TodoDia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
TodoDia
Subsidiária
Slogan Preço Baixo Perto de Você
Atividade Varejo
Proprietário(s) Grupo Carrefour Brasil
Produtos
Website oficial tododiasuper.com.br

O TodoDia é uma rede varejista, de propriedade e administração do Grupo Carrefour Brasil.[1] Possui lojas em dez estados do país, cuja concentração de atividades está na região Nordeste.

Esta rede fez parte do fundo norte-americano Advent International, que adquiriu a maior parte das operações do Walmart Brasil em 2018.[2] Atualmente pertence ao Grupo Carrefour Brasil após a compra do Grupo BIG em 2022.

História[editar | editar código-fonte]

A rede TodoDia surgiu após o Walmart ter adquirido o grupo Bompreço, em 2004.[3] Na ocasião, a rede nordestina operava com lojas de vizinhança denominadas Balaio. Com a aquisição feita pela multi-nacional, estas lojas receberam um novo nome (TodoDia) e passaram por um processo de expansão, em várias das regiões onde o Walmart Brasil passou a operar, especialmente com a aquisição das bandeiras antes administradas pelo grupo Sonae, em dezembro de 2005.[4][5]

O foco operacional desta rede está nos produtos alimentícios e na área de higiene e limpeza. Possui uma distribuição de atividades em três modelos (lojas de vizinhança, supermercados e hipermercados), o que conota variações de produtos à venda e serviços prestados às comunidades onde se faz presente.[6]

Reestruturação[editar | editar código-fonte]

O grupo Walmart Brasil tem passado por grandes reestruturações de suas operações no país, desde meados de 2015.[7] Todas as suas bandeiras, praticamente em todos os locais nos quais a multi-nacional opera, tem passado desde então por mudanças estruturais ou tem sido fechadas.[8]

As lojas da rede TodoDia também fizeram parte deste processo de reestruturação, onde várias de suas unidades acabaram sendo fechadas, em especial nos estados das regiões Sul e Sudeste do país.[9][10][11]

Advent International (Grupo BIG)[editar | editar código-fonte]

O fundo norte-americano Advent International, assumiu 80% da divisão brasileira do Walmart em junho de 2018, em Agosto de 2019 a marca Walmart é extinta no país e substituída pelo Grupo BIG, que continuou administrando essa bandeira até 2022.[2][12]

Aquisição pelo Carrefour[editar | editar código-fonte]

Em 24 de março de 2021 foi anunciada a aquisição das operações do Grupo BIG pelo Carrefour, no valor de R$ 7,5 bilhões de reais.[13] Em 6 de junho de 2022 a operação foi concluída, e o Carrefour passou a administrar o Todo Dia, assim como outras bandeiras antes pertencentes ao Grupo BIG.[14]

Operação[editar | editar código-fonte]

Atualmente, a rede TodoDia dispõe da seguinte distribuição de suas unidades:[15][16]

Região Sudeste[editar | editar código-fonte]

  • São Paulo: Carapicuíba (2), Diadema (3), Guarulhos (1), Osasco (1), Santo André (1), São Paulo (5).

Região Sul[editar | editar código-fonte]

  • Paraná: Araucária (1), Castro (1), Piraquara (1), Ponta Grossa (1), São Mateus do Sul (1).
  • Santa Catarina: Joinville (2).
  • Rio Grande do Sul: Alvorada (1), Campo Bom (1), Canoas (2), Igrejinha (1), Novo Hamburgo (1), Parobé (1), Porto Alegre (1), Rio Pardo (1), São Leopoldo (1), Sapucaia do Sul (2), Taquara (1).

Região Nordeste[editar | editar código-fonte]

  • Alagoas: Arapiraca (2), Maceió (5), Palmeira dos Índios (1), Penedo (1), Santana do Ipanema (1), Teotônio Vilela (1), União dos Palmares (1).
  • Bahia: Alagoinhas (2), Camaçari (2), Castro Alves (1), Conceição do Coité (1), Dias D`Ávila (2), Entre Rios (1), Esplanada (1), Feira de Santana (2), Itaberaba (1), Mata de São João (1), Moritiba (1), Pojuca (1), Rio Real (1), Salvador (10), Santo Amaro (1), Santo Antônio de Jesus (1), São Gonçalo dos Campos (1), Serrinha (1), Simões Filho (2), Valença (1), Vera Cruz (1).
  • Maranhão: Itapecuru Mirim (1), Vargem Grande (1).
  • Paraíba: Cabedelo (1), Campina Grande (1), João Pessoa (3), Mamanguape (1), Pedras de Fogo (1), Santa Rita (1), Sapé (1).
  • Pernambuco: Abreu e Lima (2), Belo Jardim (1), Bezerros (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Camaragibe (1), Carpina (1), Escada (1), Gameleira (1), Garanhuns (2), Goiana (1), Gravatá (2), Igarassu (1), Ipojuca (1), Jaboatão dos Guararapes (5), Limoeiro (1), Moreno (1), Nazaré da Mata (1), Olinda (4), Paulista (3), Pesqueira (1), Recife (3), Surubim (1), Timbaúba (1), São Lourenço da Mata (1), Vitória de Santo Antão (1).[17]
  • Sergipe: Aracaju (1), Boquim (1), Estância (1), Lagarto (1), Propriá (1).

Observações: número de lojas, por cidade, entre parênteses; dados atualizados em fevereiro de 2018.[16][18]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Carrefour Brasil (CRFB3) tem compra do Grupo Big aprovada por órgão do Cade». InfoMoney. 25 de janeiro de 2022. Consultado em 10 de junho de 2022 
  2. a b Máximo, Wellton (22 de junho de 2018). «Cade aprova venda de 80% do Walmart Brasil para fundo americano». Agência Brasil. Consultado em 4 de abril de 2019 
  3. Mano, Cristiane (14 de outubro de 2010). «Wal-Mart anuncia compra do Bompreço por US$ 300 milhões». exame.abril.com.br. EXAME. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  4. De Chiara, Márcia (14 de julho de 2011). «Walmart admite aquisições no Brasil - Economia - Estadão». Estadão. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  5. «Wal-Mart compra rede Sonae e dobra presença no mercado brasileiro». noticias.uol.com.br. UOL Últimas Notícias. 14 de dezembro de 2005. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  6. «TodoDia - Walmart Brasil». Walmart Brasil. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  7. Justi, Adriana (30 de dezembro de 2015). «Walmart relata crise e anuncia fechamento de supermercados no PR». G1 | Paraná RPC. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  8. «Walmart inicia 2016 com o fechamento de 30 lojas no Brasil». Diário de Pernambuco | Economia. 30 de dezembro de 2015. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  9. Scheller, Fernando (30 de dezembro de 2015). «Walmart aproveita virada para iniciar fechamento de 30 lojas». economia.estadao.com.br. Economia | Estadão (salvo em archive.vn). Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  10. «Walmart fecha mais cinco lojas e demite na área administrativa». Gazeta do Povo. 10 de fevereiro de 2017. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  11. «Rede de Supermercados Walmart fecha mais 13 lojas». Jornal da Franca. 1 de janeiro de 2016. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  12. «Marca Walmart deixa Brasil e muda para Grupo BIG com investimento de R$ 1,2 bilhão». InfoMoney. 12 de agosto de 2019. Consultado em 10 de junho de 2022 
  13. «Cade aprova com restrições compra do Grupo Big Brasil pelo Carrefour». Agência Brasil. 25 de maio de 2022. Consultado em 11 de junho de 2022 
  14. «Carrefour Brasil conclui aquisição do Grupo Big». Poder360. Consultado em 11 de junho de 2022 
  15. «Walmart no Brasil». www.walmartbrasil.com.br. WalMart Brasil. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  16. a b «Todas as Lojas | Mercado TodoDia». TodoDia (salvo em Wayback Machine). 24 de fevereiro de 2018. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  17. «TodoDia abre terceira loja de hipermercado em Pernambuco - NE10». ne10.com.br. 26 de novembro de 2015. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  18. «Horários das lojas Carnaval 2018». Walmart Brasil – Medium (salvo em Wayback Machine). Consultado em 24 de fevereiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.