Erva-de-são-joão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para erva-de-são-joão, veja Erva-de-são-joão (desambiguação).
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela subespécie, veja Hypericum perforatum subsp. angustifolium.
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela subespécie, veja Hypericum perforatum subsp. perforatum.

Erva-de-são-joão
Saint John's wort flowers.jpg
Classificação científica edit
Reino: Plantae
Clado: Tracheophytes
Clado: Angiospermas
Clado: Eudicots
Clado: Rosids
Ordem: Malpighiales
Família: Hypericaceae
Gênero: Hypericum
Espécies:
H. perforatum
Nome binomial
Hypericum perforatum
Carolus Linnaeus, 1753

Hypericum perforatum, comummente conhecida como erva-de-são-joão[1] (não com as espécies Artemisia vulgaris e Glechoma hederacea, que também dão pelo mesmo nome comum) é uma planta herbácea perene, pertencente à família das Hypericáceas e antes incluída nas famílias Guttiferae ou Clusiaceae e largamente distribuída na Europa, Ásia, norte da África e aclimatada nos Estados Unidos.

Nomes comuns[editar | editar código-fonte]

Além de «erva-de-são-joão», dá ainda pelos seguintes nomes comuns: milfurada[2] e hipericão[3](que é uma designação comum, atribuída às plantas do género Hypericum).

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Quer os nomes comuns «hipericão» e «milfurada», aludem, respectivamente, ao nome genérico (Hypericum) e ao epíteto específico (perforatum) desta espécie.

  • Hypericum deriva do étimo latino clássico hўpĕrīcŏn, reportando-se já às plantas do género em questão.[4]
  • perforatum[5] também provém do latim, tratando-se de uma declinação de perfŏro, significando «perfurado; furado».[6]

O nome comum «erva-de-são-joão», alude à altura do ano em que esta planta floresce, coincidindo com o período do são joão.

A planta[editar | editar código-fonte]

É um pequeno arbusto, de porte erecto, atingindo cerca de 1 metro de altura. As folhas são opostas, sésseis, dotadas de glândulas translúcidas, que podem ser observadas colocando-se a folha contra a luz. As flores são numerosas, persistentes, de coloração amarela e possuem pequenos pontos pretos ao longo das margens das flores que contêm elevadas concentrações do pigmento vermelho hipericina.

História[editar | editar código-fonte]

Durante séculos a Hypericum perforatum foi muito utilizada, inicialmente pela sua capacidade de cicatrizar feridas, úlceras de pele e queimaduras. Considerada capaz de afastar maus espíritos, foi utilizada no tratamento de inúmeras doenças mentais. Actualmente a planta não é muito usada para estes propósitos, mas sim, largamente testada na actividade antidepressiva contra estados depressivos suaves a moderados, ansiedade, insónia, dores nevrálgicas e, ainda, actividades antiviral, antibacteriana e fotossensibilizadora.

Prescrição[editar | editar código-fonte]

Costuma ser prescrita em cápsulas de 100 mg a 300 mg, como um antidepressivo e/ou calmante natural.

Em alguns países da Europa, como na Alemanha, é mais prescrita contra a distimia e depressão clínica leve ou moderada do que a fluoxetina (antidepressivo químico mais usado mundialmente), em até dez vezes mais.

Pode ser encontrada para a venda em farmácias de manipulação, fábricas de fitoterápicos, ou em casas de produtos naturais, nesse último local sendo geralmente vendida em pó.

Pelos seus benefícios bastante comprovados e por não induzir dependência química medicamentosa, tem sido frequentemente indicada como medicamento de transição na descontinuação de fármacos como, por exemplo, clozapina, fluoxetina, olanzapina, entre outros. Também é medicamento de primeira escolha em muitos quadros clínicos. Seu uso, nessas circunstâncias, permite prevenir ou, quando necessário, curar a drogadição medicamentosa.

Interações e contraindicações[editar | editar código-fonte]

A utilização da erva de São João ou Hipericão produz reações adversas quando utilizado em simultâneo com inibidores da recaptação da serotonina (por exemplo paroxetina). Também é contraindicada a utilização simultânea com antirretrovirais, anticoncepcionais e a varfarina. [1][ligação inativa]

Também é contraindicada a sua utilização simultânea com antiepiléticos contendo Carbamazepina.

Referências

  1. Infopédia. «erva-de-são-joão | Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». infopedia.pt - Porto Editora. Consultado em 30 de novembro de 2022 
  2. Infopédia. «milfurada | Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». infopedia.pt - Porto Editora. Consultado em 30 de novembro de 2022 
  3. Infopédia. «hipericão | Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». infopedia.pt - Porto Editora. Consultado em 30 de novembro de 2022 
  4. «hўpĕrīcŏn - ONLINE LATIN DICTIONARY - Latin - English». www.online-latin-dictionary.com. Consultado em 30 de novembro de 2022 
  5. «perforatum - ONLINE LATIN DICTIONARY - Latin - English». www.online-latin-dictionary.com. Consultado em 30 de novembro de 2022 
  6. «perfŏro - ONLINE LATIN DICTIONARY - Latin - English». www.online-latin-dictionary.com. Consultado em 30 de novembro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Erva-de-são-joão

Literatura: Walden. Henry David Thoreau, ed. L&PM, 2015, p. 152.

Ver também[editar | editar código-fonte]