Emil du Bois-Reymond

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emil du Bois-Reymond
Conhecido(a) por Potencial de ação do nervo
Nascimento 7 de novembro de 1818
Berlim
Morte 26 de dezembro de 1896 (78 anos)
Berlim
Nacionalidade Alemão
Prêmios Medalha Helmholtz (1892)
Campo(s) Fisiologia e eletrofisiologia

Emil Heinrich du Bois-Reymond (Berlim, 7 de novembro de 1818 — Berlim, 26 de dezembro de 1896) foi um fisiologista alemão.[1] Irmão de Paul du Bois-Reymond.

Emil du Bois-Reymond

Nascido de uma família de protestantes franceses emigrados para a Alemanha, du Bois-Reymond foi uma das personalidades científicas mais importantes da segunda metade do século XIX. Foi o descobridor do potencial de ação e pai da eletrofisiologia experimental.

Pesquisa em fisiologia[editar | editar código-fonte]

Du Bois-Reymond desenvolveu a ideia de que um tecido vivo, tal como o músculo, pode ser considerado como constituído por uma série de "moléculas elétricas", e que o comportamento elétrico do músculo foi o resultado do comportamento destas moléculas elétricas nativas. Nós sabemos agora que estas são sódio, potássio e outros íons, os gradientes que são responsáveis ​​pela manutenção de potenciais de membrana em células excitáveis.

Sua teoria foi logo contestada por vários fisiologistas contemporâneos, como Ludimar Hermann, que defendia que um tecido intacto vivo, como um músculo, não é objeto de correntes elétricas, desde que ele está em repouso, é isoelétrico na substância, e por conseguinte, não necessita de ser suposto ser composto de moléculas elétricas, todos os fenômenos elétricos de que se manifesta ser devido a alterações internas moleculares associadas com a atividade ou lesão.

Obras[editar | editar código-fonte]

Referências


Precedido por
Gustav Karsten
Presidente da Deutsche Physikalische Gesellschaft
1847 — 1878
Sucedido por
Hermann von Helmholtz