Eclipse solar de 11 de julho de 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Animação do eclipse de 11 de julho de 2010.

O eclipse solar de 11 de julho de 2010 foi um eclipse total do Sol visto do sul do Oceano Pacífico e de parte do extremo meridional da América do Sul. Foi parcial em algumas cidades do sul do continente, mas não foi visível no hemisfério norte. O eclipse foi total nas Ilhas Cook,[1] na Polinésia Francesa,[2] na Ilha de Páscoa[3][4] e no extremo sul do Chile e da Argentina,[5] no fim da tarde, no horário local.[6] Em algumas regiões da Patagônia o eclipse foi visto ao pôr-do-sol.[7]

Transmissão ao vivo[editar | editar código-fonte]

Esse eclipse foi transmitido ao vivo pela internet a partir da Polinésia Francesa[8] e da Ilha de Páscoa,[9] o que possiblitou que fosse acompanhado em tempo real por qualquer pessoa conectada à rede mundial de computadores.

Referências

  1. «Track of the total solar eclipse: Cook Islands» (em inglês). Consultado em 6 de julho de 2010. 
  2. «Track of the total solar eclipse: French Polynesia» (em inglês). Consultado em 6 de julho de 2010. 
  3. «Track of the total solar eclipse: Easter Island» (em inglês). Consultado em 6 de julho de 2010. 
  4. BLANCHARD, Guillaume. «Eclipse on the beach» (em inglês). Consultado em 3 de agosto de 2010. 
  5. «Track of the total solar eclipse: South America» (em inglês). Consultado em 6 de julho de 2010. 
  6. (em inglês)Total Solar Eclipse of 2010 July 11
  7. FISCHER, Daniel. «Eclipse shadow cone over Patagonia» (em inglês). Consultado em 4 de agosto de 2010. 
  8. «Solar eclipse from HAO». Consultado em 11 de julho de 2010. 
  9. «Total solar eclipse broadcasting through the internet» (em inglês). Consultado em 6 de julho de 2010. 


Precedido por
15 de janeiro de 2010
Eclipse Solar
11 de julho de 2010
Sucedido por
4 de janeiro de 2011


Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.