Gaspar Veloso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gaspar Veloso
Gaspar Veloso
Senador pelo Paraná
Período 1956
até 1963
Vereador de Curitiba
Período 1947
até 1949
Secretário estadual de Educação do Paraná
Período 1947
até 1947
Diretor-geral de Educação do Paraná
Período 1933
até 1938
Dados pessoais
Nascimento 10 de agosto de 1903
Curitiba, PR
Morte 13 de agosto de 1976 (73 anos)
Curitiba, PR
Partido PSD

Gaspar Duarte Veloso[nota 1] (Curitiba, 10 de agosto de 1903 - Curitiba, 13 de agosto de 1976) foi um advogado, jornalista e político brasileiro.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Antônio Duarte Velloso e Ernesta Dalledone Velloso, Gaspar estudou na Escola Americana, Colégio Santa Júlia e no Ginásio Paranaense. Em 1929 formou-se em direito na Faculdade de Direito de Curitiba além de estudar também na Escola Superior de Guerra.[2] Foi casado em primeiras núpcias com Dulce Gonçalves e em segundas núpcias com Leila Pernetta.[2]

De 1933 a 1938, exerceu o cargo de diretor-geral de Educação do Paraná durante o governo de Manuel Ribas (1932-1945).[2] Já no período do Estado Novo (1937-1945) dirigiu o Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda (DIP) do Paraná. Em 1947, tornou-se secretário de Educação de seu estado, sendo neste mesmo ano eleito vereador na capital paranaense pelo Partido Social Democrático (PSD), cuja liderança exerceu na Câmara Municipal até 1949.[2]

Suplente do senador Alô Guimarães, assumiu o mandato em 14 de junho de 1956 mantendo-se no cargo até 31 de janeiro de 1963.[3][4][5] Nessa legislatura integrou as comissões de Constituição e Justiça, de Relações Exteriores e Especial de Estudos da Política de Produção e Exportação, atuando ainda como vice-presidente da Comissão de Redação e presidente das comissões de Economia, de Finanças e Mista do Problema do Inquilinato.[2] Em 1959 foi escolhido vice-líder da maioria no Senado, formada pelo PSD, o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), o Partido Social Progressista (PSP) e o Partido Republicano (PR), tornando-se em 1961 vice-líder do PSD naquela casa, que abandonou em definitivo ao concluir seu mandato, em janeiro de 1963.[2]

Gaspar Velloso também foi promotor público em Castro, Imbituva e Tomazina, além de professor de sociologia e filosofia, entre outras ocupações públicas.[2] Foi ainda redator do jornal Gazeta do Povo e dirigiu o jornal O Dia.[2] Em 1956 foi o embaixador especial ao representar o Brasil nas solenidades de posse do presidente Hernán Siles Zuazo, da Bolívia e foi membro do Centro Paranaense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Paraná.[2]

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

  • Ação rescisória (1932)[2]

Notas

  1. Essa grafia ficou corrente em razão do Formulário Ortográfico de 1943 e depois devido ao Acordo Ortográfico de 1990 adotado no Brasil em 2015. No entanto, ainda existem registros com a grafia original Gaspar Duarte Velloso, adotada na página do Senado Federal, por exemplo.

Referências

  1. Períodos Legislativos da Quarta República - 1959-1963 Gaspar Duarte Velloso Senado Federal - último acesso em 10 de janeiro de 2012
  2. a b c d e f g h i j «Perfil de Gaspar Duarte Veloso no portal do CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil». FGV - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  3. Catálogo biográfico dos Senadores brasileiros, de 1826 a 1986 / concepção, coordenação, organização editoração: Leonardo Leite Neto - Brasília: Senado Federal, Centro Gráfico, 1986.
  4. Os Nossos Senadores (II) Tabloide Digital (Aramis Millarch) - último acesso em 31 de janeiro de 2012
  5. 1954 Site do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro - último acesso em 7 de fevereiro de 2012
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.