Estação de carga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estação de carga
Car2Go Charging Station Stuttgart 2013 01.jpg

Automóvel elétrico carregando-se num eletroposto de Stuttgart (Alemanha).

Tipo
Instalação (d), charging station (d), parking facility (d), electric vehicle charging equipment (d)Visualizar e editar dados no Wikidata

Uma estação de carregamento de veículos elétricos, também chamados de Estação de carga EV, ponto de carregamento elétrico, ponto de carga, eletroposto e ESEV (Equipamento de suprimento elétrico para veículos), é um elemento em uma infraestrutura que fornece energia elétrica para recarga de veículos elétricos, como o plug-in de veículos eléctricos, incluindo os veículos eléctricos, veículos elétricos de bairros e híbridos plug-in.

Como a produção de automóveis híbridos e veículos elétricos à bateria estão em expansão, há uma necessidade crescente de amplamente distribuídas publicamente acessível de estações de carregamento (alguns dos quais oferecem suporte a carregamento mais rápido a altas tensões e correntes que estão disponíveis a partir residencial EVSEs). Muitas estações de carregamento estão na rua, fornecida pela concessionária de energia elétrica, empresas ou localizado no retalho, centros comerciais e operado por diversas empresas privadas. Estas estações de carregamento fornecem um ou uma série de pesados ou conectores especiais que estão de acordo com a variedade de carregamento elétrico conector padrão.

Contexto[editar | editar código-fonte]

Tesla Roadster at recharge station.jpg Nissan LEAF got thirsty.jpg
Brammo Empulse at charging station, August 2012.jpg
Charging stations in SF City Hall 02 2009 02.jpg
Estações de carregamento para veículos elétricos:
  • Superior esquerda: um Tesla Roadster (2008) sendo cobrado em uma carga elétrica na estação da cidade de Iwata, do Japão.
  • Superior direito: Nissan Leaf recarga a partir de um NRG Energy eVgo estação em Houston, Texas.
  • Inferior esquerda: convertido Toyota Prius recarga em estações de carregamento públicas em San Francisco (2009).
  • Inferior direito: a Brammo Empulse motocicleta elétrica em uma estação de carregamento.
Estação de carregamento com conector elétrico Nema recarregando um AMC Gremlin na Seattle City Light, em 1973.

Estações de carregamento possuem quatro contextos:

  1. Estações de carregamento residencial: O proprietário do VE conecta quando ele ou ela retorna para casa, e o carro recarrega durante a noite. Uma casa estação de carga, normalmente, não tem nenhuma autenticação de usuário, sem a medição, e pode exigir que a fiação de um circuito dedicado. Alguns carregadores portáteis também podem ser montados na parede, como estações de carregamento.
  2. Carregar enquanto estiver estacionado (incluindo estações de carregamento públicas) – um empreendimento comercial para uma taxa ou gratuito, oferecido em parceria com os proprietários de estacionamento. Esse carregamento pode ser baixa ou alta velocidade e incentiva proprietários de VE para recarregar os seus carros, enquanto eles aproveitam-se das instalações nas proximidades. Ele pode incluir um parque de estacionamento em shoppings, pequenos centros e estações de trem (ou para uma empresa, os próprios funcionários).
  3. Carregamento rápido da rede pública de postos de carregamento >40 kW, a entrega de mais de 60 milhas (100 km) do intervalo em 10 a 30 minutos. Estes carregadores podem estar em paradas de descanso para permitir viagens de longa distância. Eles também podem ser usados regularmente por passageiros nas áreas metropolitanas, e para carregar enquanto estiver estacionado por períodos mais ou menos longos. Exemplos comuns são CHAdeMO (uma empresa que projeta e vende padronizado carregadores), SAE (Sistema de Carregamento Combinado) e Tesla Compressores.[1]
  4. Bateria de swaps ou encargos, em menos de 15 minutos. Um destino especificado por HIDRATOS de carbono de créditos com emissão zero de poluentes de veículos é a adição de 200 milhas para a sua gama, em menos de 15 minutos. Em 2014, isso não foi possível para o carregamento de veículos elétricos, mas é exequível, com VE bateria swaps de Hidrogênio e Células de Combustível de veículos. Ele pretende corresponder às expectativas de reabastecimento regular de motoristas

A capacidade da bateria e a capacidade de manuseio de carregamento mais rápido são crescentes, bem como métodos de carregamento necessário para mudar e melhorar. Novas opções foram introduzidas (em pequena escala, incluindo estações de carregamento móveis e carregamento através de esteiras de carregamento indutivo). Diferentes necessidades e soluções de diversos fabricantes reduziu o surgimento do padrão de métodos de carregamento e, em 2015, houve um forte reconhecimento da necessidade de uma padronização.

Visão geral[editar | editar código-fonte]

Status internacional[editar | editar código-fonte]

Motoneta elétrica no primeiro eletroposto do Brasil.
U.S. traffic sign used for EV charging station.

O primeiro eletroposto do Brasil entrou em operação em 10 de outubro de 2010, no Rio de Janeiro.[2] Ele utiliza-se de energia solar para carregar as baterias dos veículos.[2]

Em dezembro de 2012, havia cerca de 50 mil pontos de carregamento não-residencial nos Estados Unidos, Europa, Japão e China.[3] Em agosto de 2014, havia 3869 Pontos de Carga CHAdeMO implantados em todo o mundo, com 1978 no Japão, 1181 na Europa e 686 nos Estados Unidos, 24 em outros países.[4] Em dezembro de 2013, a Estônia tornou-se o primeiro e único país que tinha concluído a implantação de uma Rede de Carga para VE com cobertura nacional, com 165 carregadores rápidos disponíveis ao longo de rodovias, em uma distância máxima entre 40 a 60 km (25 a 37 mi), e uma maior densidade em áreas urbanas.[5][6][7]

Em março de 2013 havia 5678 estações públicas de carregamento nos Estados Unidos, com 16 256 pontos de carregamento, dos quais 3990 estavam localizados na Califórnia, 1417 no Texas e 1141 em Washington.[8][9] Em novembro de 2012 cerca de 15.000 postos de carregamento tinham sido instalados na Europa.[10]

dezembro de 2012, o Japão tinha 1381 estações públicas de recarga, a maior rede de carregadores rápidos do mundo, mas apenas a cerca de 300 carregadores lentos. Em dezembro de 2012, a China tinha cerca de 800 pontos públicos de carregamento lentos e estações de carregamento rápido. Em dezembro de 2012, o país com a maior taxa de carregadores rápidos para veículos elétricos (EVES/EV) era o Japão, com uma taxa de 0,030, e a Holanda tinha a maior proporção de lenta EVES/EV, com mais de 0,50, enquanto os Estados Unidos tiveram um índice de EVES/EV de 0,20.

setembro de 2013 a maior redes de carregamento público na Austrália existiam em cidades capitais de Perth e Melbourne, com cerca de 30 estações (7 kW AC), criado em ambas as cidades – redes menores existem em outras capitais.

Em abril de 2017, a YPF, a estatal petrolífera da Argentina, informou que vai instalar 220 estações rápidas de carga para os veículos elétricos em 110 das estações de serviço em todo o território nacional.[11]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]