Dracula père et fils

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dracula, père et le fils
Drácula, pai e filho (PT/BR)
 França
1976 • cor • 96 min 
Direção Édouard Molinaro
Roteiro Alain Godard
Claude Klotz
Édouard Molinaro
Jean-Marie Poiré
Elenco
Christopher Lee
Bernard Menez
Marie-Hélène Breillat
Género Comédia
Música Vladimir Cosma
Idioma francês
Página no IMDb (em inglês)

Dracula père et fils (Drácula, pai e filho (título no Brasil) ) é uma produção cinematográfica francesa, de 1976, do gênero comédia, dirigida por Édouard Molinaro, e estrelada por Christopher Lee.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Comédia não exibida nos cinemas brasileiros. Na Transilvânia do século XVIII, o Conde Drácula (Lee) se apaixona por uma jovem (Catherine Breillat), que segue ao encontro do noivo na companhia da mãe, e resolve ter um filho com ela, antes de convertê-la em vampiro. Antes de morrer, ela dá a luz, que ao tornar-se adulto (Menez), revela-se incapaz de dar continuidade aos maléficos poderes paternos. As décadas passam, Drácula em Londres, o filho em Paris. Quando Drácula, famoso astro de cinema, vai a Paris fazer um filme, pai e filho se reencontram e passam a disputar o amor de Nicole (Marie-Hélène Breillat), sósia da mãe de Drácula Jr.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Christopher Lee - Drácula
  • Bernard Menez - Ferdinand Poitevin
  • Marie-Hélène Breillat - Nicole
  • Catherine Breillat - Herminie Poitevin
  • Mustapha Dali - Khaleb
  • Bernard Alane - Jean, o noivo de Nicole

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Rigby, Jonathan, (2000). Inglês Gothic: Um Século de Cinema Horror. Reynolds & Hearn Ltd. ISBN 1-903111-01-3.