Cultura latina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Regiões com influência da cultura latina.

A cultura latina, no primeiro sentido do termo, é a cultura dos latinos, povo fundador de Roma. Por extensão de sentido, a cultura latina designa também a cultura da Roma Antiga e do Império Romano.

Atualmente, os países de cultura latina concentram os povos considerados latinos, ou seja, grupos cuja língua veicular e parte de seu legado cultural e étnico seja derivado da Roma Antiga. Neste sentido, podem ser citados como referenciais da cultura latina os povos hispanófonos (de língua castelhana), lusófonos (de língua portuguesa), francófonos (de língua francesa) e italófonos (de língua italiana).

Lista de países/Estados de cultura latina[editar | editar código-fonte]

Mais abaixo apresenta-se uma lista não exaustiva dos países de cultura latina, que podem ser diferenciados em "primeira geração" (a Roma Antiga, hoje extinta), a "segunda geração" (Europa latina, produtos diretos da colonização romana) e os países da "terceira geração", latinizados pela segunda geração, situados sobretudo na América.

Também é importante citar que não se pode realmente classificar de "latinos" os países cuja cultura não é majoritariamente latina.

Trata-se de países que foram colonizados por uma potência latina, cuja influência é, todavia, superficial, muitas vezes limitada à língua oficial. Frequentemente estes países de língua não-românica podem dominar oralmente um idioma latino e ter um relevante influência da cultura latina (culturas africanas, ameríndia ou asiática). Isto ocorre sobretudo nos países africanos francófonos e lusófonos, nas Filipinas e também no Haiti ou na Bolívia).

E, por fim, há também a categoria de países de maioria não-latina que possuem significantes minorias latinas, como a Suíça, a Bélgica ou o Canadá.

Europa latina
Azul: Uma língua latina é o idioma nacional
Verde: Uma língua latina é uma das línguas oficiais

Países de segunda geração latina[editar | editar código-fonte]

Países de terceira geração latina[editar | editar código-fonte]

Países de língua oficial latina mas dificilmente
classificáveis como "latinos"
[editar | editar código-fonte]

Países maioritariamente não-latinos com relevantes minorias de língua românica[editar | editar código-fonte]

Todos estes países têm uma língua românica com estatuto oficial, excetuando-se os Estados Unidos.

Continentes latinos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]