Gonzalo Bergessio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gonzalo Bergessio
Bergessio.jpg
Informações pessoais
Nome completo Gonzalo Rubén Bergessio
Data de nasc. 20 de julho de 1984 (35 anos)
Local de nasc. Córdoba, Argentina
Altura 1,79 m
destro
Apelido Lavandina
Informações profissionais
Clube atual Nacional
Número 24
Posição Atacante
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2001–2005
2005–2006
2006–2007
2007
2008–2009
2009–2011
2011–2014
2014–2015
2015–2016
2016–2017
2017–2018
2018–
Platense
Instituto Córdoba
Racing
Benfica
San Lorenzo
Saint-Étienne
Catania
Sampdoria
Atlas
San Lorenzo
Vélez Sarsfield
Nacional
090 000(28)
037 0000(6)
035 000(13)
009 0000(0)
070 000(28)
055 000(10)
113 000(37)
024 0000(2)
038 0000(2)
027 0000(2)
004 0000(2)
074 000(35)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 8 de setembro de 2019.

Gonzalo Rubén Bergessio (Córdoba Argentina, 20 de julho de 1984) é um futebolista argentino que atua como atacante. Atualmente defende o Nacional.

Carreira[editar | editar código-fonte]

É um produto das escolas do Platense, clube pelo qual se estreou na primeira equipa com apenas 17 anos. Rapidamente deu nas vistas, mas a sua afirmação ocorreu entre 2003 e 2005, apontando 23 golos em duas épocas na D3 argentina. Esse facto despertou o interesse na sua aquisição por parte de vários clubes da divisão maior do futebol argentino optando por uma proposta do Instituto Córdoba, clube da sua cidade natal.

A nível individual a sua temporada de estreia na D1 argentina foi muito positiva apontando 6 golos em 37 partidas, 35 das quais como titular, mas em termos colectivos o Instituto não conseguiu evitar a descida de divisão. Contudo, as suas boas exibições levaram-no a rumar ao Racing Avellaneda, onde foi o grande destaque do time na temporada 2006–07, isto apesar do desempenho coletivo irregular do conjunto. Ganhou a alcunha de Lavandina (Lixívia em português), por ser “branco como a neve”.

Bergessio assinou por um período de cinco anos pelo Benfica no verão de 2007, mas teve alguma dificuldade em impor-se no plantel, o que levou a que na reabertura de mercado ("mercado de inverno") da época o jogador fosse dispensado.

Em 2008 voltou à Argentina para jogar pelo San Lorenzo. Apesar da curta passagem, entrou para a galeria dos heróis do time na Taça Libertadores da América daquele ano: o clube perdia por 2 a 0 para o River Plate, em um duelo caseiro pelas quartas-de-final, com dois jogadores a menos e no estádio do oponente. Bergessio fez os dois gols que empataram a partida, resultado que classificou sua equipe às semifinais e alimentando o sonho da inédita conquista do torneio (O San Lorenzo veio a conquistar posteriormente a Libertadores de 2014) justamente no ano do centenário da mesma. Porém, a futura campeã LDU Quito a eliminou nas semifinais. Bergessio esteve perto de faturar também o Clausura, mas o Boca Juniors levou a melhor no triangular final que envolveu também o Tigre.[1]

No início da época 2009/2010, ele regressou ao futebol europeu para representar o Saint-Étienne, do campeonato francês.[2][3]. Após uma boa passagem pelo clube francês, foi negociado com o Catania, da Itália.

Estilo de jogo[editar | editar código-fonte]

Trata-se de um atacante que joga como unidade solta do ataque estando habituado a alinhar em 4-4-2 ou 3-4-1-2, aparecendo com igual facilidade aberto nas alas, a romper em diagonais ou de trás para a frente, como também a aparecer na área como um centroavante de área. Assim, pode desempenhar várias funções: a sua posição natural é a de avançado mas pode também atuar como extremo ou segundo avançado.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacional

Referências

  1. PERUGINO, Elías (setembro de 2011). Gonzalo Bergessio. El Gráfico Especial n. 32 - "100 Ídolos de San Lorenzo". Revistas Deportivas, p. 54
  2. Jornal A Bola (25 de Agosto de 2009). «Bergessio no Saint-Etienne». Consultado em 25 de agosto de 2009. Arquivado do original em 28 de agosto de 2009 
  3. ASSE.fr (25 de Agosto de 2009). «Accord trouvé pour Bergessio» (em francês) 
  4. «¡Nacional campeón! "Seba" Fernández hizo el gol que valió el título». Ovacion. 5 de maio de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.