Discussão:Ayrton Senna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Neste dia

Tópico de discussão não intitulado[editar código-fonte]

Visualizações da página

Parcial[editar código-fonte]

Não fui eu que incluiu a marcação, mas vou transcrever aqui alguns argumentos apresentados (e que foram arquivados) que acho válidos e tais passagens precisam ser corrigidas:

Remarcação

O atigo continua muito parcial.

  • “Senna envolveu-se em vários acidentes, com causas absolutamente controversas”não achei no texto
  • “sem contar os poderosos dirigentes do esporte”não achei no texto
  • “Graças ao novo motor Renault de treinos, Senna passaria a ser o piloto que mais alcançava a pole position.
  • “A lendária curva Eau Rouge no circuito da Bélgica”referenciado


As passagens parciais se espanlham por todo o artigo e ainda tem a gíria “foi o enrosco que o piloto brasileiro teve com o jovem Schumacher” :-O

Minerva97 (DctribAElogsBMF), 22h23min de 12 de março de 2011 (UTC)

--Diego Queiroz (discussão) 17h19min de 6 de agosto de 2012 (UTC)

parcial[editar código-fonte]

concordo com o excesso de parcialidade, e acho que falta uma formatação melhor, acho que uma ordem cronológica talvez

Pequenas Correções[editar código-fonte]

Fiz algumas correções no texto e também na tabela: "Comparação com companheiros de equipe" e nos "Resultados da Fórmula 1". Na "Comparação com companheiro de equipe", coloquei em "ouro" e em negrito no ano e na pontuação significando que Ayrton Senna marcou mais pontos do que seu companheiro de equipe. Se não estiver em negrito e em "branco" no ano e nos pontos de Senna, quer dizer que ele teve pontuação menor do que o seu companheiro de equipe, que vai de "ouro" e com o nome em negrito. Fiz assim para fácil reconhecimento nas vitórias e derrotas de Prost com seus colegas de equipe. Nos "Resultados da Fórmula 1", coloquei a empresa de pneus em cada prova (não apague!!!) e não coloquei na "coluna" onde estão: Ano, Equipe, Chassis e Motor, pois ia ocupar muito espaço.comentário não assinado de 1985Adelaide (discussão • contrib) -- Chronus (discussão) 03h25min de 31 de outubro de 2016 (UTC) (UTC)

Explicando a edição[editar código-fonte]

Mudei algumas palavras que incomodaram. Não é blog de fã. São apenas informações válidas, verídicas e enciclopédicas com fontes fiáveis.

Se ficou incomodado, mudasse apenas os "erros" e não tudo, como foi feito.

Reverteu e acabou por recolocar parágrafos repetidos e apagando informações válidas. MagicSenna (discussão) 08h25min de 19 de novembro de 2016 (UTC)

@MagicSenna: "Mudar algumas palavras"? Você está de brincadeira?! Você simplesmente apagou conteúdo válido e referenciado (que há tempos o senhor vem tentando apagar deste verbete) com base em justificativas risíveis. E que seção é essa "Paixão pela Velocidade". Além da maiúsculite, você acha que estamos na revista Caras? Isto é uma enciclopédia, não um blog de fã! Lamentável. Chronus (discussão) 15h58min de 19 de novembro de 2016 (UTC)

Trechos repetidos[editar código-fonte]

Abaixo os trechos da seção "relacionamentos" que estão repetidos.

1 - "Após o divórcio com Lílian, Senna assumiu seu caso com Adriane Yamin, à época uma adolescente de quinze anos, herdeira da empresa Duchas Corona. O relacionamento durou até o final de 1988."

2 - "Após a separação, teve um breve e agitado relacionamento com Xuxa e rápidos casos com diversas mulheres, especialmente modelos, como Patrícia Machado, Vanusa Sppindler e Marcella Praddo. Essa última entrou na justiça para provar a paternidade da filha, Vitória, mas comprovou-se, através de exame DNA, que Senna não era o pai da criança."

3 - "Entre 1990 e 1991, Senna teve um relacionamento com a carioca Cristine Ferracciu."

4 - "Ayrton iniciou um namoro com Adriane Galisteu após o GP do Brasil de 1993, em festa em uma danceteria de São Paulo. O piloto declarou que finalmente havia encontrado a mulher ideal. Segundo a irmã Viviane, foi a época mais feliz da vida afetiva do irmão. O relacionamento durou até a morte do piloto. Sua família era contra o romance, e seu pai fez de tudo pela separação do casal, acusando Adriane de ser golpista. Este assunto gerou muita polêmica na época."

5 - "A falta de apego de Senna a suas namoradas rendeu fofocas de que ele tinha pouco interesse pelo sexo oposto. Em 1988, Nelson Piquet, em entrevista ao Jornal do Brasil, sugeriu que Senna não gostava do sexo oposto ao pedir que a imprensa perguntasse a Senna por que é que ele não gostava de mulher. A revista italiana Panorama (a de maior circulação do país) dedicou reportagem às dúvidas levantadas por Piquet e a questão foi parar na Justiça. Piquet preferiu se retratar, mas o estrago estava feito. Senna passou a conviver com os boatos e se tornou desafeto de Piquet. Em agosto de 1990, em uma entrevista para a revista Playboy, Senna afirmou que Piquet não poderia ter feito a insinuação, sugerindo que tinha tido um caso com Catherine Valentim, então mulher do rival."

Espero que alguém tome alguma atitude. MagicSenna (discussão) 01h57min de 29 de novembro de 2016 (UTC)