Fernando da Rocha Peres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fernando da Rocha Peres
Nascimento 1936
Salvador, Bahia Bahia
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação poeta, historiador, professor e administrador cultural

Fernando da Rocha Peres (Salvador, 1936), poeta, historiador,[1][2] professor e administrador cultural.[3][4][5][6]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Fernando da Rocha Peres, nasceu em Salvador, Bahia, Brasil, foi diretor do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Bahia e Sergipe; diretor-presidente da Fundação Cultural do Estado da Bahia; Pró-Reitor de Extensão da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Fundou com Glauber Rocha,[7] Calasans Neto e Paulo Gil Soares, as Jogralescas (poesia teatralizada), a revista Mapa, a Yemanjá Filmes e as edições Macunaíma; [8][9] é diretor do Centro de Estudos Baianos, da UFBA e docente durante 40 anos, do Departamento de História. Recebeu em 2008 o título de Professor Emérito, da Universidade Federal da Bahia, e em 2013 também tem recebido a ordem do Mérito do Patriarca São Bento.

Acadêmico[editar | editar código-fonte]

membro da Academia de Letras da Bahia,[10] eleito em 22 de junho de 1987, tomou posse em 16 de julho de 1987, no salão nobre da atual sede, sendo saudado por Jorge Calmon Moniz de Bittencourt.

Obras principais[editar | editar código-fonte]

  • Cinco Poetas - Co-autoria com Carvalho Filho, Florisvaldo Mattos, Godofredo Filho e Myriam Fraga, capa e vinheta de Calasans Neto (Salvador, Macunaíma,1966
  • Poemas Bissextos (Macunaíma, 1972),
  • Gregório de Mattos: O Poeta Devorador (Manati, 2004)
  • Memória da Sé (3ª ed., Corrupio, 2009)

Referências

  1. «Folha de S.Paulo - Para historiador, morte foi há 301 anos - 20/10/1996». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 7 de março de 2017 
  2. «Folha de S.Paulo - Mistérios gregorianos - 20/10/1996». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 7 de março de 2017 
  3. «IHAC – UFBA » Fernando da Rocha Peres: uma homenagem». www.ihac.ufba.br. Consultado em 7 de março de 2017. Arquivado do original em 7 de março de 2017 
  4. «FERNANDO DA ROCHA PERES – Brasil – POESIA DOS BRASIS – BAHIA – CARNAVAL E POESIA - www.antoniomiranda.com.br». www.antoniomiranda.com.br. Consultado em 7 de março de 2017 
  5. SP, © Sesc. «Fernando da Rocha Peres» 
  6. Line, A TARDE On. «A hora de vestir a alma». Portal A TARDE 
  7. «Amigos de Glauber Rocha desmoralizam Nelson Motta - Jornal Opção». www.jornalopcao.com.br. Consultado em 7 de março de 2017 
  8. Feitosa, Soares. «Jornal de Poesia - Fernando da Rocha Peres». www.jornaldepoesia.jor.br. Consultado em 7 de março de 2017 
  9. «Gregório de Mattos, 360 Anos - Fernando Rocha Peres». escritas.org. Consultado em 7 de março de 2017 
  10. academialetrasba (28 de abril de 2007). «Fernando da Rocha Peres». Academia de Letras da Bahia. Consultado em 7 de março de 2017