Editora Revisão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Editora Revisão é uma editora gaúcha especializada em literatura antissemita e negadora do holocausto,[1] além publicar obras sobre o nazismo e o integralismo.[2] [3] Foi fundada em 1985, por Siegfried Ellwanger Castan.

Em 1986 o grupo Movimento Popular Anti-Racismo, formado pelo Movimento de Justiça e Direitos Humanos, pelo Movimento Negro Brasileiro e pelo Movimento Judeu de Porto Alegre, denunciou à Coordenadoria das Promotorias Criminais que o conteúdo das obras da Editora Revisão, de Siegfried Ellwanger Castan, seria racista. Fez-se uma nova denúncia em 1990, desta vez junto à chefia da Polícia do Estado do Rio Grande do Sul, que instaurou inquérito policial, que foi remetido ao Ministério Público. A denúncia foi recebida em 1991, e foi determinada a busca e apreensão dos exemplares de diversos livros publicados por Castan, entre eles, Holocausto Judeu ou Alemão? Nos Bastidores da Mentira do Século, do próprio Castan, Hitler Culpado ou Inocente?, de Sérgio Oliveira e Os Protocolos dos Sábios de Sião, obra anônima prefaciada por Gustavo Barroso. Em 1995, Castan foi julgado e absolvido em primeira instância; contudo, em 1996 foi condenado por unanimidade pelos desembargadores da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul. Apesar da condenação, ainda em 1996, Castan foi flagrado vendendo seus livros na Feira do Livro de Porto Alegre, o que levou a uma nova denúncia, recebida em 1998, pela qual foi condenado a dois anos de prisão. Castan recorreu, argumentando que os judeus são uma etnia, e não uma raça, e que, portanto, antissemitismo não seria racismo. Seu recurso, porém, foi negado, e a condenação foi reiterada pelo STF em 2001.[4]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Entre os títulos da editora destacam-se:

  • Anônimo. Os Protocolos dos Sábios de Sião (tradução de Gustavo Barroso)
  • BARROSO, Gustavo. História secreta do Brasil Vols. 1-6
  • BARROSO, Gustavo. Brasil: Colônia de Banqueiros
  • CASTAN, S.E.. Holocausto: Judeu ou Alemão?
  • CASTAN, S. E. S.O.S para Alemanha
  • CASTAN, S. E. Acabou o Gás!... O fim de um mito
  • HITLER, Adolf. Minha Luta
  • LUTERO. Dos Judeus e Suas Mentiras
  • FAURISSON, Robert. Quem escreveu o diário de Anne Frank ?
  • FORD, Henry O Judeu Internacional
  • MARSCHALKO, Louis Os conquistadores do mundo
  • OLIVEIRA, Sérgio. O Livro Branco sobre a Conspiração Mundial
  • OLIVEIRA, Sérgio. Hitler: culpado ou inocente? (1989)
  • OLIVEIRA, Sérgio. Sionismo x Revisionismo — Fantasia x Realidade (1993)

Referências

  1. Neto, Odilon Caldeira (2009). «Memória e justiça: o negacionismo e a falsificação da história». Antíteses. 2 (4): 1097–1123. ISSN 1984-3356. doi:10.5433/1984-3356.2009v2n4p1097 
  2. SANTOS, Elza Helena Lourenço Gomes dos. Negacionismo no Brasil: As Obras de S. E. Castan
  3. JESUS, Carlos Gustavo Nóbrega de. Anti-semitismo e nacionalismo, negacionismo e memória: Revisão Editora e as estratégias da intolerância (1987-2003). São Paulo: Editora UNESP, 2007. Capítulo 3: "O anti-semitismo e a Revisão Editora"
  4. Pena substituída: Editor nazista é condenado a quase dois anos de reclusão. Consultor Jurídico, 10 de setembro de 2004.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]