Embaixada do Japão em Brasília

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Embaixada do Japão em Brasília
Japão
Japão
Brasil
Brasil
Localização
Endereço SES 811, Lote 39, Avenida das Nações, Setor de Embaixadas Sul - Asa Sul, Brasília, DF 70425-900 Brasil
Coordenadas 15° 49′ 48″ S, 47° 53′ 46,5″ O
Responsável
Embaixador Akira Yamada
Embaixada do Brasil em Tóquio • Página oficial

A Embaixada do Japão em Brasília (japonês: 在ブラジル日本国大使館) é a principal representação diplomática japonesa no Brasil. O atual embaixador é Akira Yamada.[1]

Está localizada na quadra SES 811, Lote 39, no Setor de Embaixadas Sul, na Asa Sul. O prédio mescla tradições arquitetônicas japonesas e arquitetura moderna. O vencedor do Pritzker de 1993, Fumihiko Maki, fez o projeto da chancelaria e da residência do embaixador.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1958, o príncipe japonês Takahito Mikasa visitou Brasília, acompanhado de Juscelino Kubitschek e do Embaixador do Japão.

As relações diplomáticas entre Japão e Brasil começaram em 1895, com a assinatura do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação. Com a abertura diplomática oficial em 1897, o caminho estava livre para o início da imigração japonesa para o Brasil, em 1908.[2]

Assim como outros países, o Japão recebeu de graça um terreno no Setor de Embaixadas Sul na época da construção de Brasília, medida que visava a instalação mais rápida das representações estrangeiras na nova capital - nesse período, a cidade em obras recebeu Takahito Mikasa, príncipe do Japão, que estava em visita ao país.[3][4]

As obras da embaixada definitiva, no entanto, demoraram mais uma década para sair do papel. O projeto do prédio dos escritórios foi feito em arquitetura vernacular japonesa pelo arquiteto Yoshimi Ohashi entre 1970 e 1972. Em 1976, o arquiteto Fumihiko Maki, que futuramente ganharia o Prêmio Pritzker, projetou a chancelaria e da residência do embaixador em estilo moderno.[5]

Serviços[editar | editar código-fonte]

Uma cerimônia na embaixada.

A embaixada realiza os serviços protocolares das representações estrangeiras, como o auxílio aos japoneses que moram no Brasil e aos visitantes vindos do Japão e também para os brasileiros que desejam visitar ou se mudar para o país asiático. Em 2016, a comunidade brasileira no Japão era calculada em cerca de 176 mil pessoas, com 110 mil tendo visto permanente, sendo o quarto maior destino de imigração brasileira em todo o mundo. Boa parte dos brasileiros no Japão são nikkei, descendentes de japoneses, que são cerca de dois milhões no Brasil, a maior comunidade de descendentes de japoneses fora do Japão.[6]

A embaixada realiza os serviços consulares para os estados de Goiás e Tocantins e para o Distrito Federal, e além dela, o Japão conta com mais consulados no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Salvador, em Belém, em Belo Horizonte, em Recife, em Curitiba, em Porto Alegre e em Manaus.[7][8][9]

Outras ações que passam pela embaixada são as relações diplomáticas com o governo brasileiro nas áreas política, econômica, cultural e científica. O Japão é um dos principais parceiros do Brasil na Ásia, e os dois países fazem parte da Parceria Estratégica e Global, tem diversas parcerias a décadas na ciência, tecnologia e inovação, como no sistema de TV Digital brasileiro, que é baseado no japonês e exportado para outros países. O Japão é um dos maiores investidores no Brasil, com cerca de 20 bilhões de dólares em 2018, e o fluxo de exportações entre eles é de mais de oito bilhões de dólares.[2][10] A Embaixada também realiza atividades culturais, como o Ciclo da Cultura Japonesa.[11]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Cumprimentos de ano novo do embaixador Yamada». Embaixada do Japão. 1 de janeiro de 2020 
  2. a b «Japão». Ministério das Relações Exteriores. Consultado em 3 de setembro de 2020 
  3. «Embaixadas: um capítulo importante na construção de Brasília». Agência Brasília. 26 de dezembro de 2019. Consultado em 28 de julho de 2020 
  4. «Japão em Brasília». Embaixadas.net. Consultado em 3 de setembro de 2020 
  5. Ficher, Sylvia (9 de agosto de 2014). «Conexões internacionais: arquiteturas estrangeiras em Brasília / Sylvia Ficher e Paulo Roberto Alves dos Santos». ArchDaily Brasil. Consultado em 3 de setembro de 2020 
  6. «Japão». Portal Consular - Itamaraty. Consultado em 3 de setembro de 2020 
  7. «Embaixadas e Consulados estrangeiros no Brasil». Ministério das Relações Exteriores. Consultado em 3 de setembro de 2020 
  8. «Consulados do Japão no Brasil». Made in Japan. Consultado em 3 de setembro de 2020 
  9. «Embaixada do Japão no Brasil [在ブラジル日本国大使館] – Brasília-DF». Nippo Brasília. Consultado em 3 de setembro de 2020 
  10. «Fortalecendo a Parceria Estratégica e Global: a Política do Japão para o Brasil» (PDF). Consultado em 3 de setembro de 2020 
  11. «Cine Brasília recebe mostra de cinema japonês em outubro». Agência Brasília. 28 de setembro de 2017. Consultado em 3 de setembro de 2020 

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre a Embaixada do Japão em Brasília

Ligações externas[editar | editar código-fonte]