Eclipse lunar de 25 de maio de 2013

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eclipse Lunar Penumbral
25 de maio de 2013
Lunar eclipse chart close-2013May25.png
A Lua cruzando a extremidade norte da penumbra, em volta do cone de sombra da Terra, de oeste para leste (da direita para a esquerda), onde a Lua mal entrou na penumbra e o eclipse sendo praticamente imperceptível.
Gamma +1,5350
Saros (e membro) 150 (1 de 71)
Sequência de eclipses lunares
Anterior 25 de abril de 2013
Próximo 18 de outubro de 2013
Duração
Penumbral 33 min 34 seg
Fases e Horários do Eclipse (UTC)
P1 3:53:15
Máximo 4:09:58
P4 4:26:49
Lunar eclipse chart-2013May25.png
A Lua cruza a extremidade da penumbra da Terra na constelação de Escorpião

O eclipse lunar de 25 de maio de 2013 foi um eclipse penumbral, o segundo de três eclipses lunares do ano, e o primeiro como eclipse penumbral.

Teve magnitude penumbral de 0,0157 e umbral de -0,9335. Sua duração total não foi mais do que 33 minutos.[1]

Foi um dos eclipses penumbrais com baixa magnitude e de curta duração, devido ao fato de a Lua atravessar apenas o limite norte da faixa de penumbra, sem mal entrar nela. Ou seja, ela passou "de raspão" pela penumbra da Terra. Com isso, o disco lunar não sofreu praticamente nenhuma alteração visual, quanto ao brilho e ao escurecimento da superfície, ocorreu somente uma redução mínima de brilho apenas no polo sul lunar. O eclipse se tornou imperceptível visivelmente.

A Lua cruzou a extremidade norte da zona de penumbra da Terra, no limite dela, em nodo ascendente, dentro da constelação de Escorpião.


Série Saros[editar | editar código-fonte]

Eclipse pertencente ao ciclo lunar Saros de série 150, sendo este o primeiro do total de 71 eclipses na série, marcando assim o início desta série. O próximo eclipse do ciclo será com o eclipse penumbral de 5 de junho de 2031, onde a penumbra também vai cobrir apenas uma extremidade da superfície lunar, com duração relativamente curta.


Visibilidade[editar | editar código-fonte]

Foi visível nas Américas, Atlântico, Pacífico, Antártida, boa parte da África e extremo oeste da Europa.

Lunar eclipse from moon-2013May25.png
Região do planeta onde foi visível durante o máximo do eclipse - 4:10 UTC.

A América do Sul, sobretudo o Paraguai, obteve a melhor observação do meio do eclipse, de onde foi visível à meia-noite.

2013-05-25 Lunar Eclipse Sketch.png
Gráfico do eclipse - NASA
Visibility Lunar Eclipse 2013-05-25.png
Mapa de visibilidade do eclipse


Galeria[editar | editar código-fonte]




Referências

  1. F. Espenak. «Penumbral Lunar Eclipse of 2013 May 25» (PDF). NASA Eclipse Website. Consultado em 10 de agosto de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.