BIG (hipermercado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
BIG
Marca
Slogan Bom, BIG, Barato
Fundação 1989
Área(s) servida(s) Brasil
Proprietário(s) Grupo BIG
Produtos Hipermercados
Website oficial www.big.com.br
Hipermercado BIG Boa Vista, localizado na cidade de Curitiba, no Paraná, em 22 de fevereiro de 2018.

BIG é uma marca de rede varejista de âmbito nacional no Brasil. Substituiu as redes Walmart e Hiper Bompreço no Brasil, no ano de 2019, após aquisição do Walmart Brasil pela Advent International.[1]

Atualmente é administrada pelo Grupo Carrefour Brasil, após a aquisição do Grupo BIG em 2022.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A marca foi criada na década de 1990, quando o grupo português Sonae, com sua divisão Sonae Distribuição Brasil (SDB), adquiriu uma cadeia de lojas no Rio Grande do Sul de nome BigShop. No final de 2005, a Sonae vendeu seus dez hipermercados no Estado de São Paulo para o Carrefour.[3] No mesmo período, todas as suas unidades no sul do Brasil foram adquiridas pelo grupo norte-americano Walmart, que manteve a marca.[4][5][6][7][8][9]

Em 2018, a divisão brasileira da Walmart teve a maior parte de sua operação adquirida pelo fundo norte-americano Advent International e o novo controlador resolveu extinguir a marca Walmart no país.[10]

Bandeira BIG[editar | editar código-fonte]

O Walmart Brasil já tinha anunciado, em 2016, que iria converter suas bandeiras de hipermercados BIG e Hiper Bompreço para Walmart Supercenter.[11] As primeiras lojas que passaram por esta mudança foram as unidades localizadas na cidade gaúcha de Novo Hamburgo, e em Curitiba no bairro Santa Felicidade.[12][13]

Na época do anúncio, o Walmart Brasil ratificou que a mudança de todas as unidades BIG para Walmart Supercenter seria gradual e levaria cerca de três anos para ser completada.[14] A conversão de seus hipermercados Big esteve em pleno andamento, até meados de 2018.[15]

Aquisição da Advent International[editar | editar código-fonte]

O projeto de reestruturação, então promovido pela divisão brasileira do Walmart, entrou em pausa após 80% de suas operações terem sido adquiridas pela Advent International.

A partir de então, a marca Walmart deixou de existir, sendo gradualmente trocada pelas marcas regionais BIG (já existente, para atuar nos mercados do Sul e do Sudeste), BIG Bompreço (criada na junção do BIG e do Bompreço, para atuar nos mercados do Nordeste), Bompreço e outras. O nome corporativo Walmart foi substituído para Grupo BIG. As mudanças foram concluídas em 2021, quando as últimas lojas foram convertidas para as novas bandeiras. A justificativa dada para o encerramento do uso da marca Walmart foi o fato de a filial brasileira pagar aos americanos 0,7% das suas vendas em forma de royalties pela marca global.[16][10][17][18]

Aquisição pelo Carrefour[editar | editar código-fonte]

Em 24 de março de 2021 foi anunciada a aquisição das operações do Grupo BIG pelo Carrefour, no valor de R$ 7,5 bilhões de reais. As unidades Maxxi serão convertidas em Atacadão e as lojas Big, Big Bompreço e Super Bompreço em Sam's Club, Atacadão e Carrefour. 70% da transação será paga em dinheiro e 30% por meio da emissão de novas ações do Carrefour (CRFB3). O acordo de compra prevê adiantamento de R$ 900 milhões de reais ao Grupo BIG, além de participação de 67,7% do Grupo Carrefour, 7,2% da Península Participações e 5,6% da Advent e do Walmart juntos.[19]

Em 6 de junho de 2022 a operação foi concluída, e o Carrefour passou a administrar o BIG, que será convertido em outras bandeiras do grupo.[20]

Atuação[editar | editar código-fonte]

O Hipermercado Big, anteriormente chamado de BigShop, concentrava as suas atividades nos três estados da região sul brasileira, possuindo grande força em centros como Porto Alegre, Florianópolis, Joinville e Curitiba, além de outras cidades interioranas principais.[21]

Big Eletroeletrônicos[editar | editar código-fonte]

A rede também possuía várias lojas com a bandeira Big Eletroeletrônicos, mas estas foram aos poucos sendo retiradas do mercado, restando apenas lojas no Estado de Santa Catarina.[22] Ainda assim, dentro de todos os Hipermercados Big existia uma seção de eletroeletrônicos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Após 24 anos no Brasil, Walmart volta a adotar marca Big». Consultado em 22 de setembro de 2019 
  2. «Carrefour (CRFB3) conclui aquisição do Grupo Big e indica Abilio Diniz como vice-presidente do conselho». Money Times. 7 de junho de 2022. Consultado em 7 de junho de 2022 
  3. «Carrefour compra 10 hipermercados Big por R$ 317 milhões». Estadão - Economia. 8 de junho de 2005. Consultado em 5 de julho de 2018 
  4. Online, Globo (14 de dezembro de 2005). «Wal-Mart adquire supermercados da rede Sonae no Brasil». Gazeta do Povo. Consultado em 5 de novembro de 2017 
  5. «Sonae vende rede de supermercados no Brasil por 635 milhões». tvi24. 14 de dezembro de 2005. Consultado em 5 de novembro de 2017 
  6. «Wal-Mart paga R$ 1,6 bilhão por rede do Sul». www1.folha.uol.com.br. Folha de S.Paulo - Varejo. 21 de novembro de 2005. Consultado em 4 de março de 2019 
  7. «Wal-Mart compra rede Sonae e dobra presença no mercado brasileiro». wwww.uol.com.br. UOL. 14 de dezembro de 2005. Consultado em 12 de agosto de 2019 
  8. Sonae vende distribuição no Brasil e reforça em Portugal Publico.pt - acessado em 10 de agosto de 2019
  9. Belmonte, Wagner; Prado, Raquel. «Wal-Mart : "bater na mesma tecla" para reforçar apelo». Manager. Consultado em 27 de fevereiro de 2011 
  10. a b Máximo, Wellton (22 de junho de 2018). «Cade aprova venda de 80% do Walmart Brasil para fundo americano». Agência Brasil. Consultado em 4 de abril de 2019 
  11. Sant’Ana, Jéssica (28 de outubro de 2016). «Walmart anuncia fim da marca Big e vai investir R$ 100 milhões no Paraná». Gazeta do Povo. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  12. Sant’ana, Jéssica (28 de outubro de 2016). «Rede Walmart anuncia fim da bandeira "Big" no Paraná | Curitiba e Região, Economia, Notícias, Paraná». Tribuna PR - Paraná Online. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  13. Pacete, Luiz Gustavo (19 de junho de 2017). «Processo de unificação leva Walmart a abrir concorrência». www.meioemensagem.com.br. Meio & Mensagem. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  14. Jornal do Comércio de Porto Alegre (28 de outubro de 2016). «Hipermercado BIG será Walmart em todo o País». www.abras.com.br. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  15. Tümler, Cecília (4 de novembro de 2017). «Big Portão vira Walmart; Mercadorama Juvevê deve ser o próximo». Gazeta do Povo (salvo em Wayback Machine). Consultado em 15 de novembro de 2017 
  16. Marca Walmart deixa Brasil e muda para Grupo BIG com investimento de R$ 1,2 bilhão Infomoney - acessado em 12 de agosto de 2019
  17. Cavallini, Marta (4 de junho de 2018). «Advent International compra fatia majoritária do Walmart no Brasil». g1.globo.com. G1 - Economia. Consultado em 4 de abril de 2019 
  18. Mattos, Adriana; Filgueiras, Maria Luíza (5 de junho de 2018). «Advent compra 80% do Walmart». www.valor.com.br. Valor Econômico. Consultado em 4 de abril de 2019 
  19. «Com a compra do Grupo Big pelo Carrefour, o que muda para o consumidor?». economia.uol.com.br. Consultado em 7 de junho de 2022 
  20. «Carrefour conclui aquisição do Grupo BIG». G1. Consultado em 7 de junho de 2022 
  21. «Hipermercados BIG». Walmart Brasil. Consultado em 15 de novembro de 2017 
  22. «BIG clic, BIG compras». Hipermercado BIG (salvo em Wayback Machine). 4 de fevereiro de 2006. Consultado em 4 de março de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]