel.

Por força da Lei Estadual n° 135, de 30 de maio de 1893, a referida Vila foi elevada a categoria de município e foi designado sede de comarca, através de Lei n° 80, datada de 25 de Agosto de 1892.

Em 18 de abril de 1870 Santa Isabel contava com uma cadeia, uma Casa de Câmara, e, além da igreja matriz, as igrejas do Rosário e de Santo Antônio, hoje demolida.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima da cidade, como em toda a Região Metropolitana de São Paulo, é o Subtropical. Verão pouco quente e chuvoso. Inverno ameno e subseco. A média de temperatura anual gira em torno dos 18 °C, sendo o mês mais frio Julho (Média de 14 °C) e o mais quente Fevereiro (Média de 22 °C). O índice pluviométrico anual fica em torno de 1400 mm.

Demografia[editar | editar código-fonte]

População estimada em 2018 era de 56.792 habitantes e a área é de 363,322 km², o que resulta numa densidade demográfica de 156,31 hab/km² (Dados Estimativos do IBGE)

População total: 50.453 ( Dados Censo 2010) - Estimada em 2018 - 56.792 Habitantes

Densidade demográfica (hab./km²): 138,87 - Estimada em 2018 - 156,31 hab/km²

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 13,76

Expectativa de vida (anos): 68,64

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 3,47

Taxa de alfabetização: 89,23%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,766

  • IDH-M Renda: 0,709
  • IDH-M Longevidade: 0,727
  • IDH-M Educação: 0,863

(Fonte: IPEADATA)

Seus limites são Nazaré Paulista a noroeste e norte, Igaratá e Jacareí a nordeste, Guararema e Mogi das Cruzes a sudeste e Arujá e Guarulhos a sudoeste.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Natureza[editar | editar código-fonte]

É uma das três únicas localidades onde foi encontrada uma árvore da Mata Atlântica restrita ao estado de São Paulo e ameaçada de extinção, a Buchenavia igaratensis[7].

Transportes[editar | editar código-fonte]

Ônibus[editar | editar código-fonte]

O transporte coletivo municipal é operado pela Auto Viação Suzano.

As linhas intermunicipais estão sob gerência da EMTU, operadas pelo Consórcio Internorte e pelo Consórcio Unileste, que ligam Santa Isabel às cidades de Arujá, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, São Paulo e Suzano.

Existem também algumas linhas de responsabilidade da ARTESP, que interligam Santa Isabel aos municípios de Igaratá, Nazaré Paulista, Atibaia, Jacareí, São José dos Campos, Bertioga e São Sebastião.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Rua Juscelino Kubitschek em Vila Nova Santa Isabel.

As principais rodovias que cortam o município são:

  • BR-116 - Rodovia Presidente Dutra
  • SP-56 - Rodovia Vereador Albino Rodrigues Neves (Estrada Santa Isabel-Arujá) e Rodovia Prefeito Joaquim Simão (Estrada Santa Isabel-Igaratá);
  • SPA-056/060 - Rodovia Arthur Matheus- Principal acesso da cidade, que liga a BR-116 ao centro.

Principais vias[editar | editar código-fonte]

  • Avenida da República - Principal centro comercial da cidade, onde se concentram os bancos e as principais lojas;
  • Avenida Guilherme Alfieri - Via onde está localizada a Santa Casa de Misericórdia;
  • Avenida Coronel Bertoldo e Acesso Arthur Matheus - Vias principais de acesso à Rodovia Presidente Dutra;
  • Avenida Manoel Ferraz de Campos Salles - Via onde está localizada a Igreja Matriz;
  • Avenida Vereador Sebastião Claudiano - Via de acesso à Rodovia Prefeito Joaquim Simão;
  • Avenida Brasil - Onde se localiza o estádio municipal.
  • Avenida Prefeito João Pires Filho - Via que margeia praticamente todo centro da cidade, sendo acesso para Arujá e Igaratá e desafogando o transito no Centro.
  • Avenida Prefeito José Basílio Alvarenga - Continuação da Avenida Prefeito João Pires Filho, serve de acesso a Arujá e Igaratá, desafogando o transito no Centro.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade foi atendida pela Companhia de Telecomunicações do Estado de São Paulo (COTESP) até 1975, quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que transferiu a concessão para a Companhia Telefônica da Borda do Campo (CTBC)[8]. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[9], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[10] para suas operações de telefonia fixa. A cidade também é atendida por cabeamento de fibra ótica desde 2015, oferecido pela Empresa AmericaNet85, oferecendo alta velocidade nos serviços de Dados e também uma segunda opção em telefonia Fixa. Ainda possui estrutura via Radio e Cabeamento em Fibra Ótica ofertados pela empresa filha Q-Link, que fornece alta velocidade e qualidade atingindo áreas que outras operadoras não atendem.

Educação[editar | editar código-fonte]

Antigo Velório Municipal de Santa Isabel, atual "Atende Fácil".[11]

Santa Isabel obteve do Ministério da Educação do Brasil a melhor média por município do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) entre as escolas estaduais da Região do Alto Tietê. O município obteve nota 4,9 em uma escala de 0 a 10.[12] Sendo que em 2009, nesse índice, a Escola Estadual Major Guilhermino Mendes de Andrade obteve a nota 7,1 em um escala de 0 a 10, acima da nota 6 de escolas de países desenvolvidos.[13]

Em 2010 foi inaugurada uma escola técnica estadual do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, no prédio onde funcionava uma escola de ensino fundamental (E.M.E.F. Oscar Ferreira de Godoy) no bairro Treze de Maio, as crianças que na época estudavam na escola passaram a estudar em um outro prédio que foi construído no mesmo bairro. É ministrado o Ensino Médio e mais três cursos técnicos: (administração, informática para internet, logística e química), até a inauguração a Etec de Jacareí possuía salas descentralizadas no município que eram administradas pela prefeitura, estas salas ministravam os cursos técnicos de informática e administração.[14] A escola também possui o projeto Etec solidária, voltado ao município em que está instalada.

Igreja Matriz de Santa Isabel.

Criminalidade[editar | editar código-fonte]

Santa Isabel possui índices de criminalidade baixos, o que é comprovado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública de São Paulo, entretanto nos anos de 2012 a 2014, os índices de homicidios por arma de fogo aumentaram anualmente de 1 para 3 e posteriormente 5 homicidios. Estes dados colocaram a cidade na 109ª posição no estado de SP com uma taxa de 5,6 assassinatos por arma de fogo a cada 100 mil habitantes.[15]

Administração[editar | editar código-fonte]

Isabelenses ilustres[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «O recorte das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias de 2017» (PDF). Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2017. p. 20–34. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  2. «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 26 de janeiro de 2011 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. http://www.uniregistro.com.br/cidades-do-brasil/saopaulo/santaisabel/
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  6. a b «IBGE» 
  7. IUCN REd List
  8. «CTBC - Relatório Anual de 1975» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  9. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  10. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 
  11. O Ouvidor - Inauguração do Atende Fácil
  12. «Mogi News - Ideb divulga ranking da qualidade de ensino». Consultado em 22 de junho de 2008. Arquivado do original em 10 de junho de 2008 
  13. O Ouvidor - Ideb mostra revolução no ensino[ligação inativa]
  14. O Ouvidor - Santa Isabel Ganha ETEC[ligação inativa]
  15. | Mapa da Violência

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Wikivoyage Guia turístico no Wikivoyage
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.