Gabriel Póvoas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde julho de 2010). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Gabriel de Almeida Póvoas (Salvador, 3 de setembro de 1985) é um cantor, compositor e músico brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Gabriel nasceu no bairro de Brotas, em Salvador. É filho da também cantora e compositora Daniela Mercury e do engenheiro eletrônico Zalther Póvoas.

Na infância, estudou na escola Lua Nova. Incentivado pelo pai, praticou hipismo e chegou a competir nos Jogos Pan-Americanos, representando o Brasil.

Iniciou-se na música cedo: aos 14 anos de idade compôs sua primeira música; aos 15 gravou uma canção, intitulada "Litoral", composta em parceria com Cícero Vilas-Bôas, e fundou a banda Tiolinda, cuja formação inicial incluía Cícero Vilas-Bôas, João Paulo Lordelo e Lucas Lima.

Ao terminar o colégio, em 2004, foi estudar administração na Universidade Federal da Bahia, deixando o curso ainda nos semestres iniciais. Em seguida, iniciou estudos na American School of Modern Music, em Paris, retornando, após alguns meses ao Brasil. Iniciou a Faculdade de Filosofia da Universidade Católica da Bahia. Em 2005 fez os vocais de apoio na turnê européia de sua mãe. No exterior conheceu Tais Nader, e com ela fez seus primeiros shows de barzinho num projeto hoje intitulado Íntimo. Ao voltar para o Brasil, Gabriel largou a faculdade de Filosofia e resolveu investir em sua carreira como cantor profissional. Tais é também cantora e compositora baiana, e já cantava profissionalmente antes de se conhecerem. Tais e Gabriel se casaram em 10 de março de 2007, tiveram uma filha, Clarice, em 2009, e se divorciaram em 2014.

Ao retornar ao Brasil, o cantor continuou os estudos com o renomado professor Aderbal Duarte, grande estudioso da MPB.

Seu primeiro disco chama-se Incompleto e Gabriel assina o trabalho como compositor, intérprete, músico, arranjador, diretor e produtor.

Além deste trabalho, Gabriel coleciona experiências como produtor e diretor musical de outros trabalhos e artistas.

Composições[editar | editar código-fonte]

  • "Maybe Maré", gravada por Bruno Masi em Trilhos Fortes.
  • "Canta Maria", "Alumeia" e "Cavaleiro do Coração", todas compostas em parceria com a mãe para a trilha-sonora do filme Canta Maria, de Francisco Ramalho Jr. Gabriel é o intérprete de "Cavaleiro do Coração".
  • "Princesa dos Olhos d'Água", composta em parceria com Guiguio e a mãe em homenagem à cidade de Feira de Santana.
  • "Caiu no Mar", composta em parceria com Tais Nader. Virou um clipe infantil gravado em parceria com a ESPN Brasil.
  • "Sol do Sul", "trio em Transe" e "castelo Imaginário" compostas em parceria com a mãe para o álbum Canibália sendo que a terceira tem como parceiro adicional Marivaldo Santos e a ultima também possui como parceira Tais Nader.
  • No disco INCOMPLETO: "Canto pra Lua", "Cheiro de Poeta", "Desamor", "Garotas Dissonantes", "Flor sem Juan", "Tentativa de Separação", "Me Ensinar", "Guarda Menino", "Danço com as mãos" (parceria com Aderbal Duarte), "Sol de Luar" (parceria com Tais Nader),
  • Ferrin com Sétima" interpretada por Vania Abreu e Emerson Taquari, gravada no álbum "Pandeirando" de Emerson Taquari.

SHOW:

Gabriel Póvoas "CELLOFLAUTA" Teatro Rubi Salvador . 12 de julho de 2018

Produtora: Cferrazproduções/Claudia Ferraz

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.