Dirty Pretty Things

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dirty Pretty Things
DirtyPrettyThingsLive.jpg
Carl Barât e Didz Hammond se apresentando no Redbourn Festival em Agosto de 2007.
Informação geral
Origem Londres
País  Reino Unido
Gênero(s) Indie rock
Post-punk revival
Punk rock
Período em atividade 20052008
Gravadora(s) Vertigo Records
Afiliação(ões) The Libertines, Babyshambles, Yeti, The Cooper Temple Clause, The Chavs
Integrantes Carl Barât
Didz Hammond
Gary Powell
Anthony Rossomando
Página oficial www.dirtyprettythingsband.com

Dirty Pretty Things é uma banda liderada por Carl Barât, um ex-integrante da banda The Libertines. A formação da banda foi anunciada em Setembro de 2005, quando Pete Doherty teria se envolvido com drogas que resultou na separação do The Libertines em 2004. Barât tinha trabalhado com a gravadora Vertigo e tinha revelado anteriormente que seu novo projeto era com o selo. Dirty Pretty Things fez seus primeiros shows em Outubro de 2005, na Itália e na França.

Inicialmente, o nome da banda causou alguns problemas. Uma banda de 4 integrantes de Salisbury estava usando o nome "Dirty Pretty Things" desde o início de Janeiro de 2005, dizendo ter registrado o nome no Reino Unido; os dois grupos chegaram a um acordo em relação ao nome, e a banda de Salsbury foi renomeada para Mitchell Devastation. Uma banda australiana havia tocado com o nome "Dirty Pretty Things" desde 2003, mas também optou por mudar de nome.

História[editar | editar código-fonte]

Formação e Waterloo to Anywhere: 2005-2006[editar | editar código-fonte]

Dirty Pretty Things gravou seu primeiro álbum em Los Angeles, Califórnia com o aclamado produtor Dave Sardy, e em Glasgow, Escócia com o produtor Tony Doogan. "You Fucking Love It", a primeira faixa do primeiro álbum da banda, foi disponibilizada em um cd de graça com a edição de 1º de Abril de 2006 da NME intitulada "NME e MTV2 apresenta as melhores novas bandas de 2006".

O primeiro cd, Waterloo to Anywhere, foi lançado no dia 8 de Maio de 2006, alcançando o terceiro lugar nas paradas de sucesso e recebendo boas críticas. O primeiro single (e primeiro lançamento oficial) do álbum, "Bang Bang, You're Dead", foi lançado no dia 24 de Abril de 2006 e alcançou o quinto lugar na lista de singles na sua primeira semana de venda. O segundo single, "Deadwood", foi lançado no dia 10 de Julho de 2006 e ficou com o vigésimo lugar nessa mesma lista. O terceiro single, "Wondering", foi lançado no dia 25 de Setembro de 2006 e ficou com o trigésimo quarto lugar.

A banda fez uma extensa turnê no Reino Unido durante o primeiro semestre de 2006. Eles fizeram seu primeiro show na América no Festival de SXSW, no Texas. Durante o inverno de 2006, o grupo tocou em diversos festivais ingleses, incluindo o Gonville & Caius College May Ball 2006, Isle of Wight Festival, Wireless Festival, T in the Park, e o Irish festival of Oxegen.

Em 16 de Outubro de 2006, a banda lançou um DVD, Puffing On a Coffin Nail, que apresentou mais que duas horas e meia de concerto, fotos e documentários. Em 25 de Outubro de 2006, Barât apresentou um convidado especial durante o Electric Proms, fazendo um dueto em "Peacock Suit" e "In the City".

Romance at Short Notice: 2007-2008[editar | editar código-fonte]

A banda se apresentou com Muse em 16 de Junho de 2007 no Wembley Stadium e com Red Hot Chili Peppers em 24 de Junho no Goffertpark Nijmegen na Holanda. Eles ainda tocaram em Glastonbury 2007 e tocaram muitas músicas novas. Em 22 de Julho, a banda tocou com Pet Shop Boys no Eden Project em Cornwall, tocando poucas de suas novas músicas, incluindo "Come Closer".,[1] "Radio Song" (co-escrita por Barât e Chris McCormack) foi lançado como parte da trilha sonora de Run, Fat Boy, Run, em 7 de Setembro de 2007 para download, e em 10 de Setembro de 2007 em CD. Em Outubro a banda apareceu no Love Music Hate Racism CD, que foi dado ausente com cópias da NME e ainda disponível como download do site da LMHR. "9 Lives" foi contribuição de Dirty Pretty Things para o álbum de graça e foi finalizado em estúdio.

A banda planejou gravar o álbum no verão de 2007, para estar pronto em Setembro de 2007, entretanto a banda foi tendo problemas com a produção e foi lançado a data mais tardiamente.[2][3] Em 2 de Maio de 2008 a banda completou 12 faixas de seu segundo álbum e mais tarde revelou o título para Romance at Short Notice. O nome é uma referência para a linha final da história de Saki, "The Open Window." Previamente o título This Is Where The Truth Begins foi circulado como o nome do novo álbum.[4]

Em 12 de Maio de 2008, a música "Hippy's Son" foi disponibilizada para download no site oficial da banda e em 22 de Junho, a banda colocou o álbum disponível em streamming no site da NME.com.[5] Romance at Short Notice foi lançado em 30 de Junho de 2008, com o single "Tired of England" lançado uma semana antes em 23 de Junho.[6] Ambos, falharam conseguir boas colocações em listas. O álbum entrou na Lista de álbuns do Reino Unido na trigésima quinta colocação e ficou lá durante duas semanas. Em 7 de Julho, a banda colocou 4 música disponíveis para download no Napster - "Buzzards and Crows", "Plastic Hearts", "Hippy's Son" e uma cover de Bob Dylan, "Subterranean Homesick Blues".[7]

Separação[editar | editar código-fonte]

Em 1 de Outubro de 2008, foi anunciado que a banda se separou depois de um longo mês em turnê no Reino Unido, começando em Preston em 3 de Outubro. No momento a banda disse que deram um tempo para "tentar novas coisas" mas adicionaram que elas não estariam envolvidas com o The Libertines.[8]

O último produto deles, 'The Last Hurrah' foi anunciado para 20 de Dezembro de 2008, no Astoria 2 em Londres. Dividindo com os The Paddingtons. A banda prometeu uma noite para relembrar e assinar o obrigado para os fãs leais da banda.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • Waterloo to Anywhere (2006)
  • Romance At Short Notice (2008)

Singles[editar | editar código-fonte]

Ano Título Posição nas Paradas Álbum
UK Singles Chart UK Download Chart US Modern Rock
2006 "Bang Bang You’re Dead" #5 #4 - Waterloo to Anywhere
2006 "Deadwood" #20 - - Waterloo to Anywhere
2006 "Wondering" #34 - - Waterloo to Anywhere

DVDs[editar | editar código-fonte]

  • Puffing on a Coffin Nail - Ao vivo no Fórum

Clipes[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]