Ferrovia Berlim-Bagdá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ferrovia Berlim-Bagdá
Baghdad Railway LOC 04665u.jpg
Informações
Proprietário Chemin de Fer Impérial Ottoman de Bagdad - CIOB
Local Sudoeste da Turquia, Síria e Iraque
Tipo de transporte Ferrovia
Número de estações 15
Sede Adana
Funcionamento
Início de funcionamento 1940-
Sigla(s) do material circulante CIOB
Dados técnicos
Extensão do sistema 1 600 km (994 mi)
Bitola 1 435 mm (4,71 ft)
Sucessão de Linhas
' '
- 'Ferrovias Estatais da República da Turquia ou Türkiye Cumhuriyeti Devlet Demiryolları - TCDD'
Ferrovia Berlim-Bagdá

A Ferrovia de Bagdá (em turco: Bağdat Demiryolu, em alemão: Bagdadbahn), construída entre 1903-1940, foi planejada para ligar Berlim com a cidade de Bagdad do (então) Império Otomano com 1.600 quilômetros (990 Km) através de linha moderna passando por Turquia, Síria e Iraque.

Seu financiamento e engenharia foi principalmente prestada por bancos e empresas do Império Alemão, que na década de 1890 havia construído a Ferrovia de Anatólia (Anatolische Eisenbahn) ligando Istambul, Ancara e Konya. A conclusão da estrada de ferro de Bagdá teria ligado Berlim e em Bagdá, de onde os alemães tentaram estabelecer um porto no Golfo Pérsico. [1] O Império Otomano desejava manter o controle da Arábia, e expandir a sua influência através do Mar Vermelho no Egito, que era controlado pela Grã-Bretanha. Os alemães ganhariam acesso e posse de campos de petróleo no Iraque, e uma linha para o porto de Baçorá teria ganho um melhor acesso à parte oriental do império colonial alemão, ignorando o Canal de Suez.

A ferrovia tornou-se uma fonte de conflitos internacionais durante os anos imediatamente anteriores a Primeira Guerra Mundial.[2] Embora tenha sido alegado que foram resolvidos em 1914, antes do início da guerra, também tem sido alegado que a ferrovia foi uma das principais causas da Primeira Guerra Mundial [3] . Dificuldades técnicas para o controle das remotas Montes Tauro e os atrasos diplomáticos significaram que em 1915, o transporte ferroviário ainda estava a 480 quilômetros (300 milhas) de curto termo, limitando severamente seu uso durante a guerra, em que Bagdá foi ocupada pelos britânicos, enquanto completou-se a Ferrovia de Hejaz no Sul que foi atacada pela guerrilha liderada por T. E. Lawrence. A construção recomeçou em 1930 e foi concluída em 1940.

Rota[editar | editar código-fonte]

Rota da ferrovia.

A ferrovia passou pelas seguintes cidades e lugares, na ordem dada, de norte a sul:

A linha de Mersin, Adana-Yenice existia antes da construção da ferrovia Bagdad e foi utilizada para a tarde em sua seção Yenice-Adana[4] .

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. McMurray (2001) page 2
  2. F. William Engdahl, A Century of War: Anglo-American Oil Politics and the New World Order, Londres, Pluto Press, 2004, pp. 22-28.
  3. (Jastrow 1917)
  4. Preissig - 1989