Estrela (empresa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Estrela, veja Estrela (desambiguação).
Estrela
Manufatura de Brinquedos Estrela S.A.
Logomarcaestrela.gif
Fundação 25 de junho de 1937
Fundador(es) Siegfried Adler
Sede São Paulo
Presidente Carlos Antonio Tilkian

Estrela (Manufatura de Brinquedos Estrela S.A.) é uma tradicional fábrica de brinquedos do Brasil, que tem como símbolo uma estrela de quatro pontas, uma espécie de rosa-dos-ventos, semelhante ao símbolo da OTAN.

História[editar | editar código-fonte]

A empresa foi fundada em 1937,[1] em São Paulo, no distrito de Belém, na Rua Marcos Arruda, e atualmente está localizada em outros endereços e conta com mais de quatrocentos produtos em sua linha.

No ano de 1944 a Estrela abriu seu capital para o mercado, sendo uma das primeiras empresas no Brasil a se tornar uma sociedade anônima. Na década de 40 apresentou o cachorro Mimoso, primeiro brinquedo de madeira com movimento e som fabricado no País, que fez grande sucesso na época. Logo depois vieram outras inovações como os jogos clássicos, Pega Varetas e Banco Imobiliário. As bonecas, que até o final dos anos 40 eram feitas em uma massa inquebrável, passaram a ser de plástico.[2]

Nos anos 60 a linha foi ampliada com outros lançamentos inovadores, como a primeira boneca mecânica, a Gui Gui, que "ria" quando a criança abria e fechava seus braços e a Beijoca, que "soltava beijinhos". A Estrela introduziu neste período outro conceito: o de fashion doll, com a Susi. Outra inovação importante da Estrela foi o lançamento dos brinquedos elétricos. Um dos mais marcantes foi o Autorama, uma marca registrada da Estrela, mas que em razão do enorme sucesso, virou sinônimo de brinquedos de corrida de carros.[2]

Em 1970, a Estrela lançou os brinquedos de ação como o Falcon, primeiro boneco para meninos. O grande sucesso desta linha foi Falcon Olhos de Águia, que movimentava os olhos através de um botão na sua nuca. Em seguida veio a onda dos carros radio-controlados, que teve o Stratus como primeiro modelo, lançado em 1979. Em 1980, mais um marco de pioneirismo: a chegada do Genius, conhecido na época como "o computador que fala", primeiro brinquedo do tipo no país. A eletrônica também foi incorporada às bonecas, que passaram a ser mais interativas em modelos como a Amore, de 1986. Em 1989, a Estrela expandiu suas atividades e inaugurou uma fábrica em Manaus, para onde destinou grande parte da produção de brinquedos de plástico.[2]

Na década de 90, novas figuras de ação foram lançadas inspiradas pelo sucesso dos programas da TV, como o Comandos Em Ação, o Batman, o Super Homem e a linha completa de Star Wars. Nos anos 2000, inaugurou sua terceira fábrica, na cidade de Três Pontas, sul de Minas Gerais, gerando maior capacidade de produção para a marca.[2]

A Casa dos Sonhos da Estrela, em São Paulo, era uma espécie de museu da fábrica, repleto de brinquedos que fazem e fizeram parte da infância das pessoas e onde o visitante era recebido por um urso gigantesco, com cinco metros de altura. A Casa dos Sonhos foi desativada em julho de 2006.

Brinquedos[editar | editar código-fonte]

Bonecas[editar | editar código-fonte]

Topo Gigio
  • Amiguinha
  • Amore
  • Andinha
  • Beijoca
  • Beijoquinha
  • Bug Bug
  • Candy
  • Espertinha
  • Feijãozinho
  • Gui Gui
  • Mãezinha
  • Manequinho
  • Nana Nenê
  • Prosinha
  • Soneca
  • Susi
  • Tagarela
  • Tippy
  • Topo Gigio
  • Tremendão
  • Wandeca

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]