Filipe Anacoreta Correia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Filipe Anacoreta Correia
Politico Português
Deputado à Assembleia da República
Período nas Legislaturas:
  • XIII [2015-10-23 ]
Dados pessoais
Nascimento 23 de setembro de 1972 (46 anos)
Coimbra
Partido CDS-PP
Profissão Advogado


António Filipe da Providência Santarém Anacoreta Correia (Coimbra, 23 de setembro de 1972), é um advogado e político português.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Coimbra, freguesia Sé Nova (23 de Setembro de 1972), e cresceu entre o Minho e o Porto, onde estudou e completou os seus estudos de Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa. Chegou a interromper a frequência de Direito, durante três anos, tendo estudado Filosofia e Teologia.

Trabalhou como Adjunto na Secretária de Estado Adjunta do Ministro da Economia, Dulce Franco, em 2003, e no Gabinete do Ministro da Presidência, Nuno Morais Sarmento (2003-2005).

Em Setembro de 2005, a revista Argos da responsabilidade da Jason Associates Expert Talent Advisory, inclui-o numa lista de 35 talentos, com menos de 35 anos. [2]

Em 2006, tem a sua primeira intervenção cívica no âmbito do referendo contra a liberalização do Aborto. Cria um movimento – Independentes pelo Não [3] -, que se afirma por ser moderado e apartidário contra a liberalização. Depois disso, filiou-se no CDS-PP onde veio a dinamizar um movimento informal Alternativa e Responsabilidade [4]. Nesse âmbito, liderou várias iniciativas políticas com um pendor critico à liderança de Paulo Portas.

No XXV Congresso do CDS-PP, em Março de 2014, assumiu candidatura alternativa à de Paulo Portas [5].

Dois anos mais tarde, foi convidado a integrar as listas de candidato a Deputado na Assembleia da República pelo círculo de Lisboa, cargo que atualmente desempenha. Integra a Comissão de Assuntos Europeus, e é o Coordenador do CDS-PP na Comissão de Trabalho e Segurança Social [6]

No XXVI Congresso do CDS-PP, em Março de 2016, apoiou Assunção Cristas que o convidou para a Direção do Partido, tendo renovado esse mandato no XXVI Congresso do Partido, em Março de 2018.

Família[editar | editar código-fonte]

Filho de Eugénio Maria Nunes Anacoreta Correia (Coimbra, Sé Nova, 12 de Outubro de 1939) e de Maria Joana da Providência Santarém e Costa (Coimbra, Sé Velha, 7 de Novembro de 1941). Tem 4 irmãos e é sobrinho paterno de Miguel Anacoreta Correia.

É casado (Ponte de Lima, 24 de Julho de 2004) com Maria Cecília de Magalhães Gagliardini Graça (Porto, 13 de Janeiro de 1977), Advogada e Professora Universitária, com quem tem 4 filhos.

Referências