Cativeiro (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cativeiro
Captivity
Pôster promocional
 Estados Unidos
 Rússia

2007 •  cor •  96 min 
Direção Roland Joffé
Produção Mark Damon
Courtney Solomon
Gary Mehlman
Sergei Konov
Leonid Minkovski
Roteiro Larry Cohen
Joseph Tura
Elenco Elisha Cuthbert
Daniel Gillies
Pruitt Taylor Vince
Laz Alonso
Género Suspense
Tortura
Música Marco Beltrami
Distribuição Lionsgate
After Dark Films
Freestyle Releasing
Lançamento Estados Unidos 13 de julho de 2007
Brasil 3 de abril de 2008
Idioma Inglês
Russo
Orçamento US$ 17 000 000[1]
Receita US$ 10 921 200[2]
Página no IMDb (em inglês)

Cativeiro (Captivity, no original em inglês) é um filme de 2007 dirigido por Roland Joffé e estrelado por Elisha Cuthbert. O filme centra-se em duas pessoas que foram raptadas e ficam presas em um porão de concreto.

Cativeiro entrou na lista "Top 25 assassinos em série em Filmes"[3] e "Lista de filmes terror e mistérios para assistir".[4]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Ficar presa em uma cela sem saber onde está nem porque foi presa. É assim que acorda Jennifer, a bela e conhecida top model. Assustada com a situação, ela tenta descobrir o que está acontecendo. O clima é apavorante. Aos poucos se revela que Jennifer não está sozinha. Na sala ao lado um rapaz também luta desesperado para ver a luz do sol. Os dois somam forças, mas em vão. O local é um bunker de concreto repleto de armadilhas mortais e cada erro pode custar uma vida.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator / Atriz Papel
Elisha Cuthbert Jennifer Tree
Daniel Gillies Gary Dexter
Pruitt Taylor Vince Ben Dexter
Michael Harney Det. Bettigey

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Cativeiro foi lançado na sexta-feira do dia 13 julho de 2007, recebendo comentários mistos e negativos. Houve criticos que afirmou "não há nada resgatáveis aqui. Não é tensa ou assustador. É apenas demente".[5] Além disso, muitos usuários disseram ter semelhanças com filmes como Jogos Mortais e Albergue. O filme tem actualmente uma classificação de 9% no Rotten Tomatoes baseado em 77 avaliações.

O Crítico do Village Voice, Luke Y. Thompson deu ao filme 70% de aprovação dizendo: " Roland Joffé cria uma vibração interessante visualmente e auditivamente inquietante.[6]

O desempenho de Elisha Cuthbert recebeu críticas mistas, resultou em suas nomeações tanto para um Teen Choice Award de Melhor Atriz[7] quanto para Framboesa de Ouro de Pior Atriz.[8] Ele também recebeu indicações para o Framboesa de Ouro de Pior Diretor e Pior Desculpa para um filme de terror, mas perdeu os dois para Eu sei quem me matou.

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme arrecadou 1.429.100 de dólares em sua semana de estréia, colocando-o na 12ª posição na bilheteria dos EUA.[9] Até o fim de seu lançamento, o filme tinha arrecadado 10.921.200 de dólares.[10]

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Categoria Assunto Resulto Obs
Framboesa de Ouro Pior atriz Elisha Cuthbert Indicado
Pior diretor Roland Joffé Indicado
Pior Desculpa para um filme de terror Captivity Indicado
Teen Choice Awards Melhor Atriz de terror / Suspense Elisha Cuthbert Indicado
Women Film Critics Circle Awards Hall of Shame Captivity Venceu

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Os cartazes promocionais do filme tiveram de ser retirados das ruas de Los Angeles e Nova York depois de reclamações do público que acusavam a campanha de marketing do filme de usar imagens de morte e tortura de forma gratuita[11], os cartazes mostravam uma seqüência de quatro imagens e cada um exibia uma mulher mantida em cativeiro, com aparência abatida e angustiada, sob as palavras: "seqüestro", "confinamento", "tortura" e "final".[12] No primeiro cartaz, a atriz Elisha Cuthbert aparecia amordaçada, com um tubo sanguinolento no nariz. Nos outros dois, era exibida com os olhos emoldurados por olheiras profundas e, no quarto, era exibido seu corpo, aparentemente sem vida e com sinais de sofrimento[13].

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]