Fernando Lona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fernando Lona
Informação geral
Nome completo Fernando José Magalhães Lona
Também conhecido(a) como Loninha
Nascimento 19 de março de 1937
Origem Ubaitaba
Bahia Bahia
País  Brasil
Morte 5 de julho de 1977 (40 anos)
Gênero(s) MPB, bossa nova, samba, pop, música latina
Ocupação(ões) ator, compositor
Instrumento(s) violão acústico, voz
Período em atividade 1963—1977
Gravadora(s) Tapecar
Afiliação(ões) Geraldo Vandré, Carlos Pita

Fernando Lona foi um nome artístico utilizado por Fernando José Magalhães Lona (Ubaitaba, 19 de março de 1937Registro, 5 de julho de 1977[1]) foi um cantor e compositor brasileiro.

Foi autor de trilhas sonoras de inúmeras peças teatrais, como O Desembestado, de Ariovaldo Matos, e Arena Canta Zumbi, de Gianfrancesco Guarnieri. Em 1972 compôs a trilha sonora da telenovela Sol Amarelo da TV Record e, no ano de 1974, inaugurou o Teatro Gamboa em Salvador, musicando a peça Santa Maria Egípcia e trabalhando como ator em As Criadas.[2]

Em 1977 lançou seu único LP, intitulado Cidadão do mundo, reunindo 12 das suas mais expressivas composições. No mesmo ano do lançamento seu LP, Fernando Lona morreu num desastre automobilístico, na cidade de Jacupiranga a 32 Km da cidade de Registro, em São Paulo, quando se dirigia para Curitiba onde apresentaria o show De cordel e bordel, no Teatro Paiol.[3]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]