Grupo Votorantim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grupo Votorantim
Votorantim Participações
Tipo Empresa de capital fechado
Indústria Conglomerado
Gênero Privada
Fundação 1918 (98 anos)
Fundador(es) José Ermírio de Moraes
Antônio Pereira Inácio
Sede São Paulo,  São Paulo
 Brasil
Pessoas-chave João Miranda (CEO)
Empregados 41.500
Produtos Cimento
Produtos financeiros
Alumínio
Celulose
Eletricidade
Metais
Siderurgia
Subsidiárias Veja abaixo
Lucro Aumento R$ 238,0 milhões (2013)
Faturamento Aumento R$ 26,2 bilhões (2013)[1]
Página oficial www.votorantim.com

Grupo Votorantim é um conglomerado industrial brasileiro de capital fechado[2] [3] criado pelo engenheiro pernambucano José Ermírio de Moraes,[4] fundado em 1918,[5] que reúne empresas de vários segmentos, com ênfase em setor de base da economia, presente em mais de 20 países.[6] Ele está estruturado em três segmentos – industrial, financeiro e novos negócios –, emprega 40 mil profissionais[7] e lucrou, em 2010, R$ 4,9 bilhões.[8]

História[editar | editar código-fonte]

José Ermírio de Moraes, um engenheiro pernambucano formado pela Colorado School of Mines, compra as ações e assume o controle da empresa de seu sogro, o imigrante português Antônio Pereira Inácio, que em 1918 havia adquirido uma fábrica de tecelagem falida localizada no bairro Votorantim em Sorocaba, São Paulo.[4] [9] É neste ponto que se inicia a história do grupo.[4]

Com a crise de 1929, José Ermírio diversificou a produção com base na substituição de importações, passando a trabalhar com produtos como cimento e alumínio. Entre as décadas de 30 e de 40, funda a Companhia Brasileira de Alumínio.[4] [10] Sua incursão nestes setores o leva a necessidade de produzir sua própria energia elétrica, o que o faz montar sua própria hidroelétrica e entrar também para o ramo de produção de energia.[4]

Os lucros da empresa são investidos abrindo a oportunidade para diversificar ainda mais seus negócios, passando a atuar também na área química.[4] O controle da empresa é passado de geração em geração pela família, estando atualmente na terceira geração.[10] Atualmente a empresa se encontra sob o comando de um Conselho de Administração, formado pelas famílias controladoras[carece de fontes?].

Em 2002, criou o Instituto Votorantim para identificar e aproveitar oportunidades de gerar valor para a sociedade, com foco nos jovens.

Também em janeiro de 2009, o Banco do Brasil comprou 49,99% do capital votante e 50% do capital social do Banco Votorantim por R$4,2 bilhões de reais. [11]

Engemix[editar | editar código-fonte]

A Engemix é uma empresa brasileira prestadora de serviços de concretagem fundada em 1968, em 2002, passou a fazer parte do conglomerado brasileiro Votorantim Cimentos. Domina uma boa parte do mercado brasileiro de concreto e cimento e pode ser alvo de ação do Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF-DF), que não concordou com a aprovação do CADE e cogita um pedido de instauração de ação civil pública para avaliar o impacto negativo da grande concentração do Grupo Votorantim no mercado de cimento e concreto.[12]

Prêmios e destaques[editar | editar código-fonte]

Empresas e instituições[editar | editar código-fonte]

Estas são as unidades de negócio que compõem o Grupo Votorantim.

Referências

  1. http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/votorantim-lucra-174-mais-em-2013-mas-aquem-da-meta-2
  2. «Época Negócios: Grupo Votorantim gastou R$ 2,2 bilhões para zerar exposição ao câmbio». 
  3. «Jornal do Commercio: Votorantim é a primeira de capital fechado a figurar na lista das melhores». 
  4. a b c d e f «HistoriaNet: Nacionalismo e Imperialismo». 
  5. «Fundação Nacional da Qualidade: Casos». 
  6. «Grupo Votorantim: Perfil». 
  7. «Votorantim». www.fsb.com.br. Consultado em 16 de agosto de 2011.  Texto " Grupo Votorantim abre inscrições para o programa de Trainee 2012" ignorado (Ajuda); Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  8. «Lucro do grupo Votorantim em 2010 cai 22,2%». IG Economia Empresas. 1 de março de 2011.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  9. «Tudo em Foco: Sobre o Grupo Votorantim». 
  10. a b http://opiniaoenoticia.com.br/economia/negocios/grupo-votorantim/ Opinião e Notícia: Série empresas familiares: Grupo Votorantim
  11. «Banco do Brasil compra parte do banco Votorantim por R$ 4,2 bilhões». 
  12. Estadão, 23 de junho de 2010
  13. «IMD: Brazilian company Votorantim honoured as top family business in the world» (em inglês). 
  14. «Último Segundo: Votorantim Finanças deve emitir notas promissórias (16/06/2009)». 
  15. «Época Negócios: Fitch rebaixa nota de crédito da Votorantim». 
  16. «Invertia: Moody´s dá grau de investimento para Votorantim». 
  17. «VCP e Aracruz formam maior empresa do mundo em celulose». Terra Economia. 1 de setembro de 2009.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]