Emmanuel Marinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Emmanuel Marinho (Dourados) é um poeta, ator e educador brasileiro.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Emmanuel compõe poemas, edita-os em livros e os interpreta no teatro e na música. Pesquisando a cultura sul-mato-grossense, Marinho desenvolveu uma linguagem artística entre o teatro, a música e a literatura. Deste trabalho resultou a publicação de sete livros, um CD e vários espetáculos teatrais.

Obras[editar | editar código-fonte]

Livros: Ópera 3, 1980; Cantos de Terra,1982; Jardim das Violetras; 1983, Margem de Papel,1994; Satilírico,1995; Caixa de Poemas,1997 e Caixa das Delícias,2003.[1]

Música: gravou o disco Teré, já em sua segunda edição, que reuniu nomes singulares da música brasileira - Itamar Assumpção, Paulo Lepetit, Toninho Ferragguti, Alzira Espíndola, Pedro Luis e a Parede, entre outros.[3]. Em 2015 lança o CD ENCANTARES em parceria com Paulo Lepetit

Teatro: criador e intérprete dos espetáculos "Margem de Papel", "O Encantador de Palavras", "Satilírico", "Solo para Palavras e Sanfona de Brinquedo" , " Tudo Porã por Aqui " , "Porã", " A Bicicleta do Poeta ", " Encantares ", " Com a Palavra, o Poeta! " espetáculos solo, com encenação e texto do poeta..[1]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio Marçal de Souza - Pela Defesa dos direitos humanos, Dourados – MS, em 1995
  • Cidadão Da Paz, concedido pela Comunidade Bahá'i do Brasil em 1996, e novamente o Prêmio Marçal De Souza - Pela Defesa dos direitos humanos - 1997
  • Prêmio Funarte de Circulação Literária [4]

Frases[editar | editar código-fonte]

    • Poesia não compra sapato, mas como andar sem poesia?

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Kátia Kuratone (7 de janeiro de 2008). «Poeta Emmanuel Marinho apresenta-se no Som da Concha dia 20». midiamax.com. Consultado em 27 de abril de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. Correio do Estado (27 de novembro de 2008). «Emmanuel Marinho encerra espetáculo solo em Dourados apresenta-se no Som da Concha dia 20». correiodoestado.com.br. Consultado em 27 de abril de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Da redação (26 de setembro de 2008). «Poeta Emmanuel Marinho se apresenta hoje em Escola de Fátima do Sul». fatimanews.com.br. Consultado em 27 de abril de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Emmanuel Marinho conquista "Prêmio Funarte de Circulação Literária"». ufgd.edu.br. Consultado em 27 de abril de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.