Catolicismo na Ucrânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
IgrejaCatólicaEmblem of the Papacy SE.svg
Flag of Ukraine.svg
Ucrânia
Catedral de São Nicolau, em Kiev, capital da Ucrânia
Ano 2005[1]
Santo padroeiro São Josafá Kuntsevych[2]
Católicos 4.000.000 (8,7%)
População 45.708.081
Presidente da Conferência dos Bispos Católicos Mieczysław Mokrzycki
Núncio apostólico Claudio Gugerotti
Códice UA

A Igreja Católica na Ucrânia é parte da Igreja Católica universal, em comunhão com a liderança espiritual do Papa, em Roma, e da Santa Sé.

A maioria dos católicos ucranianos são membros da Igreja Greco-Católica Ucraniana, enquanto que um número pertencem à Igreja Católica de Rito Latino (conhecida como Católica Romana), à Igreja Católica Bizantina Rutena e à Igreja Católica Armênia.

História[editar | editar código-fonte]

Além dos católicos de rito latino na Ucrânia, há outras três Igrejas católicas orientais com importantes números de seguidores na Ucrânia: a Igreja Greco-Católica Ucraniana, a Igreja Católica Bizantina Rutena e a Igreja Católica Armênia.

A Igreja Católica Romana nos atuais territórios da Ucrânia tem sido fortemente associada à Polônia e aos poloneses, mas a igreja tem enfatizado uma identidade ucraniana desde a independência da nação em relação à União Soviética.

A história da Igreja Católica na moderna Ucrânia começa com o estabelecimento da Arquidiocese de Lviv, no século XIV, após a anexação do Reino da Rutênia pelo Reino da Polônia no decorrer de as Guerras da Galícia-Volínia.

Em 2001, a Ucrânia recebeu a visita do Papa João Paulo II, que realizou reuniões oficiais e informais em Kiev e Lviv.[3] Obviamente, tanto a Igreja Católica de rito romano, quanto à de rito bizantino receberam calorosamente a visita de seu pai espiritual. As comunidades religiosas não-católicas expressaram esperança de que a visita encorajaria uma renovação espiritual e cultural em um país perturbado por problemas econômicos e sociais.[4]

Segundo informações de 2007, a Caritas funciona em 12 regiões do país, e tem 40 centros que envolvem 500 funcionários e voluntários.[5] Ela administra seis casas em estilo familiar para órfãos com 60 filhos, financia campos de reabilitação de saúde situados em áreas ambientalmente saudáveis nas regiões de Kiev, Jitomir, Ivano-Frankivsk e em regiões transcarpatianas, que beneficiam 2.500 crianças cada ano. Cerca de 12.000 crianças ucranianas, principalmente vítimas de Chernobyl, órfãos e crianças de famílias pobres, tiveram sua saúde melhorada dessa forma entre 2002 e 2007.[5]

Organização territorial[editar | editar código-fonte]

A Igreja Católica está presente no país com circunscrições eclesiásticas que pertencem aos quatro diferentes ritos litúrgicos: latino, ruteno, armênio e greco-católico. A maior comunidade é a comunidade greco-católica.

Igreja Católica de rito latino[editar | editar código-fonte]

Mapa das dioceses católicas de rito latino

A província eclesiástica da Igreja Católica do rito latino inclui a Arquidiocese de Lviv e seis dioceses sufragâneas, com um total de cerca de 800 paróquias.

Igreja Rutena[editar | editar código-fonte]

A Igreja Católica Bizantina Rutena, ou simplesmente "Igreja Rutena", em comunhão com a Santa Sé, na Ucrânia tem a Eparquia de Mukachevo com sua sé episcopal em Uzhhorod, imediatamente submetida à Santa Sé, e tem cerca de 320.000 batizados.

Igreja armênia[editar | editar código-fonte]

A Igreja Católica Armênia está presente com a Arquieparquia católica armênia de Lviv, mas o assento episcopal está vazio desde 1938.

Igreja Greco-Católica Ucraniana[editar | editar código-fonte]

Divisão territorial da Igreja Greco-Católica Ucraniana

A Igreja Greco-Católica Ucraniana, em comunhão com a Santa Sé, tem um arcebispo maior e um primaz.

Em 21 de agosto de 2005 a sé do arcebispo-mor foi oficialmente transferida de Lviv para Kiev, modificando o título primacial em Arquieparquia maior de Kiev-Galícia.

Em 29 de novembro de 2011, foi iniciada uma revisão das circunscrições eclesiásticas da Igreja ucraniana.[6]

A Igreja Greco-Católica Ucraniana tem numerosas arquieparquias, exarcados apostólicos e eparquias também fora da Ucrânia, na Europa e América, que foram criadas seguintes à diáspora dos ucranianos.

Além disso, existem cinco exarcados arquiepiscopais:

Conferência Episcopal[editar | editar código-fonte]

A Conferência Episcopal Ucraniana foi criada em 1994.

Nunciatura Apostólica[editar | editar código-fonte]

A nunciatura apostólica da Ucrânia foi estabelecida em 8 de fevereiro de 1992, com o breve Ucrainam Nationem, do Papa João Paulo II.

Referências

  1. Wagner de Cerqueira e Francisco. «Ucrânia». Brasil Escola. Consultado em 14 de outubro de 2018. 
  2. Jean M. Heimann (12 de novembro de 2015). «St. Josaphat, Patron Saint of the Ukraine». Catholic Fire. Consultado em 14 de outubro de 2018. 
  3. Ukraine Remembers Visit of John Paul II, Zenit News Agency, June 2006
  4. Ukraine responds to the Papal Visit, Religious Information Service of Ukraine
  5. a b Sixteen Years a Short Period to Learn the Charity Habit, Interview with Caritas-Spes Head of Ukraine, RISU Portal, September 2007
  6. Oriente Cristiano - 10 novembre 2011

Ver também[editar | editar código-fonte]