H. Stern

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
H. Stern
Tipo fabricação e comércio de joias
Fundação 1945
Fundador(es) Hans Stern
Presidente Roberto Stern
Vice-presidente Ronaldo Stern
Empregados mais de 3 mil
Faturamento R$ 400 milhões
Sítio oficial http://www.hstern.com.br

H.Stern é uma joalheria brasileira, dedicada ao desenho e confecção de suas próprias jóias. Conta hoje com 155 lojas espalhadas por 15 países, das quais 88 estão concentradas no Brasil. É considerada a maior joalheria do país e uma das maiores do mundo, com faturamento estimado em 400 milhões de reais. Possui cerca de 3 mil funcionários, entre artesãos, joalheiros e gemólogos.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Em 1945, o alemão naturalizado brasileiro Hans Stern fundou um pequeno negócio de compra e venda de pedras no Rio de Janeiro: nascia a H.Stern.[2] [3] Em 1969, a joalheria criou um certificado de garantia internacional, para atestar o valor de suas joias. Graças a esse certificado, pedras popularmente encontradas no Brasil, como a água-marinha, a ametista, o topázio e a turmalina são tão valorizadas hoje.[carece de fontes?]

Foi também em 1969 que se abriu o primeiro ponto de venda da H.Stern, na Praça Mauá. Outra loja foi inaugurada logo depois, dentro do Hotel Quitandinha, em Petrópolis. Desde então, vieram as lojas instaladas em aeroportos e em vários outros hotéis.

Como Hans Stern não estava satisfeito com a qualidade das pedras que seus fornecedores lhe entregavam, ele decidiu que sua empresa deveria atuar em todas as etapas de produção, exceto o garimpo. Criou então o primeiro laboratório gemológico da América do Sul, para garantir que estava comprando as melhores pedras, além de oficinas dentro da H.Stern, com ourives e lapidários vindos da Europa para lapidar as pedras e criar joias.

Após a morte de Hans Stern, em 2007[1] , coube aos seus herdeiros, Roberto Stern, atual presidente e Ronaldo Stern, vice-presidente, a continuação do império criado pelo seu pai.

Referências

  1. a b Morre Hans Stern, fundador da joalheria H. Stern Folha de S.Paulo (26/10/2007). Visitado em 20/2/2013.
  2. Kalil, G. (2010). Fashion marketing: relação da moda com o mercado. (p. 56). Brasil: Senac. ISBN 853960065X
  3. Crocitti, J. & Vallance, M. (2012). Brazil today: an encyclopedia of life in the Republic. (Vol. 4; p. 403). ABC-CLIO. ISBN 0313346720

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.