Christian Heinrich Friedrich Peters

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Christian Heinrich Friedrich Peters
Nascimento 19 de setembro de 1813
Koldenbüttel
Morte 18 de julho de 1890 (76 anos)
Cidadania Dinamarca, Alemanha, Estados Unidos
Alma mater Universidade Humboldt de Berlim
Ocupação astrônomo, professor universitário, físico
Prêmios Prêmio Lalande
Empregador Observatório Litchfield
Assinatura
Signature CHF Peters.png

Christian Heinrich Friedrich Peters (19 de setembro de 1813 - 18 de julho de 1890) foi um astrônomo dinamarquês, e um dos primeiros a descobrir asteroides.

Nasceu em Schleswig-Holstein, então parte da Dinamarca mas depois parte da Alemanha. Ele falava muitas línguas e passou um tempo na Itália e Império Otomano antes de ir para os Estados Unidos em 1854.

Trabalhando no Hamilton College em Clinton, Nova Iorque (perto de Utica), ele foi um prolífico descobridor de asteroides, descobrindo 48 deles, o primeiro foi 72 Feronia em 1861 e o último foi 287 Nephthys em 1889.

Ele estava envolvido em processos judiciais em 1889 com o seu ex - assistente Charles A. Borst, e o "Grande Star - Catálogo Case" Peters contra Borst passou antes do Supremo Tribunal de Nova York. O juiz apoiava Peters, mas muitos astrônomos e jornais apoiaram Borst. Peters faleceu não muito tempo depois. Após a sua morte, a sentença foi revertida em última instância, em recurso e foi ordenado um novo julgamento, mas nunca aconteceu. O eminente astrônomo Simon Newcomb, dedica um capítulo de suas memórias a Peters, devido ao seu grande talento científico.[1]

Além de asteróides, ele foi co - descobridor cometa periódico 80P/Peters-Hartley, e também descobriu várias nebulosas e galáxias.

Asteroides descobertos[editar | editar código-fonte]

Asteróides descobertos: 48
72 Feronia 29 de maio de 1861
75 Eurydike 22 de setembro de 1862
77 Frigga 12 de novembro de 1862
85 Io 19 de setembro de 1865
88 Thisbe 15 de junho de 1866
92 Undina 7 de julho de 1867
98 Ianthe 18 de abril de 1868
102 Miriam 22 de agosto de 1868
109 Felicitas 9 de outubro de 1869
111 Ate 14 de agosto de 1870
112 Iphigenia 19 de setembro de 1870
114 Kassandra 23 de julho de 1871
116 Sirona 8 de setembro de 1871
122 Gerda 31 de julho de 1872
123 Brunhild 31 de julho de 1872
124 Alkeste 23 de agosto de 1872
129 Antigone 5 de fevereiro de 1873
130 Elektra 17 de fevereiro de 1873
131 Vala 24 de maio de 1873
135 Hertha 18 de fevereiro de 1874
144 Vibilia 3 de junho de 1875
145 Adeona 3 de junho de 1875
160 Una 20 de fevereiro de 1876
165 Loreley 9 de agosto de 1876
166 Rhodope 15 de agosto de 1876
167 Urda 28 de agosto de 1876
176 Iduna 14 de outubro de 1877
185 Eunike 1 de março de 1878
188 Menippe 18 de junho de 1878
189 Phthia 9 de setembro de 1878
190 Ismene 22 de setembro de 1878
191 Kolga 30 de setembro de 1878
194 Prokne 21 de março de 1879
196 Philomela 14 de maio de 1879
199 Byblis 9 de julho de 1879
200 Dynamene 27 de julho de 1879
202 Chryseis 11 de setembro de 1879
203 Pompeja 25 de setembro de 1879
206 Hersilia 13 de outubro de 1879
209 Dido 22 de outubro de 1879
213 Lilaea 16 de fevereiro de 1880
234 Barbara 12 de agosto de 1883
249 Ilse 16 de agosto de 1885
259 Aletheia 28 de junho de 1886
261 Prymno 31 de outubro de 1886
264 Libussa 22 de dezembro de 1886
270 Anahita 8 de outubro de 1887
287 Nephthys 25 de agosto de 1889

Referências

  1. Simon Newcomb, The Reminiscences of an Astronomer, (Houghton, Mifflin and Company, 1903), p. 372-381