Cidade ideal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Uma das representação pictóricas do conceito: A Cidade Ideal (fins do sec. XV), pintado por um florentino anónimo, conservado no Walters Art Museum de Baltimore.

A cidade ideal é o conceito de um assentamento urbano — planejado ou apenas idealizado, raramente consumado — cujo projecto urbanístico reflecte, segundo um esquema essencialmente geométrico, critérios e princípios abstractos de racionalidade, ou uma "abordagem científica", característica que é frequentemente escoltada por uma tensão ideal e filosófica, ou um forte carácter utópico.

O tema da cidade ideal, pode considerar-se como motivo que acompanhou toda a história da humanidade urbanizada, fins da antiguidade, reflectindo particular vigor no Renascimento, em que a cidade, após o declínio da "antiguidade e superado o interlúdio feudal e medieval, irrompe novamente para um carácter central numa posição privilegiada no qual se estabelece a ação histórica do homem.

Desde o século XV, a experiência teórica e o debate sobre a "cidade ideal" foram efectivamente intensivos, mesmo perante a ausência de obras e produções reais, uma das formas de maior inspiração, sobre o qual se concentraria a reflexão da arte, da arquitetura e do urbanismo no renascimento, que ambicionava conjugar as necessidades funcionais e sensibilidade estética, uma aspiração que reúnia os principais traços característicos daquelas época.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gillo Dorfles, Cristina Dalla Costa, Marcello Ragazzi, Storia dell'arte dalla Preistoria al Settecento, p. 167

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Luigi Firpo, "La città ideale del Rinascimento", de Gianni Carlo Sciolla (curador), La città ideale nel Rinascimento, UTET, Torim, 1975 (em italiano)
  • Gianni Carlo Sciolla, "Premessa" a La città ideale nel Rinascimento, UTET, Torim, 1975 (em italiano)
  • Giulio Carlo Argan, Storia dell'arte italiana, II vol., Sansoni editore, 1978 (em italiano)
  • Giulio Carlo Argan e Maurizio Fagiolo dell'Arco, «Premessa all'arte italiana», em Ruggiero Romano (curador), Storia d'Italia Einaudi, Giulio Einaudi Editore, Torim, 1989, ISBN 978-88-06-11614-9 (em italiano)
  • Bruno Zevi, Storia e controstoria dell'architettura in Italia, Newton & Compton, 1997 (em italiano)
  • Gillo Dorfles, Cristina Dalla Costa, Marcello Ragazzi, Storia dell'arte dalla Preistoria al Settecento, Atlas, 2009, p. 167, ISBN 88-268-1236-5 (em italiano)
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cidade ideal