Forró universitário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Música.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

O Forró universitário é um subgênero musical do forró surgido em São Paulo, sendo uma herança do Ceará e também da cidade de Itaúnas, no Espírito Santo. Este ritmo revive o estilo pé-de-serra (tradicional) de Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro.

Enquanto dança, o Forró universitário foi moldado e difundido na cidade de São Paulo. Tem três passos básicos, sendo um deles o 2 para lá 2 para cá que veio da polca.

O sucesso deste estilo musical deve-se principalmente à força da dança, alavancando vendas de discos, a promoção de shows e a realização de grandes festivais.

O auge do estilo se deu na virada século XXI com a chegada de grupos, trios e artistas solo como o Falamansa, Circuladô de Fulô, Trio Virgulino, Rastapé, Arleno Farias, Estakazero, Bicho de Pé, Kanaviá e Mandakayô! - além, é claro, dos tradicionais trios que ganharam mais espaço com a grande exposição.

Atualmente o ritmo se apresenta largamente difundido por todo o Brasil e no mundo.[carece de fontes?]

Outra versão

No meio dos anos 90, universitários da USP (Universidade de S. Paulo) começaram a fazer festas e contratar bandas de forró original, ou seja, zabumba, triângulo e sanfona - o forró pé-de-serra - um dos trios, o trio virgulino, foi um dos principais precursores deste forró. A partir daí começaram a introduzir passos de rock anos 50, ou rockabilly, na dança, que até então era uma coisa bem básica - 2 p/ lá 2 p/ cá seguido de poucas variações de passos. Como a USP é muito próxima do Bairro de Pinheiros e lá existia, e ainda existe uma casa de forró chamado Remelexo, na Rua Paes Leme. Os universitários da USP começaram a frequentar a casa, disseminando então esta forma de dançar.[carece de fontes?]

Outros estilos de forró[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.