Floculação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde novembro de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Floculação, no campo da química, é o processo onde colóides saem de suspensão na forma de agregados, formando partículas maiores, ditos "flocos" ou "flóculos"[1]. A ação difere da precipitação em que, antes da floculação, colóides são meramente suspensos em um líquido e não realmente dissolvidos em uma solução. No sistema floculado não há a formação de um "bolo" (adensamento de material ao fundo do recipiente), dado que todos os flocos estão em suspensão.[necessário esclarecer]

Em tratamento de água[editar | editar código-fonte]

Em tratamento de água para consumo público e uso específico da indústria, como na fabricação de cerveja, a floculação faz com que as partículas finas de areia, argila e matéria orgânica presentes em suspensão na água se agreguem e formem flocos.

Tanto no tratamento de água para consumo como no tratamento de efluentes, a floculação é uma etapa do processo na estação de tratamento de águas em que, após adicionar os coagulantes Al2(SO4)3 (sulfato de alumínio) ou FeCl3 (cloreto férrico), as partículas em suspensão tornam-se pequenos flocos (flóculos), decantando em seguida.

Armazenado em um tanque aberto, o processo de floculação se dá quando pás motorizadas promovem o giro da água, de forma muito lenta, propiciando que as partículas se unam, formando os flocos de impurezas. A formação destes flocos é essencial para o processo de decantação, pois as partículas se tornarão mais densas que os outros componentes do efluente.

Floculação na indústria[editar | editar código-fonte]

Considere-se um cristal de caulinita, com suas superfícies maiores carregadas negativamente. Estas cargas negativas são provenientes das ligações quebradas de superfícies, assim, sendo o cristal constituído por ânions oxigênio que possui raio iônico muito maior que os cátions, é natural a predominância de cargas negativas.

Logo, para contrabalancear essas cargas negativas, existe uma região em torno da partícula onde moléculas de água são fortemente atraídas pela superfície. Juntamente com estas moléculas de água estão ligados cátions di ou trivalentes, como o Ca2+, Fe3+ e Mg2+.

Como estas ligações geram forças muito grandes, a água é fixada na superfície das partículas sólidas, comportando-se como água rígida. Este estado é chamado floculado, pois em torno de cada partícula de caulinita existe uma camada de água rígida que neutraliza completamente as cargas residuais da caulinita.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «agglomeration (except in polymer science)» [aglomerado (exceto em ciência de polímeros)]. Compendium of Chemical Terminology - Gold Book [Compêndio de Terminologia Química - Livro Dourado] (PDF) (em inglês) 2.3.3 ed. International Union of Pure and Applied Chemistry [S.l.] 24 de fevereiro de 2014. p. 47. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • RICHTER Carlos A., AZEVEDO NETO José M. de; Tratamento de Água. Tecnologia atualizada, Editora Edgard Blücher Ltda, São Paulo – SP, 1991.