Eva Mozes Kor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eva Mozes Kor
Nascimento 31 de janeiro de 1934
Marca, Romênia
Morte 4 de julho de 2019 (85 anos)
Cracóvia
Nacionalidade romena
Principais trabalhos Fundadora do CANDLES Holocaust Museum and Education Center

Eva Mozes Kor (Marca, 31 de janeiro de 1934 - Cracóvia, 4 de julho de 2019) foi uma sobrevivente do Holocausto. Ao lado de sua irmã gêmea Miriam, Kor foi enviada a experimentos humanos nazistas por Josef Mengele no campo de Auschwitz, durante a Segunda Guerra Mundial. Perdeu seus pais e duas irmãs no Holocausto e, juntamente com sua irmã, foram as únicas sobreviventes da família. Kor fundou a organização CANDLES, um acrônimo para Children of Auschwitz Nazi Deadly Lab Experiments Survivors, em 1984. Por meio deste programa, descobriu 122 sobreviventes de Josef Mengele.[1]

Kor fundou a CANDLES Holocaust Museum and Education Center em 1955, com o intuito de educar publicamente sobre a eugenia, o Holocausto e o poder do perdão. Kor recebeu atenção internacional ao perdoar publicamente os nazistas e suas ações contra ela. A história é registrada no documentário Forgiving Dr. Mengele.

Kor morreu em 4 de julho de 2019, aos 85 anos de idade.[2]

Vida[editar | editar código-fonte]

Eva Mozes nasceu em 1934, em Marca, na Romênia. Seu pai, Alexander, era latifundiário e sua mãe, Jaffa, agricultora. Alexander e Jeffa eram os únicos residentes judeus do local. Posteriormente, tiveram Edit, Aliz e as gêmeas Eva e Miriam.[3] Em 1940, quando Eva e Miriam tinham seis anos, nazistas húngaros ocuparam a vila em que moravam. Em 1944, a família foi transportada para o gueto regional em Șimleu Silvaniei. Semanas depois, foram transferidas para o campo de concentração de Auschwitz. Por serem irmãs gêmeas, foram selecionadas como parte de um grupo de crianças a serem utilizadas em experimentos humanos, sob a direção do médico nazista Josef Mengele. Aproximadamente 1.500 gêmeos foram submetidos a esses experimentos e a maioria morreu. Eva ficou doente, mas viveu e ajudou Miriam.

O Exército Soviético liberou o campo de concentração em 27 de janeiro de 1945. No local, encontraram cerca de 180 crianças e a maioria eram irmãos gêmeos. Após o resgate, foram enviadas para Katowice, na Polônia, cidade que estava sendo utilizada como um orfanato. Seguidamente, o Exército localizou Rosalita Csengeri, uma amiga da mãe de Eva cujas filhas foram utilizadas nos experimentos de Mengele. Csengeri assumiu a responsabilidade por Eva e Mirma, ajudando-as a retornar à Romênia após a liberação do campo. Depois da Segunda Guerra Mundial, Eva e Miriam passaram a viver em Cluj-Napoca, na Romênia, com sua tia sobrevivente Irena, onde estudaram e tentaram se recuperar de suas experiências em Auschwitz e se adaptar à vida sob o regime comunista. Em 1950, aos 16 anos, receberam permissão para deixar a Romênia e emigraram para Israel, chegando à cidade portuária de Haifa. Eva frequentou uma escola agrícola e, em seguida, alcançou o posto de sargento-mor no Corpo de Engenharia do Exército Israelense. Em 1960, casou-se com Michael Kor, um cidadão americano e sobrevivente do Holocausto.[4]

Reconhecimento[editar | editar código-fonte]

Kor foi homenageada por quatro governadores de Indiana. Recebeu duas vezes o Sagamore of the Wabash Award[5] e uma vez o Indiana's Distinguished Hoosier Award.[6] Em 2017, recebeu o Sachem Award, sendo este último a maior honra do estado de Indiana. Em abril de 2017, Kor foi nomeada como Grand Marshal do Indianapolis 500 Festival Parade.[7] Em maio de 2015, recebeu a condecoração Honrary Doctorate of Humane Letters pela Universidade Butler.[8] No mesmo ano, recebeu o Wabash Valley Women of Influence Award, patrocinado pela United Way of the Wabash Valley,[9] o prêmio Anne Frank Change the World Award da Wassmuth Center for Human Rights e o Mike Vogel Humanitarian Award.[10]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Echoes from Auschwitz: Dr. Mengele's Twins: The Story of Eva and Miriam Mozes (1995) com Mary Wright — ISBN 978-0-9643807-6-9
  • Surviving the Angel of Death: The Story of a Mengele Twin in Auschwitz (2009) com Lisa Rojany Buccieri — ISBN 1-933718-28-5
  • Little Eva & Miriam in First Grade (1994) Eva Mozes Kor - OCLC 33324155
  • Forgiving Dr. Mengele (2006) First Run Features - Bob Hercules e Cheri Pugh
  • Die Macht Des Vergebens (2016) com Guido Eckert - ISBN 978-3-7109-0011-2

Morte[editar | editar código-fonte]

Kor morreu de causas naturais em 4 de julho de 2019, aos 85 anos de idade, em Cracóvia, Polônia, perto do campo de concentração de Auschwitz, 75 anos após ter estado no local e ser vítima de tortura sob o regime nazista.[2]

Referências

  1. «History of CANDLES». CANDLES Holocaust Museum and Education Center. Consultado em 31 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 7 de dezembro de 2010 
  2. a b «Holocaust survivor and beloved Hoosier Eva Kor dies at 85» (em inglês). Indy Star. 4 de julho de 2019. Consultado em 4 de julho de 2019 
  3. «Draft Report on» (PDF). Yadvashem.org. Consultado em 27 de maio de 2016 
  4. «Liberation of Auschwitz». Ushmm.org. Consultado em 27 de maio de 2016 
  5. Trigg, Lisa (10 de abril de 2015). «Eva Kor | Features». Tribstar.com. Consultado em 27 de maio de 2016 
  6. Midwest Communications Inc. «Kohr Honoured With The Sachem Award | News | WIBQ». Wibqam.com. Consultado em 14 de abril de 2017 
  7. «Eva Kor Named Grand Marshal 500 Festival Parade» 
  8. «Holocaust Survivor Eva Kor Headlines Moving Butler Commencement Focused On Forgiveness And Service». Forbes.com. Consultado em 27 de maio de 2016 
  9. «Wabash Valley 2015 Women of Influence». Uwwv.org. 9 de abril de 2015. Consultado em 27 de maio de 2016. Arquivado do original em 9 de maio de 2016 
  10. Hagadone, Zach. «Change Your World Celebration | Friday, Sept. 18 | Culture». Boise Weekly. Consultado em 27 de maio de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Media relacionados com Eva Mozes Kor no Wikimedia Commons