David Duke

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
David Duke
Duke em 2002
Grand Wizard dos Cavaleiros da Ku Klux Klan
Período 19741979/1980
Sucessor Don Black
Membro da Câmara dos Representantes da Luisiana
pelo 81º Distrito
Período 18 de fevereiro de 198913 de janeiro de 1992
Antecessor Chuck Cusimano
Sucessor David Vitter
Dados pessoais
Nascimento 1 de julho de 1950 (69 anos)
Tulsa, Oklahoma
Nacionalidade norte-americano
Alma mater Universidade do Estado da Luisiana (BA)
Filhos 2
Partido Nazista Americano (antes de 1975)[1]
Democrata (1975–1988)
Populista (1988–1989)
Republicano (1989–1999; 2016–presente)[2]
Reformista (1999–2001)
Religião Protestante

David Ernest Duke (nascido em 1 de julho de 1950) é um político americano nacionalista e supremacista branco, que serviu como Grand Wizard (de facto "Líder") da Ku Klux Klan. Duke é um negacionista do Holocausto, antissemita e defensor de várias teorias de conspiração.[3] Ele foi descrito pela Liga Antidifamação como o "racista e antissemita mais conhecido da América".[4]

Duke foi membro de ambos os grandes partidos políticos dos Estados Unidos, os Democratas e os Republicanos (partido onde atualmente é filiado). De 1989 a 1992, foi membro da câmara legislativa da Luisiana e chegou a ser candidato nas primárias das eleições presidenciais de 1988 e 1992, mas não ganhou proeminência. Também foi candidato ao Senado da Luisiana, ao Senado Federal, a Câmara dos Representantes Nacional e até como governador da Luisiana, mas fracassou em tudo.

Em 2002, Duke se declarou culpado num processo movido contra ele por fraude financeira. Ele serviu quinze meses numa prisão do Texas.[5]

Duke fala abertamente sobre as teorias da conspiração que defende e outros preconceitos que têm. Por exemplo, ele afirma que judeus controlam o Banco da Federal Reserve, o Governo dos Estados Unidos e a grande mídia. Duke apoia a preservação do que ele considera como "cultura ocidental". Ele afirma defender o tradicionalismo conservador e valores da família cristã. Prega ainda a abolição do Internal Revenue Service e defende a segregação racial, ideais de anticomunismo e separatismo branco.[6][7][8]

Referências

  1. West, Paul (5 de dezembro de 1991). «David Duke takes aim at presidency La. legislator unveils GOP primary bid». Baltimore Sun. Baltimore Sun Media. Consultado em 16 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2019 
  2. «The Latest: Ex-KKK leader Duke: 'My time has come'». The San Diego Union-Tribune. 22 de julho de 2016. Consultado em 12 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 13 de agosto de 2017 
  3. Barrouquere, Brett (17 de maio de 2019). «White Shadow: David Duke's Lasting Influence on American White Supremacy». Splcenter.org. The Southern Poverty Law Center. Consultado em 9 de setembro de 2019 
  4. Hasan, Mehdi (15 de fevereiro de 2019). «Six GOP House Members Who Need to Resign for Anti-Semitism Before Ilhan Omar». The Intercept. Consultado em 17 de setembro de 2019 
  5. Associated Press (March 12, 2003) "David Duke Gets 15-Month Sentence for Fraud" Arquivado em 7 de dezembro de 2018 no Wayback Machine. Fox News Channel
  6. Duke, David. «An Aryan Vision». My Awakening. SolarGeneral. Consultado em 13 de novembro de 2006. Cópia arquivada em 30 de abril de 2007 
  7. Duke, David (23 de outubro de 2004). «Kayla Rolland: One More Victim». Consultado em 13 de novembro de 2006. Arquivado do original em 29 de outubro de 2006 
  8. «David Duke: In His Own Words / On Segregation». Anti-Defamation League. Consultado em 13 de novembro de 2006. Cópia arquivada em 15 de maio de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.