Lista de países onde o português é língua oficial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Difusão global da língua portuguesa.
  Língua natural e oficial
  Língua oficial e administrativa
  Língua cultural ou secundária
  Lusófonos constituem minoria considerável

A seguir, está uma lista de estados soberanos e territórios onde o português é um idioma oficial.

País ou território População (est. 2019)[1] Mais informações
 Brasil 211,994,695 Português do Brasil
 Angola 31.787,566 Português de Angola
 Moçambique 31.117,272 Português de Moçambique
 Portugal 10.264,164 Português europeu1
 Guiné-Bissau 1.941,521 Português da Guiné-Bissau
Timor-Leste 1.344,944 Português de Timor-Leste
 Guiné Equatorial2 1.347,90 Português da Guiné Equatorial
 Macau3 639,558 Português de Macau
 Cabo Verde 558,514 Português cabo-verdiano
 São Tomé e Príncipe 212,182 Português de São Tomé e Príncipe
Total 289.860,416 Língua Portuguesa
  1. Alguns linguistas acreditam que o galego, falada na Galiza, é um dialeto do português e não uma língua independente; isso tornaria o noroeste da Espanha uma parte da lusofonia.
  2. A Guiné Equatorial adotou o português como uma de suas línguas oficiais em 2007, sendo admitido na CPLP em 2014. O uso da língua portuguesa neste país é limitado. No entanto, na ilha de Ano-Bom é utilizada uma língua crioula baseada no portugues, o Fá d'Ambô.
  3. Macau não é um país independente. É uma das duas Regiões Administrativas Especiais da República Popular da China.
  4. 15% da população do Uruguai fala Português como língua nativa, mas não é uma língua oficial de qualquer forma.
  5. Também se pode ouvir português ao longo da fronteira com Paraguai.

Mapa[editar | editar código-fonte]

Português europeuPortuguês europeuPortuguês europeuPortuguês de AngolaPortuguês brasileiroPortuguês cabo-verdianoPortuguês da Guiné EquatorialPortuguês da Guiné-BissauPortuguês de MacauPortuguês de MoçambiquePortuguês de São Tomé e PríncipePortuguês de Timor-LesteMapa dos países lusófonos.
Esta imagem contém hiperligações
Países que têm o português como língua oficial. Clique no mapa para ver o artigo sobre a variante falada nesse país ou território.vde

Difusão do Português[editar | editar código-fonte]

O português, durante o período das grandes navegações se espalhou pelos cinco continentes. Línguas crioulas de base portuguesa também se desenvolveram nessa época.

Europa[editar | editar código-fonte]

Portugal[editar | editar código-fonte]

Mapa da extensão geográfica dos dialetos do português europeu
Dialetos do português europeu

O português é falado como primeira língua em Portugal por quase todos os 10,6 milhões de habitantes do país.[2] O ancestral do português moderno, galego-português, começou a se desenvolver no noroeste da Península Ibérica, em uma área que abrange o atual norte de Portugal e a Galícia, por volta do século IX. O português moderno começou a desenvolver no início do século XVI.

Resto da Europa[editar | editar código-fonte]

A língua galega, falada nativamente na Galiza, Espanha, é co-oficial com o espanhol na região. Foi na Galiza onde nasceu a língua portuguesa. De fato, tanto o galego quanto o português eram a mesma língua até a independência de Portugal, quando os dois idiomas e territórios começaram a se desenvolver de maneira diferente. Assim, o português tornou-se a língua oficial de Portugal, enquanto a Galiza e a sua língua eram subordinadas ao controlo espanhol, uma situação que continua nos dias de hoje. Os imigrantes de língua portuguesa de Portugal, Brasil, África lusófona e Macau também se estabeleceram em Andorra (cerca de 15 000 oradores), Bélgica, França (cerca de 500 000 oradores), Alemanha, Luxemburgo, Espanha, Suíça e Reino Unido. No Luxemburgo, 19% da população fala Português como língua materna, tornando-se a maior língua minoritária em percentagem num país da Europa Ocidental.

Américas[editar | editar código-fonte]

Brasil[editar | editar código-fonte]

Com uma população de mais de 205 milhões, o Brasil é de longe a maior nação de língua portuguesa do mundo e a única das Américas. O português foi introduzido durante o período colonial português. O português também serviu como língua franca entre os vários grupos étnicos no Brasil e a população indígena nativa depois que os jesuítas foram expulsos de todos os territórios portugueses e as línguas associadas a eles proibidas. O português é a primeira língua da esmagadora maioria dos brasileiros, com 99,5%.[3] Ele é seguido por vários dialetos alemães, como o hunsriqueano riograndense, falado por 1,94% da população.[4]

A forma do português falado no Brasil é um pouco diferente do falado na Europa, com diferenças de vocabulário e gramática que podem ser comparadas às diferenças entre o inglês americano e britânico, no entanto, o português europeu e o português brasileiro são completamente inteligíveis entre si. A grande maioria das características brasileiras também é encontrada em alguns dialetos portugueses,[5] enquanto quase todas as características europeias distintas podem ser encontradas em qualquer dialeto maior do Brasil. A migração do Brasil também levou a um grande número de falantes de português no Cone Sul, principalmente no Uruguai e no Paraguai (Português uruguaio e Brasiguaios), mas outras regiões. No Japão residem cerca de 400.000 brasileiros também chamados dekasseguis (os números oficiais não incluem falantes de português de segunda geração e cidadãos naturalizados), Coréia do Sul, Filipinas (ver brasileiros nas Filipinas) e Israel

Resto da América do Sul[editar | editar código-fonte]

Embora o Brasil seja o único país de língua portuguesa na América do Sul, possui a maior população, área e economia do continente. Assim, o bloco comercial sul-americano Mercosul usa o português ao lado do Castelhano como língua de trabalho. Um dialeto do português é falado na região norte do Uruguai. Dada a proximidade e as relações comerciais entre o Brasil de língua portuguesa e seus respectivos países de língua espanhola, o português é oferecido como um curso de segunda língua estrangeira (ou obrigatório) na maioria das escolas no Uruguai, Argentina, Paraguai, Venezuela e Bolívia. Na Venezuela e na Guiana, existem comunidades de imigrantes portugueses (principalmente madeirenses) e seus descendentes que falam português como sua língua nativa.

América do Norte[editar | editar código-fonte]

Existe mais de 1,5 milhões de Luso-americanos e cerca de 300.000 Brasilo-estadunidenses vivendo nos Estados Unidos, e o português é falado por mais de 730.000 pessoas em casa no país.[1] Existem mais de 500.000 descendentes de portugueses que vivem no Canadá; No entanto, a maioria da população da comunidade agora fala inglês ou francês como idioma principal. Também uma língua principal junto com o inglês no Território Britânico das Bermudas. e no México existem pequenas comunidades de falantes de português.

África[editar | editar código-fonte]

Mapa dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP)

Angola[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Português angolano

O português é a única língua oficial de Angola e 85% da população professa fluência na língua. Além disso, 75% dos agregados familiares angolanos falam o português como língua materna e as línguas bantos nativas foram influenciadas pelos portugueses através de empréstimos.[2]

Moçambique[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Português moçambicano

O português é a única língua oficial de Moçambique e serve como língua franca entre os vários grupos étnicos do país. Pouco mais de 30% da população são falantes nativos de português, enquanto 65% professam fluência.[3] A maioria dos meios de comunicação moçambicanos está disponível apenas em português e o país recebe várias estações de televisão portuguesas e brasileiras.

Guiné-Bissau[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Português da Guiné-Bissau

Apesar de ser a única língua oficial, apenas 50% da população professa fluência em português. No entanto, um crioulo de origem portuguesa chamado Crioulo da Guiné-Bissau é falado por quase toda a população.

Cabo Verde[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Português cabo-verdiano

A maioria dos cabo-verdianos é fluente em português a única língua oficial, um crioulo de origem portuguesa conhecido como Crioulo cabo-verdiano também é falado pela maioria da população. A educação e os meios de comunicação estão disponíveis em grande parte apenas no português padrão da Europa.

São Tomé e Príncipe[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Português são-tomense

Em São Tomé e Príncipe, o português é de longe a língua mais falada, com cerca de 99% da população. Também se fala um crioulo de língua portuguesa chamado Forro.

Guiné Equatorial[editar | editar código-fonte]

A Guiné Equatorial foi uma colônia espanhola entre 1778 e 1968 e portuguesa entre 1474 e 1778. Um idioma crioulo português é falado pelos habitantes locais na ilha de Ano-bom. Em 2007, o presidente Teodoro Obiang Nguema anunciou a decisão de tornar o português a terceira língua oficial do país depois do espanhol e do francês. Este foi um esforço do governo para melhorar suas comunicações, comércio e relações bilaterais com os países de língua portuguesa.[4] Apesar das promoções do governo, o português raramente é falado na Guiné Equatorial, mas o aumento das relações políticas e comerciais com as nações de língua portuguesa, como Brasil, Angola e Portugal, aumentará em breve o número de falantes de português neste país. Notícias, esportes e mídia de entretenimento em português, sem dúvida, também facilitam o aumento da compreensão.[5] A maioria da população (90%) ainda fala espanhol como idioma principal, e o espanhol ainda é o idioma administrativo e o da educação, enquanto o francês é o segundo idioma oficial.

Resto da África[editar | editar código-fonte]

Grandes comunidades de língua portuguesa são encontradas na Namíbia, África do Sul e Zâmbia devido à imigração dos países africanos lusófonos. O português também está sendo ensinado nas escolas desses países

Asía e Oceania[editar | editar código-fonte]

Timor Leste[editar | editar código-fonte]

O português é co-oficial com o tétum em Timor Leste e foi introduzido durante o período colonial. Um pouco menos de 39% da população professa fluência em português. A língua tétum local tem sido fortemente influenciada pelo português por meio de empréstimos, e a troca de código entre as duas línguas é comum.[6]

Macau[editar | editar código-fonte]

Placa em Macau escritas nas línguas oficiais, Português e Mandarim.

Devido a uma política de dois sistemas da China em relação às regiões administrativas especiais, Macau pode manter o português como língua oficial ao lado do cantonês. O português foi introduzido em Macau quando os comerciantes portugueses estabeleceram um assentamento permanente em 1537. Apesar de ser colônia portuguesa por mais de quatro séculos, a língua portuguesa nunca foi amplamente falada em Macau e permaneceu limitada à administração e ensino superior e foi falada principalmente pelo governo,foi apenas após o fim do domínio português, quando a língua portuguesa em Macau começou a ver um aumento de falantes devido ao aumento das relações comerciais da China com os países lusófonos. Houve um aumento no ensino de Português devido aos crescentes laços comerciais entre a China e nações lusófonas como Portugal, Brasil, Angola, Moçambique e Timor Leste, com 5.000 estudantes aprendendo a língua.[7] Hoje, cerca de 3% da população de Macau fala português como primeira língua e 7% da população professa fluência.[8] Um crioulo português chamado Macaunês era falado por macaenses de ascendência mista, mas está quase extinto hoje

Goa[editar | editar código-fonte]

O português está presente no enclave de Goa, que foi uma colônia portuguesa até 1961. Embora tenha sido o único idioma oficial durante o domínio colonial português, é falado principalmente pelas populações idosas e educadas de hoje e não é uma língua oficial. Pelo contrário, a língua oficial do estado de Goa é o Concani, que adquiriu vários empréstimos como legado da influência portuguesa . As tentativas de fazer o Concani ser escrito no alfabeto Português e de reintroduzir o Português como língua co-oficial de Goa foram feitas nos últimos anos, atualmente Português está sendo ensinado por lá. O domínio português em Damão e Diu também deixou uma pequena influência portuguesa no território. Um crioulo de língua portuguesa chamado Língua da Casa é falado no território. O português ainda é ensinado em algumas escolas de Goa.

Resto da Asía[editar | editar código-fonte]

O português é falado no Japão entre os imigrantes retornados (500.000) e imigrantes do Brasil conhecidos como dekasseguis. Empréstimos portugueses também estão presentes no idioma japonês devido às relações comerciais entre o Japão e o Império Português no século XVI. Em Malaca, na Malásia, um crioulo português conhecido como Papiá ou Cristão ainda é falado.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências[editar | editar código-fonte]