Club Penguin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Club Penguin
Club Penguin
Desenvolvedora(s) Club Penguin Entertainment
RocketSnail Games
Disney Interactive/Disney Online Studios Canada
Plataforma(s) Windows, Linux, Android, iOS
Lançamento
  • Reino Unido 24 de outubro de 2005[1]
  • Portugal 12 de novembro de 2008[2]
  • França 23 de março de 2009[3]
  • Espanha 2 de setembro de 2009[4]
  • Alemanha 15 de novembro de 2011[5]
Rússia6 de fevereiro de 2014[6]
Gênero(s) MMOSG
Modos de jogo Multiplayer

O Club Penguin foi um MMO (Massively Multiplayer Online Game), envolvendo um mundo virtual que continha uma série de jogos e atividades online. Foi criado pela New Horizon Interactive (hoje conhecida como Disney Canada Inc.). Os jogadores controlavam avatares de pinguins animados e jogavam em um mundo definido na estação de inverno. Após o teste beta, o Club Penguin foi disponibilizado ao público em geral em 24 de outubro de 2005 e expandiu para uma grande comunidade online, de tal forma que, no final de 2007, o jogo continha mais de 30 milhões de usuários. Em julho de 2013, o Club Penguin atingiu mais de 200 milhões de contas registradas.

Embora o jogo fosse gratuito, seu rendimento era predominantemente feito através de assinaturas pagas, o que permitia aos jogadores acessar uma variedade de recursos adicionais, como a capacidade de comprar roupas virtuais, móveis e animais de estimação — no jogo chamados "puffles" — para seus pinguins através do uso da moeda do jogo. O sucesso do Club Penguin levou a New Horizon a ser comprada pela The Walt Disney Company em agosto de 2007 pelo valor de 350 milhões de dólares, com um bónus adicional de 350 milhões de dólares em metas específicas para 2009.

O jogo foi projetado especificamente para crianças de 6 a 14 anos (no entanto, usuários de qualquer idade podiam jogar Club Penguin). Assim, um dos principais focos dos desenvolvedores foi a segurança das crianças, com uma série de recursos que foram introduzidos no jogo para facilitar isso. Esses recursos incluíam a oferta de um modo "Bate-Papo Super-Seguro - Ultimate Safe Chat", pelo qual os usuários selecionavam suas falas através de um menu de frases pré-programadas; essa filtragem impedia palavrões e a revelação de informações pessoais - além de moderadores que patrulhavam o jogo.[7]

Em 30 de janeiro de 2017, foi anunciado que o jogo seria cancelado em 29 de março de 2017. O Club Penguin depois encerrou seus servidores em 30 de março de 2017 à 00:01. O jogo foi substituído por um sucessor, intitulado Ilha do Club Penguin (que foi cancelado em setembro de 2018).[8]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Os primeiro indícios do que viria a ser o Club Penguin começaram com um jogo de Flash 4 lançado na web chamado Snow Blasters que o desenvolvedor Lance Priebe vinha desenvolvendo em seu tempo livre em julho de 2000. A atenção de Priebe foi trazida aos pinguins depois que ele "olhou para um desenho de The Far Side mostrando pinguins que estavam sentados em sua mesa". O projeto nunca foi concluído e, em vez disso, transformou-se em Experimental Penguins. Experimental Penguins foi lançado através da empresa de empregos de Lance Priebe,[9] o jogo online RocketSnail, de Kelowna, British Columbia, Canadá, e o desenvolvedor de quadrinhos RocketSnail Games, em julho de 2000, embora tenha sido desativado no ano seguinte. Foi usado como inspiração para o Penguin Chat (também conhecido como Penguin Chat 1), um jogo semelhante que foi lançado logo após a remoção do Experimental Penguins. Lançado em janeiro de 2003, o Penguin Football Chat (também conhecido como Penguin Chat 2) foi a segunda tentativa de um MMORPG com tema de pinguim, e foi criado no FLASH 5 e usou a mesma interface de Experimental Penguins .[10] O jogo continha vários minigames; O título de estreia de RocketSnail Games foi Ballistic Biscuit, um jogo que seria colocado em Experimental Penguins e eventualmente adaptado ao Club Penguin’s Hydro Hopper. O Mancala Classic da RocketSnails Games também seria colocado no jogo como Mancala.

Lance Priebe, assim como os colegas Lane Merrifield e Dave Krysko, começaram a formular o conceito do Club Penguin quando o trio não teve sucesso em encontrar "algo que tivesse alguns componentes sociais, mas fosse seguro, e não apenas comercializado como seguro" para suas próprias crianças. Dave Krysko, em particular, queria construir um site de rede social seguro que seus filhos pudessem desfrutar sem publicidade. Em 2003, Merrifield e Priebe se aproximaram de seu chefe, com a idéia de criar uma empresa spinoff para desenvolver o novo produto. A empresa spin-off seria conhecida como New Horizon Interactive.

Adaptações[editar | editar código-fonte]

O especial de Natal para televisão foi feito baseado no jogo, intitulado Feliz Dia da Morsa, produzido pela British Company Factory. Foi ao ar no Disney Channel do Reino Unido no dia 17 de dezembro de 2014.[11] Em 2008 foi lançado o jogo Club Penguin: Elite Penguin Force, para Nintendo DS. [12] No mesmo ano, foi lançado o Club Penguin: Herbert´s Revenge, também para o console da Nintendo, ambos desenvolvidos pela 1st Playable Productions.[13] Mais futuramente foi lançado o jogo Club Penguin: Game Day!, para Wii, lançado em setembro de 2010 e desenolvido pela AQ Interactive.[14]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser considerado um espaço seguro na internet, o site Club Penguin ainda pode apresentar perigos para crianças como o assédio virtual. Como o jogo é livre para qualquer pessoa se cadastrar e jogar, pode haver o contato de adultos com crianças, o que pode resultar no crime de pedofilia, principalmente como os casos de webassédio sexual em remakes do, já desativado, Club Penguin.[15][16]

Referências

  1. «Club Penguin — It's launched!». Blog Novidades do Club Penguin. 24 de outubro de 2005. Consultado em 6 de setembro de 2011 
  2. «O famoso mundo virtual inicia suas operações no Brasi e Portugal e lança sua primeira versão em outro idioma além do inglês». Club Penguin. 12 de novembro de 2008 – 29 de março de 2017. Consultado em 4 de outubro de 2011 
  3. «O Club Penguin está pronto para entrar de vez nos corações das crianças que falam francês». Club Penguin. Março de 2009. Consultado em 4 de outubro de 2011 
  4. «O famoso mundo virtual para crianças está disponível em mais um idioma». Club Penguin. Setembro de 2010. Consultado em 4 de outubro de 2011 
  5. «Willkommen bei Club Penguin!» (em alemão). Club Penguin. Novembro de 2011. Consultado em 19 de novembro de 2011 
  6. «Em Breve: Club Penguin em Russo!». Club Penguin. Janeiro de 2014. Consultado em 21 de janeiro de 2014 
  7. «Clubpenguin History». Club Penguin Cheats (em inglês). 24 de março de 2009 
  8. «Escritórios do Club Penguin - Club Penguin Wiki, tudo sobre Club Penguin em português!». pt.clubpenguinwiki.info. Consultado em 24 de julho de 2018 
  9. «RocketSnail on Twitter». Twitter 
  10. «Penguin Chat». RocketSnail (em inglês). Consultado em 25 de julho de 2018 
  11. «Factory produces new Disney show - Factory». Factory (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  12. «Club Penguin: Elite Penguin Force». Wikipédia, a enciclopédia livre. 30 de junho de 2018. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  13. «Club Penguin's EPF: Herbert's Revenge». Disney LOL (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2020 
  14. «Jogo Club Penguin: Game Day! - |Usado| - Wii». XPLACE GAMES. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  15. «Babes in the Woods». The Atlantic (em inglês). Consultado em 21 de março de 2016 
  16. «Club Penguin - WALT DISNEY - PORTAL DOMINIO FEMININO @ Brazil -». www.dominiofeminino.com.br. Consultado em 21 de março de 2016